Depois de provar a safra 1983, recentemente na casa do amigo André Andrès, tive a oportunidade de provar a safra 1991 de um vinho que dispensa apresentação, o mítico Barca Velha. A safra de 1991 é considerada por muitos como a melhor dos últimos 15 anos. Perfeição em todos os sentidos.

O vinho na taça mostrou um visual mais escuro em relação à safra anterior, com sedimentos em suspensão. Nariz com notas de ameixa, madeira nobre, terroso bastante evidente, especiarias e azeitonas. Paladar austero, com bom corpo, equilibrado entre acidez e teor alcoólico e uma estrutura de taninos firme e seca. Retrogosto confirma o nariz com toques de ameixa, especiarias e de madeira nobre. Persistência bastante longa. Um vinho onde a fruta divide espaço com notas terciárias, em um bom momento para ser degustado, embora aparentasse aguentar mais alguns longos anos na garrafa. Saúde!

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook