Na hora de escolher juventude é importante - Existem champagnes, cavas e outros espumantes especiais que podem ser degustados por décadas. Mas, em geral esse tipo de vinho é feito para ser bebido jovem. Depois de três anos aproximadamente de vinificação, ele começa a perder acidez, os aromas frescos e, o perlage, símbolo de alegria.

Fique atento ao grau de açúcar - Um ponto importante para ficar satisfeito com um espumante é o seu teor de açúcar. Se preferirem os mais secos, os brut e extra-brut são os mais indicados. Existe ainda o nature ou zero dosage, com menos açúcar em relação ao extra-brut. Já os secs ou demi-secs são mais adocicados.

Prefere Charmat ou tradicional? Quando gostar de um espumante, repare se ele é feito pelo método tradicional ou Charmat. Essa informação costuma ser encontrada na parte frontal do rótulo, logo abaixo do nome da marca. Originado na famosa região francesa de Champagne, e utilizado em várias outras partes do mundo, o método tradicional (segunda fermentação na garrafa) é empregado quando se pretende fazer espumantes encorpados, complexos e com capacidade de envelhecimento. Já os elaborados pelo método Charmat (segunda fermentação em grandes tanques de inox), costumam ser mais leves e frescos, com aromas de frutas, e devem ser bebidos jovens.

Cuide da temperatura - Gelado sim. Estupidamente, não! No Brasil, o espumante é muito associado ao verão; e muitos tendem a provar estupidamente gelado. Isso é um erro. Se degustado muito gelado os aromas e sabores ficam tímidos. Beba os mais simples a cerca de 6 graus (mais ou menos a temperatura da geladeira), e os mais complexos a 12 graus. Como aqui faz muito calor, o espumante pode ser retirado da geladeira ou adega climatizada um pouco abaixo da temperatura de serviço e mantido em balde com gelo.

Saiba como degustar

Analise visual – Nos espumantes brancos, a cor mais clara indica juventude. Já o amarelo ouro sugere que o espumante tem alguma idade.

Avalie as bolhas ou perlage – Preste atenção. Quanto maior a qualidade do produto, menores e mais numerosas são as bolhas.

Sinta os aromas – Procure distinguir os aromas que aparecem. Alguns espumantes têm aromas mais frescos e frutados. Outros lembram nozes, avelãs, amêndoas e pão torrado. Se você souber dizer quais dos dois prefere, ajudara ao vendedor a indicar algo do seu agrado.

No link ao lado você terá dicas de espumantes –
AQUI.