Visual rubi translúcido. Nariz de frutas vermelhas frescas, leve condimentado, nuances florais e madeira praticamente imperceptível. Na boca, ainda primário mas bastante equilibrado e elegante, com taninos já bastante agradáveis, ótima acidez e persistência média/longa. Acredito que mais alguns anos de guarda façam muito bem ao vinho, tornando-o ainda mais macio e aportando alguma dose de complexidade. MF

Languedoc – França – Grenache, Carignan e pequena parcela de Syrah – 13,5% – ST(90)

Languedoc

Os pequenos produtores são maioria no Languedoc-Roussillon, mas é possível encontrar ali todo tipo de vinícola, de cooperativas muito pequenas as como a de Saint-Jean de Minervois até um grande produtor biodinâmico da Europa, o Domaine Cazes. A naioria está aberta para receber turistas para visitas e degustação. A visita inclui explicações sobre a produção do vinho, ida à cave, às vezes um passeio de carro em torno dos vinhedos, e, finalmente, uma degustação de alguns vinhos.


Esta imensa área a partir da borda direita espanhola, que caminha em toda a costa mediterrânea de Provença que compõem o Languedoc- Roussillon são os Pirinéus Orientais , o Aude, Herault e Gard.

A região possui dezenas de denominações e uma aparentemente interminável variedade de vinhos, o mais conhecido dos quais são Corbières, Minervois , Pic Saint Loup, Fitou e La Clape . Há fortificada interessante ” Vins Doux naturels “, como Muscats e Banyuls .