O ruim das viagens e que elas acabam rápido, e o retorno à vida real é sempre duro. Mas sempre ficam as lembranças boas, as novas amizades, a gastronomia, e claro, o ganho de conhecimento com as visitas as vinícolas, como a Los Vascos (Camino Pumanque KM 5 Peralillo VI Região Chile, Telefone: +56 72 350900, Fax: +56 72 350967, ), no vale do colchagua, que deu início a um roteiro curto, mas incrível pelo Chile.

Visitas

  • Das 9h às 17h
  • segunda-feira a sábado, durante o período de colheita
  • segunda-feira a sexta-feira o resto do ano
  • somente com hora marcada
  • taxas visita e prova solicitada US $ 15 por pessoa.

Capacidade

  • Máximo de 15 pessoas
  • Idioma (s)
  • Inglês – Espanhol
  • Degustação
  • $ 10,000 pesos chilenos (US $ 15) – Tour e degustação de três vinhos incluídos

Pagamento

  • Pagamento por cartão de crédito, de preferência


A família Rothschild, braço chileno da família Rothschild, os mesmos proprietários do legendário Château Lafite Rothschild, foi uma das primeiras empresas a investir no Chile ao comprar a Viña Los Vascos em 1988, que já tinha uma história desde 1750, quando a família Echeñique (proveniente do País Basco, Espanha) que plantou as primeiras videiras no Vale de Colchagua.


A vista dos vinhedos

A decisão pela compra da vinícola pelos Rothschild foi baseado em longos estudos de clima e solo, visita a diversas vinhas e regiões, e degustação de muitos vinhos. O resultado foi a certeza que a região de Los Vascos tinha ótimas condições: insolação e recursos hídricos ideais, solos semi-áridos, intensa amplitude térmica e pequeno risco de geadas. Em fim, microclimas e solos que garantem uma produção de uvas com níveis de maturação perfeitos.


Hoje, além de receber grande aporte de investimentos, como estações de monitoramento climático e adega ampliada e modernizada, seus vinhedos foram restaurados com um cronograma de replantio, resultando em um rendimento por hectare reduzido – a Los Vascos pratica os padrões Rothschild de excelência em todas as fases da produção. Resultado: vinhos de alta qualidade em todas as suas faixas de preço. São importados pela www.inovini.com.br.


As parreiras de Syrah plantadas na parte alta do vale, onde obtém o melhor resultado.


A prova dos vinhos

Los Vascos Sauvignon Blanc 2014 – R$ 45

  • Com uvas provenientes do Vales de Casablanca e Leyda, situados mais ao norte de Colchagua, beneficiadas pela influência do frio Pacífico sul. Amadurece alguns meses em cubas de aço inoxidável e é engarrafado jovem para preservar todo seu frescor e caráter varietal. Típico aspargo verde, maracujá, cajá, ervas, muita acidez, crocante, frescor, mais com estrutura. ST (90)

Los Vascos Chardonnay 2014 – R$ 45

  • As uvas Chardonnay vem dos vinhedos em Colchagua, complementadas por uma seleção de uvas provenientes do Vales de Casablanca e Leyda. Passa somente em cubas de aço inoxidável. Fresco, leve dulçor, aromas e sabores de frutas tropicais. ST (87)

Los Vascos Cabernet Sauvignon Rosé 2014 – R$ 45

  • Para a produção deste rosé as uvas foram colhidas antes da sua maturidade para que o vinho conserve uma acidez viva, caráter de fruta fresca e grau alcoólico moderado. Após delicada prensagem e curto período de maceração entre as cascas e o suco, o mosto seguiu (sem as cascas) para os tanques de aço inoxidável, onde ocorreu a fermentação alcoólica. Muito fresco, sem correção de acidez, fruta na medida. Não enjoa. ST (89)

Los Vascos Cabernet Sauvignon 2012 – R$ 45

  • As uvas são fermentadas em cubas de aço inoxidável, em seguida, ocorre um longo período de maceração (cascas e vinho em contato) de 15 a 20 dias. Todo o vinho é amadurecido em cubas de aço inoxidável por 14 a 16 meses até o momento do engarrafamento. Fruta bastante destacada, taninos presentes, porem macios. ST (88)

Carmenére Reserva 2012 – Não exportado para o Brasil

  • Uva extinta na França, por muito tempo confundida no chile como Merlot, é a ultima a ser colhida, em maio, em virtude da necessidade de amadurecimento, domando herbáceo que faz parte do perfil organoléptico dos vinhos. Fácil de beber, taninos doces e macios. ST (87)

Los Vascos Grande Réserve 2012 – R$ 85

  • Nesse vinho são utilizadas uvas de parcelas antigas do vinhedo, cerca de 70 anos. É produzido de forma tradicional, com fermentação alcoólica em cubas de aço inoxidável e longa maceração (25 dias) com remontagens periódicas. Amadureceu durante 10 meses em barricas de carvalho francês, das quais 30% Novas. vinho com maior complexidade, estruturado sem agredir o paladar. ST (90)

Los Vascos Le Dix 2011 – R$ 269

  • Criado para comemorar os dez anos da chegada dos Barões de Rothschild ao Chile, o Le Dix é produzido somente em safras excepcionais. É elaborado com uma seleção das melhores parcelas de Cabernet Sauvignon produzidas por vinhas com cerca de 70 anos de idade, complementadas por Carmenère e Syrah. Amadurecido por 18 meses em barricas novas de carvalho francês. Linda coloração violácea, aromas intensos e de grande complexidade, com toques de frutas vermelhas. Paladar com elevada estrutura e corpo, notas de chocolate e baunilha. Merece guarda. ST (93+)