Na semana que passou fui apresentado na casa de um amigo ao mundo do vinho doce da Áustria. Grata surpresa, de modo geral, as classificações utilizadas para os vinhos austríacos representam diferentes “denominações de qualidade”. Eles variam de Tafelwein (vinho de mesa) para Trockenbeerenauslese (realmente vinho doce). Aprenda mais sobre os vinhos Austríacos aqui .

Alois Kracher – Considerado por muitos como o maior produtor do país, o falecido Alois Kracher era o nome na cena do vinho austríaco. Alois era na verdade o eixo de três gerações que cuidaram do patrimônio da família, que fica junto ao lago Neusiedl, na fronteira austro-húngara.

Avaliação Pessoal:

Maravilha, visual âmbar grudando na taça, aromas complexos e intensos de damasco, casca de laranja, mel, caramelo, lembrando um bom moscatel. Na boca mostra untuosidade aliado a uma grande acidez, álcool não aparente com final de boca muito longo. Quando se deparar com um Kracher pela frente, não tenha duvidas, aproveite a oportunidade.

Áustria – Burgenland – 100% Traminer (Gewurztraminer) – 11% Alc – ST(96)