Concurso Mundial de Bruxelas 2013 (o maior concurso internacional de vinhos do mundo) avaliou 8.200 vinhos de 50 países. Para isso convocaram sommeliers, compradores, importadores, jornalistas e críticos de vinhos. Ao todo foram 305 jurados, provenientes de 40 países.

A fim de orientar os consumidores em suas escolhas, 2.408 vinhos foram premiados com medalhas. A França manteve a liderança com 709 medalhas, seguido pela Espanha, com 524 medalhas, Portugal com 288, Itália (276), Chile (109), Eslováquia (60), Austrália (47), Suíça (45) e África do Sul (40). Eslováquia destaca-se claramente sobre o registro com seus 214 vinhos, dos quais 60 receberam medalhas.

Como todos os anos, menos de 1% dos 8.200 vinhos em competição com um Grande Médaille d’Or. O país líder nesta categoria prestígio ainda é a Espanha, com 24 Grandes Medalhas de Ouro, em seguida, vem a França com 18 medalhas e Portugal com 9. Entre as melhores amostras marcou cinco alcançaram o prêmio de “Melhor Vinho/ Wine Trophy” e obtiveram a melhor pontuação de toda a sua categoria no concurso.

Segue abaixo os vencedores de cada categoria:

Melhor Espumante: Champagne RC Lemaire Select Cuvée Réserve Brut (Champagne – França)

Melhor Branco: Circe Verdejo 2012 (Rueda – Espanha)

Melhor Rosé: Château la Chapelle Gordonne Gordonne 2012 (Provence – França)

Melhor Tinto: Duvalley Reserva 2010 (Douro, Portugal)

Melhores sobremesa: Peller Estates Riesling Icewine 2008 (Ontário – Canadá)

Para conferir a lista completa: http://www.concoursmondial.com/es/resultados-2.html