Para quem não sabe o Líbano tem vinhos de grande qualidade. Este é um belo exemplo, feito com uvas Cabernet Sauvignon, Mourvèdre, Carignan e Grenache, 13,5% Alc. Se mostrou com um visual evoluído para castanho, com deposito aparente, aromas de estrebaria e torrefação. Na boca estava com taninos doces e macios com persistência longa. ST(92+) Importado pela zahil, preço: 129,00

Localizado no coração do Líbano, no vale do Bekaa, Château Kefraya estende a sua terra de 300 acres no sopé do Monte Barouk, 20 km ao sul da cidade de Chtaura. Tanto o vinhedo plantado em uma série de terraços e encostas íngremes, muitas vezes, a uma altitude de 950 a 1100 metros de argilo-calcários e solos rochosos, associados com sol excepcional, sem precipitação durante seis a sete meses por ano – juntamente com a vinícola, localizada em meio do domínio, dotado de state-of-the-art equipamentos, permitindo que as uvas colhidas manualmente a ser conduzido, resultou, fermentados e pressionou com grande cuidado, permitiram o desenvolvimento de um vinho com carácter e autenticidade particular para Château Kefraya.

Partindo do zero, uma imagem foi construída, que em tal caso, exigirá décadas ou mesmo séculos. Por isso, vinha Château Kefraya são apenas cinqüenta anos – em média – e sua adega de apenas trinta anos de idade! Estes vinhos têm, entretanto, ganhou sua nobreza, tanto no Líbano e no exterior. A qualidade destes produtos tem sido reconhecida e certificada pelo número e prestigiados prêmios obtidos em competições internacionais de degustação cega. troféus de ouro, prata e bronze, para não mencionar, artigos elogiosos de jornais e revistas especializadas, incluindo o mais famoso deles publicado pelo papa do vinho “Robert Parker, que seu texto intitulado” Uma conclusão surpreendente do Líbano “, que coroou os esforços realizadas desde 1951, quebrando o pousio, explodindo rochas infestadas no solo e que nunca produziu nada, desde a criação ea plantação da maior vinha do Líbano.