Estudo comprova que gauleses, antigos habitantes da França, aprenderam a arte da vinicultura com os etruscos, povo que ocupava a Toscana, pelo menos 400 anos antes de Cristo

Hoje sinônimos de qualidade e sofisticação na vinicultura, os franceses aprenderam esta arte com os italianos mais de 400 anos antes de Cristo. A descoberta, com o potencial de acirrar a rivalidade entre dois dos maiores e mais tradicionais países produtores da bebida no mundo, é resultado de um extenso estudo realizado pelo arqueólogo biomolecular Patrick McGovern em artefatos encontrados no sítio de Lattara, no litoral Sul da França, e publicado em uma edição recente do periódico científico “Proceedings of the National Academy of Sciences” (PNAS). Siga a leitura aqui.