Bom meus amigos, já diz o ditado “estar no lugar certo na hora certa”. Em uma noite na cidade de Ribeirão Preto SP recebo um torpedo me chamando para uma pizza despretensiosa. Convite aceito, chegando lá sou apresentado a um convidado e sua digníssima que logo colocou na mesa um Tokaji 5 Puttonyos e um Banhans Haut – Brion Pessac – Léognan, Graves. Ai eu pensei “rapaz a pizza rendeu”. Após o termino dos vinhos e das pizzas e jovem comentou, “estou com sede” logo nos convidou para ir a sua casa, onde iria nos abrir uma garrafa histórica de Casa Ferreirinha Reserva 1990.

Ao chegarmos em sua casa fomos logo convidados a visitar sua humilde adega. Lá habitam seres de um outro mundo como Moutons, Lafites, Romanées, tendo uma garrafa de Lafite 1865 com avaliação de U$$ 43.000 e mais alguns tops mundo a fora. Eu me achava experiente em vinhos antigos, quem acompanha o blog sabe do meu gosto. Logo me bateu uma mistura de tensão e ansiedade até saber qual garrafa iríamos degustar naquela noite. Logo fui intimado a abrir e decantar o prometido Casa Ferreirinha Reserva 1990 (vídeo acima). Os Reserva da Casa Ferreirinha é produzido nos anos de mais excepcional qualidade, quando o vinho não se torna um Barca Velha.

O vinho se mostrou totalmente inteiro, escuro, taninos firmes, acidez viva, aromas que demoraram a abrir mostrando estrebaria, caixa de charuto, azeitona, terra, levando a crer que terá uma estrada longa pela frente, 10, 20, 30, 40 anos, quem sabe? Logo após foi aberto um Tokaji 6 Puttonyos, que falarei sobre eles em nova oportunidade.

Noite que além de excelentes vinhos foi muito alegre de grandes gargalhadas. Viva o Vinho e os momentos felizes da vida!!!

Uma Garrafa de sua adega Lafite Rothschild 1865 U$$ 43,000