Esta semana sob o comando de Vanderlei Martins no Carone Wine Store V.V, tive a oportunidade de provar os vinhos da linha Mouton Cadet que ainda não conhecia. Além do conhecimento dos vinhos tivemos uma aula sobre as regiões de bordeaux. Lá tive o prazer de conhecer pessoalmente o grande jornalista e blogueiro Oleari (foto acima esquerda), pessoa de fino trato, e apreciador da bebida de Baco.

Mouton Cadet é a marca mais popular e também a bem sucedida de Bordeaux, líder de vendas. Criado por Baron Philippe de Rothschild. Informações sobre a história e demais curiosidades da vinícola e seus vinhos, acesse o site (www.moutoncadet.com).

Os vinhos são importados pela Vinho Sul www.vinhosul.com e representado por Carlos Meneguel.


Graves

Com uma ligeira predominância de Merlot (50% das superfícies plantadas), e uma forte minoria de Cabernet Sauvignon (40%), estes vinhos são um exemplo perfeito do equilíbrio entre flexibilidade Bordeaux e firmeza, a riqueza ea persistência aromática, com um bom potencial de envelhecimento . A denominação se estende por 50 km ao longo do sudeste do rio Garonne e Bordeaux leva o nome de seu solo (Graves é francês para “terreno pedregoso”), uma mistura de pedras e cascalho, transportados pelo Garonne dos Pirineus, mais de 500 km . Os pedregulhos e as pedras são misturadas com siltes e argilas luz e descansar em um solo que é mais arenosos do que a de Médoc e pode ser pura areia ou terra dura (óxido de ferro cimentadas areia).

Medoc

O nome do Médoc vem do latim “in medio aquae”, que significa “no meio da água”. A disposição geográfica da península, com o Oceano Atlântico de um lado e do rio Gironde, por outro lado, confere um clima suave e temperado, abrigando mais de 1500 propriedades Chateau. Embora esta denominação inclui todas as áreas vinícolas norte de Bordeaux, na margem esquerda do Gironde, é principalmente na ponta norte da península que a maioria dos vinhos AOC Médoc são produzidos. Os solos são constituídos por terraços dos depósitos de cascalho aluvial, separadas por pequenos riachos que constituem um sistema de drenagem excelente. Os solos leves são altamente adequados para o cultivo de Cabernet Sauvignon. Merlot, por outro lado, prefere solos argilosos profundos localizados entre os terraços gravemente. As duas variedades dominantes são o Cabernet Sauvignon e Merlot, que sozinha representa 50% das superfícies plantadas. Petit Verdot e Malbec às vezes são adicionadas para melhorar a estrutura de taninos, cor e sabor frutado dos vinhos durante a mistura. O distrito é geralmente considerada uma fonte de baixo custo, com valor bom, básico Bordeaux: Notáveis. Propriedades incluem Haut-Condissas, Le Boscq, Rollan de perto, Lafon, Loudenne, Ormes-Sorvete, Patache d’Aux, Potensac e Tour de By.

Mouton Cadet (Graves 2009) branco – 50% Sauvignon Blanc, 40% Sémillon e 10% Muscadelle – 12,5% – ST(89) – R$ 79,80

  • Coloração quase transparente, aromas florais, minerais com boca mostrando frescor e persistência.

Mouton Cadet 2007 – Bordeaux – 12,5% alc – 65% Merlot 20% Cabernet Sauvignon 15% Cabernet Franc – ST(85) – R$ 60,00

  • Vinho de entrada da linha, nariz mostrando frutos seco, boca apresentando médio corpo, acidez correta com leve amargor no final.

Mouton Cadet Reserva (Graves) -12,5% – 45% Cabernet Sauvignon, 40% Merlot e 15% Cabernet Franc – ST(88) – R$ 82,60

  • Visual vermelho rubi, aromas de amoras, cereja, framboesa e algumas notas minerais. Na boca se mostrou com médio corpo, boa acidez com boa persistência.

Mouton Cadet Reserve (Médoc) 2007 – 12,5% alc – 50% Cabernet Sauvignon, 45% Merlot e 5% Cabernet Franc– ST(88) – R$ 82,60

  • Visual vermelho rubi, aromas de frutos secos, puxando para mirtilo e ameixa. Boca mostrando boa acidez, taninos macios, álcool integrado com final de boca agradável.     

Sauternes

A região de Sauternes, engloba cinco municípios, Sauternes, Barsac, Bommes, Fargues de Langon e Preignac. Esta região destaca-se internacionalmente pela produção dos seus vinhos brancos licorosos, que são definidos por muitos, como o melhor vinho licoroso do mundo.

A região tem uma área de 1.800 hectares, e produz 4,5 milhões de garrafas, e faz parte da AOC – Sauternes, que exige um rendimento máximo de 25 hectolitros por hectare. Embora a maioria dos grandes chateaux elabore com um rendimento inferior a 18 hectolitros por hectare.

O vinho de Sauternes é elaborado de forma bem peculiar, as uvas são atacadas por um fungo, Botrytis cinerea, que origina a podridão nobre, produzindo um vinho rico em açúcar e consequentemente em álcool. Daí a denominação de vinho licoroso!

As variedades utilizadas são a Semillon, a Muscadelle e a Sauvignon Blanc, as cepas são vinificadas separadamente e a percentagem da assemblage é definida de acordo com cada chateau. Em geral a semillon é a cepa principal, seguida pela sauvignon blanc e após pela muscadelle.

Mouton Cadet Reserve Sauterns 2007 – 80% Semillon, Sauvignon Blanc 15% e 5% Muscadelle – ST(93+) – R$ 117,00

  • Uma grande surpresa, um belo caldo grosso, muito mel, abacaxi, amêndoas. Na boca estava untuoso, gordo com o dulçor escondendo um pouco a acidez, mais nada que tire o prazer enorme que tive em degustar este Sauternes.