Texto publicado originalmente na coluna Vivendo a Vida | C2 + Prazer & Cia | Jornal A Gazeta

Os vinhos da bodega chilena El Principal são aclamados pela crítica especializada e principalmente pelo consumidor capixaba, que os elegeu, conforme dados do setor, os melhores do Chile. São elegantes, com capacidade de evolução que remetem aos franceses de Bordeaux. 

A vinícola foi fundada em 1993 por Jean Paul Valette (ex-proprietário do Château Pavie, em Saint-Émilion) e Jorge Fontain, com o objetivo de elaborar um grande vinho no Chile. Seu percurso foi alterado no ano 2000 de forma inesperada com a morte de Jean Paul Valette. Com isso, seu filho, Patrick Valette, atualmente à frente do projeto VIK, assumiu sua elaboração naquela safra.

Nos dias atuais, quem responde pelos vinhos é o enólogo Gonzalo Guzman, pessoa de fino trato, alegre, com quem tive a oportunidade de bater um papo regado a bons goles na semana passada, aqui em Vitória. 

Considerada uma vinícola boutique, a El Principal fica no Vale do Maipo, área central do Chile. A região se destaca pela longa tradição como produtora de vinhos com reconhecida qualidade em locais entre as cordilheiras dos Andes e da Costa, que margeia o Oceano Pacífico.

Para Gonzalo, o principal fator do sucesso de seus vinhos é o terroir. Os vinhedos estão localizados em Pirque, parte alta do vale, nas colinas da pré-cordilheira, 800 metros acima do nível do mar. Nestas condições, os vinhos apresentam características próprias, favorecidos pela lenta maturação da uva e também pela amplitude térmica. Os solos, pobres em compostos orgânicos, argilosos e pedregosos com excelente enriquecimento mineral através da irrigação do rio Maipo, também são fatores determinantes de sua qualidade.

Por lá, foram plantados 54 hectares com clones de Cabernet Sauvignon, Merlot, Carmenère e Cabernet Franc, muito bem-trabalhados, gerando um rendimento por planta de apenas uma garrafa. O resultado disso são uvas concentradas e com ótima maturação fenólica (taninos de grande fineza). Percebe-se, assim, que o foco é na qualidade, e não na quantidade.

As colheitas são realizadas de forma manual, com produções controladas e seleção de cachos. A vinificação termina com o envelhecimento dos tintos em carvalho francês e afinamento em garrafa, antes de irem para o mercado. “A utilização da madeira é bastante cuidadosa, sem excessos, deixando a fruta em primeiro plano”, explicou Gonzalo.

Gonzalo falou também sobre a elaboração de um verdejo, variedade branca autóctone da Espanha que cultivou também em Pirque. Foi o primeiro do Chile em que usou-se leveduras indígenas, pisa a pé e fermentação em barricas. O vinho estará em breve estará no Brasil, e já estou ansioso para provar.

Para quem for ao Chile e quiser visitar a vinícola, a El Principal oferece diferentes roteiros, que podem ser complementados com piqueniques, churrasco e cavalgadas. Reservas e mais informações pelo e-mail .

Os vinhos da vinícola

  • Auqui 2013 | Vale do Maipo – Pirque| 100% Sauvignon Blanc | Chile | R$ 69 no Zanatta

Fresco, com cítricos, melão maduro e fruta tropical. Um vinho bastante alegre, suculento e com boa mineralidade. Harmonização: peixes, saladas e queijos de cabra.

  • Calicanto 2012| Vale do Maipo – Pirque| Carmenère, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Syrah, Malbec | Chile| R$ 69 na Espaço DOC

Um a mescla de cinco castas, que apresenta notas de frutas negras e vermelhas, menta e chocolate. Paladar macio e persistente. 12 meses em carvalho francês usado. | Harmonização: Carnes vermelhas e queijos semiduros. 12 meses em carvalho francês usado.

  • Memórias 2009 | Vale do Maipo – Pirque|Cabernet Sauvignon, Carmenère, Petit Verdot, Cabernet Franc | Chile| R$ 98 no Carone

Encantadora coloração purpúrea, nariz apresentando muita fruta negra madura, café e especiarias. Paladar com textura macia, boa acidez, equilibrado com o longuíssimo final. Néctar! 15 meses em carvalho francês novos e usados | Harmonização: Carnes vermelhas e queijos duros

  • El Principal 2010 | Vale do Maipo – Pirque| 83% Cabernet Sauvignon, 17% Petit Verdot | Chile | R$ 239 na Wine Vix

Coloração violácea concentrada. Maduro e com intensa expressão da fruta negra (cassis, amora), também menta, tabaco e cedro. Concentrado, com taninos finos, longo persistência. Vinho de guarda. 15 meses em barricas novas de carvalhos francês. | Harmonização: Carnes assadas e queijos duros.