Na noite de ontem em compania de meu amigo Marcos Fonseca, o rei da virgula e ponto, degustamos um vinho que nos impressionou muito, trata-se do Bad Boy 2005 de Jean Luc Thunevin. A tempo que não degustávamos um vinho com devida atenção. Da região de St Emilion na França, se apresentou com visual vermelho brilhante, com aromas inebriantes de ameixas maduras, tostado, notas balsamicas, eucalipto. No palato um retrogosto incrivel, saboroso, carnudo com taninos ainda em desenvolvimento, posso dizer que é um vinho que emociona a quem gosta deste alimento cheio de historia. Como já postei o meu melhor do ano, classifico este vinho como a minha surpresa do ano com louvor. Acho que vale o dobro do que custa, 120 reais.

Thunevin já foi lenhador, DJ, dono de restaurante e loja de vinho, sonhava em fazer vinho. Como todo homem determinado, correu atrás de seu sonho. Comprando uvas e vinificando em sua garage nasceu em 1991 o Château de Valandraud. Adquiriu 1,5 hectares de vinhedos, crescendo depois para 4,5 hectares. E  não parou de crescer, estendendo para outras partes de Bordeaux e para Roussillon. Parabéns você conseguiu !

Bad Boy
Pais: França
Prudutor: Thunevin
Safra: 2005
Uva: 95% merlot e 5% cabernet franc
Alc: 14,5%
Região: St Emilion
Barrica: 14 meses em barricas novas francesas
ST (92+)
MF (90+)