Uma das perguntas mais frequentes no mundo de baco é: Vinho quanto mais caro melhor? A resposta nem sempre é positiva. Somente preço alto não é garantia de qualidade, e de que seja superior a outro de menor valor. A curiosidade sim é um fator relevante. Eu mesmo Já tive várias surpresas em degustações às cegas (quando não sabemos que rótulo está provando), que vinhos cinco vezes mais baratos foram superiores no acender das luzes. Essa sem dúvida é a melhor opção, vinhos agradáveis, que nos entregam uma boa relação custo x beneficio. O bolso agradece.

A nosso favor conta a variedade e a oferta de vinhos no mercado brasileiro que é cada vez maior. Sem dúvida, trata-se de uma excelente notícia. Nada melhor do quer poder escolher à vontade. Isso também revela que cada vez mais pessoas estão adotando o hábito saudável e prazeroso de consumir vinhos. Todos nós percebemos que nesse mundo a grandiosidade impera e os consumidores não estão presos a uns poucos rótulos. Diante das múltiplas opções, o que fazer, o que escolher, que rótulo comprar, com tantas novidades que chegam ao mercado?         

Pensando em ajudar os leitores, elaborei uma seleção inédita com oito rótulos, e preços mais acessíveis, de 45 até 75 reais. Por isso o ineditismo. As escolhas foram baseadas provas realizadas recentemente e em experiências pessoais que valeram para reforçar a ideia de que nem sempre preço é sinônimo de qualidade e que é possível sim encontrar vinhos agradáveis a bons preços.

Busquei ainda formar uma seleção a mais universal possível, representativa da maior quantidade dos diversos países produtores, bem como estilos de vinhos diferentes: espumantes, brancos, rosé e tintos. Sem me esquecer de contemplar os vinhos brasileiros, que têm crescido em qualidade, e cada vez mais conquistando seu lugar ao sol nessa faixa de preço. Não faz sentido deixar de lado rótulos e produtores com uma seleção apenas de importados. Merecem todo o aplauso. Os leitores precisam saber disso.  

Confira abaixo os escolhidos e prove para tirar suas próprias conclusões. Saúde! 

Cava Cristalino Brut – Espanha – www.buywine.com.br – R$ 45,90

  • Cava é o termo oficial para o vinho espumante de método tradicional produzido na Espanha. Um corte de três castas de uvas nativas, a Parellada, que dá uma textura cremosa e peso, a Xare-lo, que confere complexidade e o Viura, chamada localmente de Macabeo, que dá uma acidez refrescante.

QPA Vinho Verde Loureiro 2012 – Portugal – Espaço DOC – 49,00 

  • Excelente oportunidade de provar um branco coma a uva Loureiro. Aromáticos, lembra frutos de polpa branca, como maçã e pera. Acidez média, na boca á macio, refrescante e de final prolongado. 

Pizzato Legno Chardonnay 2013 – Brasil – www.pizzato.net – R$ 59

  • Delicioso e surpreendente Chardonnay brasileiro. Complexo, com notas frutas tropicais maduras, manteiga, baunilha e mel. Paladar gordo, com boa acidez e concentração de sabor.  

Garofoli Anfora Verdicchio dei Castelli di Jesi DOC Classico 2011 – Itália – R$ 46 – Grand Cru

  • Cultivada principalmente na região de Marche (Itália), a uva autóctone branca Verdicchio, tem o seu nome vindo da palavra verde, referência a coloração amarelo esverdeado. É bastante fresco, com notas minerais, e frutadas.

LOpale de La Presquile de Saint Tropez 2011 – França ( Provance) – www.viavini.com.br – r$ 69

  • Delicioso rosé da Provance, equilibrado, com muita mineralidade e aromas vibrantes de frutas vermelhas e ricas notas de especiarias. Frescor, leveza, suculência e preço justo.

Almaúnica Reserva Syrah  2010 – Brasil – www.almaunica.com.br - R$ 50

  • Um Syrah brasileiro para quebrar o preconceito. Visual púrpura profundo com paladar encorpado, intenso e longo. Complexo com notas e sabores de especiarias, frutas escuras maduras, couro e alcatrão, além dos “empireumáticos”, tostado e defumado.

Chono Single Vineyard Carménère 2012 – Chile – www.wine.com.br - R$ 75

  • O melhor Carménère que já provei nessa faixa de preço. Aroma muito agradável, com notas de frutas e vegetais sem excessos. Pode não ser complexo, mas agrada de início ao fim. Fácil e beber e de gostar. Macio, fresco, sedoso, com taninos finos e que deixa na boca uma sensação gostosa. 

La Moras Reserva Malbec 2011 – Argentina – Dz empório – R$ 56

  • Elaborado pelo melhor produtor de San Juan. O tipo de vinho perfumado, com toques de chocolate, café e também de frutas negras. Na boca, elegante e charmoso. Pode melhorar um pouco com o tempo, mas já está pronto para o consumo.