Fundada em 1955 com a designação de Adega Cooperativa da Região do Moscatel de Setúbal, iniciou a sua actividade em 1958.

A Adega Cooperativa de Palmela é um dos principais pólos de desenvolvimento do Concelho que é marcadamente agrícola e onde a vinha e o vinho têm por razões históricas um peso bastante grande. A principal zona vitícola situa-se na planície arenosa que constitui grande parte do Concelho de Palmela.

A Adega Cooperativa de Palmela iniciou a sua actividade com 50 associados e com uma produção que não excedia os 1,5 milhões de litros. Nos dias de hoje a produção ultrapassa os 8 milhões de litros, e a Adega dispõe de capacidade para atingir os 10 milhões , sendo 75% Vinho Tinto, 15% Vinho Branco e 10% Moscatel de Setúbal. Tem actualmente 350 associados que possuem uma área de 1300 hectares

Uma parte substancial da sua produção é engarrafada através de 5 linhas automáticas com capacidade para 10.000 garrafas/hora. A Adega Cooperativa de Palmela tem vindo ao longo dos anos a actualizar a sua tecnologia, quer de fabrico quer de engarrafamento e hoje é uma unidade certificada (ISO 9001-2000) desde Junho de 2003 com a dedicação e esforço dos seus 40 funcionários.

Produz as marcas Pedras Negras ( vinho de mesa branco tinto rose, vinho licoroso abafado e aguardente bagaceira e bagaceira envelhecida), Vale dos barris ( vinho regional terras do Sado branco tinto e rose), Adega Cooperativa de Palmela ( DOC branco e tinto ), Vila Palma (DOC tinto) Adega Cooperativa de Palmela Cinquentenário ( DOC tinto ) Adega Cooperativa de Palmela (DOC Vinho Generoso Moscatel 2005 e 1981) e Palma (aguardente vínica velha). Em embalagens que vão dos 0,06 aos 20L ).

Harmonizado com gorgonzola, damasco, nozes e passas. Uma coloração turva com sedimentos, boa concentração e persistência. O interessante é que não enjoa, tomei três taças e ia mais. Uma ótima opção de vinho de sobremesa ! Cortesia do Alvanir após degustação de ontem. ST(90)