Château Valandraud tem atualmente 24 hectares de vinha em Saint-Emilion. A produção anual de Valandraud é de cerca de 12.000-15.000 garrafas. O segundo vinho, Virginie de Valandraud, em torno 30.000 garrafas.

Jean Luc é um verdadeiro garagista, com foco na agricultura biológica e atenção o detalhe por todo o caminho até ao engarrafamento. Todas as uvas são colhidas à mão, com estilo único da Borgonha que é implementado em toda a vinificação. As uvas passam por uma maceração a frio, 100% fermentação maloláctica no barril, e o vinho resultante é envelhecido nas borras. Além disso, fechando o ciclo da Borgonha, Jean Luc utiliza tanto remontagem e pigéage que é o processo de dividir a espessa camada de peles, talos e sementes que se forma na superfície da fermentação de vinho tinto e submergindo-lo durante a fermentação para extrair a cor, taninos, sabores e aromas dos sólidos da uva. Na verdade, Jean Luc foi um dos primeiros a implementar novamente o pigéage técnica, e hoje ele tem muitos seguidores.

Avaliação Pessoal:

Visual violácea de um vinho novo, mais já evoluído na taça, mostrando aromas de frutas negras, ameixa, cassis, tabaco, baunilha….. Na boca taninos aveludados, caldo viscoso, acidez equilibrada, retrogosto confirmando o nariz, e um final bem longo. É um vinhaço sem sombra de dúvidas, vai para a lista dos melhores do ano.

França – Bordeaux, Saint Emilion – 70% Merlot, 30% Cabernet Franc – 14,5% Alc – ST(96+) – Casa do Porto, R$ 1,320,00

Colheita…