A Domno Brasil, especializada na produção e importação de vinhos de qualidade e prestígio internacional, passa a importar vinhos italianos e espanhóis. Hoje, a Domno importa, com exclusividade, vinhos da Argentina (Vistalba), do Chile (Yali), de Portugal (Enoport) e da França (Grupo Advini). Assim, a Domno tem agora em seu portfólio vinhos dos seis principais países produtores consumidos pelos brasileiros. “Juntos, Argentina, Chile, Portugal, França, Itália e Espanha são responsáveis por 95% dos vinhos consumidos no Brasil”, informa o diretor-administrativo da Domno, Jones Valduga

A vinícola e importadora brasileira trará 11 rótulos das duas principais regiões produtoras da Itália. As vinícolas selecionadas foram Pietro Rinaldi, do Piemonte, e Principe Corsini, da Toscana. Da Espanha virão sete vinhos de dois produtores e quatro regiões – Ciudad Real, Toro, Ribeira Del Duero e Rueda. “Como imigrantes italianos, é com muita emoção que passamos a trazer rótulos da Itália para o Brasil”, observa Jones Valduga, acrescentando que o “país da bota” é o terceiro que mais vende vinhos no mercado nacional. A Espanha, 6º colocado, é um dos países que mais cresce. Somente este ano o consumo de vinhos espanhóis aumentou mais de 40% até outubro. No ano passado, o aumento foi de 32%. “Agora nossos clientes terão à disposição os principais países produtores desejados pelos consumidores brasileiros”, destaca Jones Valduga.

Os novos rótulos importados pela Domno começam a chegar este mês nas principais capitais brasileiras.

A Domno do Brasil, empresa do grupo Famiglia Valduga, já é responsável pela inserção no mercado brasileiro dos rótulos Vistalba, Árido e Tomero, da Argentina; Yali, do Chile; Enoport, de Portugal; e Antoine Moueix, entre outros, da França. Além disso, a empresa também atua na produção dos espumantes Alto Vale e Ponto Nero, premiados em nível internacional.

Confira os novos rótulos importados pela Domno

 Itália

. Pietro Rinaldi – do Piemonte (Barbaresco, Barolo Monvigliero, Barolo, Barbera d’ Alba Superiore, Barbera d’ Alba e Dolcetto d’ Alba)

. Principe Corsini – da Toscana (Zac, Dom Tommaso, Cortevecchia, Le corti, Camporsino)

Espanha

. Tinedo – da região de Ciudad Real (Cala nº 1 e Cala nº 2)

. Frontaura – da região de Toro (Frontaura Crianza e Frontaura Reserva); da região de Ribeira Del Duero (Nexus Cosecha e Nexus Crianza) e da região de Rueda o vinho branco Frontaura Verdejo D.O.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook