Cientistas espanhóis do Instituto de ciências de Vinho e Vinha e o Instituto Madrileno de Investigação e desenvolvimento Rural, Agrário e Alimentício, na região de Rioja, Espanha, descobriram as origens da casta Tempranillo. O estudo apresentado descobriu a primeira determinação da origem genética da uva, que é a mais cultivada em Espanha, cerca de 20% das vinhas existentes no país.

A análise de parentesco permite identificar o pai da Tempranillo, entre variedades menores cultivadas no Vale Del Ebro. A identificação também ajuda a descobrir a origem da variedade e com ela poderá obter-se novas variedades relacionadas que se adaptem melhor às mudanças climáticas e a novos lugares. O relatório do estudo será brevemente apresentado no Complexo Cientifico da Universidade de Rioja para profissionais da área.

Fonte

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook