O que esperar de vinhos que nascem do amor de um casal pela cultura do vinho? Qualidade é lógico! Afinal tudo que é feito com prazer gera frutos. E foi assim que Maria Saenz-Olazabal e José Manuel Echeverría proprietários e enólogos da Bodega tornaram um sonho possível, partindo da primeira safra em 2000 aonde nasceu o projeto Alzania em Los Arcos Tierra Estella.

Hoje a bodega Alanzia exporta 70% de sua produção de vinhos de grande qualidade com rendimento médio por hectare (4.600 quilos). O objetivo é não exceder o limite de 125.000 garrafas.

A bodega produz além de vinhos um azeite maravilhoso com 0,1 de acidez que já está a venda na Casa do Porto.

 

José Manuel Echeverría (Alzania) e Ariel Perez ( Sommelier Casa do Porto) 

A Denominação de Origem Navarra completou 75 anos em 2008 aonde mostra claramente como em toda a Espanha a opção pela modernidade, deixando de lada a rusticidade do passado.

Navarra tem uma situação única na Península Ibérica: a confluência dos climas atlântico, continental e mediterrânea. A proximidade da baía de Biscaia, a influência dos Pirinéus e da bonança do vale do Ebro que permiti este clima diversificado. Mais de 15.000 hectares de denominação de origem são baseados em todos os tipos de ecossistemas e as situações de crescimento: encostas, rios, planaltos, planícies e define cinco áreas de produção diferentes: Baixa Montanha, Valdizarbe, Estella, Ribeira Alta e Ribeira Baixa.

Gardacho 2008 – 100% Garnacha - 2 meses em barrica de carvalho americano – R$ 76,00 – ST(86)

Vinho mais comercial da vinícola, aromas de frutas vermelhas, amoras, violeta, na boca se mostrou um vinho equilibrado e tendo como ponto positivo o frescor.

Alzania Finca La Moneda 2005 – Corte de Merlot 60%, Syrah 30%, Garnacha 10%. Malolatica em botes francesas e maturação de 12 meses em carvalho ( 60% francês, 30% americano e 10% russo) – R$ 153,00 – ST(90)

Esse vinho já mostra um salto de qualidade, apresentando boa complexidade no nariz e na boca mostra bom corpo, acidez equilibrada com boa persistência.

Alzania Seleccíon Privada 2003 – Corte de Merlot 65%, e Tempranillo 35%. Vinificado e com fermentação malolatica em botes de carvalho francês – 14 meses em botes francesas. Produção limitada a 4 mil garrafas – R$ 360,00 – ST(95+)

O campeão da noite na minha opinião, nariz maravilhoso, do jeito que eu gosto, “empireumáticos” (tostado e defumado) torrefação, fruta mais contida, com uma boca gorda, untuosa, acidez viva com retrogosto longo. As cegas passaria por um Bordeaux.

Alzania 21 del 10 2006 - 100% Syrah – 12 meses em carvalho Frances da Allier – R$ 210,00 – ST(92)

Vinho feito em homenagem ao nascimento de sua filha em 2003, mostrou aromas característicos da uva Syrah, pimenta do reino, frutas maduras. Na boca mostra como nos outros ser um vinho muito bem elaborado.

Alzania Cuvée Plus 2005 - 100% varietal da uva Syrah e, fermentação malolatica em barricas francesas Troncais – 14 meses nas mesmas barricas – R$ 480,00 – ST(92+)

Feito somente em anos excepcionais, produção restrita a 1500 garrafas, é um vinho de longa guarda, muito complexo, alcaçuz, couro, caça e alcatrão. Na boca confirma o nariz com fruta, taninos redondos com longo final.

Pratos do restaurante Aleixo que harmonizaram com os vinhos

Todos os vinhos estão disponíveis para a venda na importadora Casa do Porto .