Cozinha autêntica, simples, rápida, e que preza pelo sabor e qualidade dos produtos. Este é o conceito de “bistronomia” (bistrô + gastronomia), escola seguida pelo chef francês François Teissonnière e que ele leva para o Fuegos, em Jardim da Penha, ao assumir o comando do restaurante. Com cerca de 70 itens no total, o chef renovou 50% do cardápio. Quem for até lá, já pode conferir as novidades.

Com opções de entradas, pratos principais variados – frutos do mar, frango e carne – e sobremesas que diferem da culinária tradicional e carregam o toque da culinária francesa, o chef traz consigo a cultura e o conceito de bistrô adquirido por meio do trabalho desenvolvido em seus dois restaurantes na região da Normandia, na França, “Le Bougnat” e “Le Baligan”.  “Procuro selecionar os melhores produtos, sempre frescos e leves, para que a qualidade e o sabor possam ser percebidos em cada prato. O diferencial é que tenho muito respeito pelos produtos: corto, armazeno e preparo as porções, de forma simplificada, e isso tudo pode ser percebido por quem prova as minhas criações”, ressaltou François.

Parma de pato

Para o menu de entradas, o chef trouxe algumas novidades, tais como: o presunto serrano fatiado com torradas e azeite; os croquetes de aipim e queijo brie com geleia de pimenta; a salada de pera, bacon, nozes e gorgonzola; a empanada de shitake e muçarela; o velouté de champignon, quenelle de frango no azeite de trufas; e os ovos cocotte com champignon e foie gras. Além destas opções, o cardápio traz algumas inovações do chef, criadas aqui, durante esse tempo que assumiu o Fuegos: o parma de pato – que no cardápio é acompanhado por melão, redução de balsâmico e torradas –, e o foie gras de pato – que acompanha toast.

Filet Rossini

Foram mantidos os clássicos das carnes premium do antigo cardápio, como, por exemplo, o bife de ancho, o bife de chorizo, a costela, entre outros. No entanto, foi incorporado o corte ancho da raça bovina WAGYU, originada do Japão e considerada a carne bovina mais saborosa e cara do mundo, além de ter menor porcentual de gordura.

Frango no azeite de trufas

O chef também criou a seção de “frutos do mar” no cardápio, que inclui pratos como a cioba recheada com legumes na crosta de sal e o badejo grelhado, acompanhado por legumes na parrilla, batata ao alho, azeite e limão. Já na seção dos pratos com carne, François acrescentou duas opções: o filet au poivre, que pode ter dois acompanhamentos de preferência do cliente; e o filet Rossini, servido com foie gras no topo, tostado em molho ao porto suculento. Na seção de massas, o risoto de abóbora, brie e amêndoas torradas e o nhoque com creme, alho poró e cenoura são os destaques.

Cioba recheada com legumes na crosta de sal

A seção de sobremesas é totalmente nova e um destaque a parte, já que ele é fera em pâtisserie. Dentre as delícias elaboradas pelo chef está o “vacherin” – suspiro, sorvete de baunilha preparado pelo chef, com morango e chantilly – e o crumble de pera e manga com sorvete de creme, também preparado por François. Todas as oito opções de sobremesas do cardápio possuem o valor único de R$17,00. 

O serviço à la carte estará disponível de terça a domingo, para almoço e jantar.

Spécialité

Outra novidade incorporada pelo chef nesta nova fase do Fuegos é a seção batizada de “Spécialité”, com pratos diferenciados, que fogem da tradicional culinária encontrada na Grande Vitória. Alguns dos pratos que são especialidades do chef e que passaram a compor o menu do Fuegos são: a picanha suína ao limão siciliano, acompanhada de risoto cremoso ao zester de limão e abrobrinha da parrilla; o confit de pato com batata anna confites e salada verde; e ainda a picanha de cordeiro ao alho e alecrim com risoto funghi.

Menu executivo

Além do cardápio à la carte, o Fuegos oferece almoço executivo de terça a sexta. O restaurante trabalha com duas opções para este menu: a tradicional – com as três opções de entrada, prato principal e sobremesa – ou uma dobradinha de entrada-prato principal, ou ainda prato principal-sobremesa, que segundo o chef, é a opção preferida das mulheres. O valor para as três opções é R$45,00 e para duas é R$38,00. A princípio, as opções do menu executivo mudarão a cada duas semanas.

Funcionamento

O Fuegos está aberto de terça a domingo. De terça a sexta, das 11h30 às 23h30, aos sábados, das 11h30 às 00h30, e aos domingos, das 11h30 às 17 horas, somente para almoço.

Sobre o chef

Nascido em Soisy-sous-Montmorency, na França, François Teissonnière é chef de cozinha há 28 anos. Em Normandia, região histórica de balneário do noroeste francês, ele estava à frente de dois restaurantes: Le Bougnat – de sua propriedade por 15 anos – e Le Baligan – ainda sob o seu comando.

FUEGOS – Cuisine au Grill, comandada pelo chef francês François Teissonnière. Avenida Anísio Fernandes Coelho, 88, Jardim da Penha, Vitória. Telefone: (27) 3029-1813. Funcionamento: de terça a sexta-feira, das 11h30 às 15h30 para almoço, e das 18h30 às 23h30 para jantar. Sábado, das 11h30 às 00h30, e domingo, das 11h30 às 17h.