BBC Brasil – Uma vinícola sul-africana começou a produzir vinho a partir de uvas cultivadas em Robben Island, a ilha na qual o primeiro presidente negro da África do Sul, Nelson Mandela, passou 18 anos detido na época do apartheid (1948-1994).

Em um canto do pátio onde Mandela se exercitava estão as videiras e o que sobrou de um pequeno jardim que ele próprio costumava cuidar.

Depois de anos de negociações, voluntários da vinícola estão, agora, cuidando das videiras.

O vinho branco resultante já passa por testes. Em breve, dois tipos de vinho, um doce e outro espumante, serão leiloados.

Os lucros irão para as famílias de ex-prisioneiros políticos e para um projeto dos funcionários da vinícola, que receberam um pedaço de terra para cultivar.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook