C. Da Silva (Vinhos) SA é uma Casa de tradição de Vinho do Porto. Fundada em 1862, o seu nome atual foi definido nas primeiras décadas do século XX, quando o Sr. Clemente da Silva recebeu a empresa através do casamento.

Naquele tempo, mostrando uma vocação exportadora, dirigiu os primeiros passos para o Brasil e América do Norte, mas logo em seguida outros mercados e DALVA está neste momento presente na Europa e Ásia.

Hoje, a sua missão é a produção de vinhos do Porto, com elevados padrões de qualidade que atendam aos desejos de todos os consumidores, garantindo o prestígio, a reputação e a percepção do valor da marca. C. da Silva Caves de Vinho do Porto é conhecida pelas suas belas e exclusivas “Colheitas”.

Dentro das várias categorias de Vinho do Porto, o Colheita é considerado especial:

Não é muito habitual encontrar vinhos do Porto com esta designação, já que por apresentarem características muito próximas às dos Tawnies envelhecidos, têm vindo a ser cada vez mais preteridos pelas empresas de vinho do Porto.

Vinho de elevada qualidade proveniente de uma só colheita. Estagia em madeira durante períodos de tempo variáveis, nunca inferiores a sete anos.

No rótulo, a palavra colheita é sempre seguida do respectivo ano, que foi considerado excepcionalmente bom para a produção de Vinhos do Porto Tawny. O vinho estagia cerca de doze anos dentro de cascos de madeira, e apresenta cores claras, um acastanhado dourado, quase âmbar. O sabor de um colheita é muito semelhante ao de um Tawny 10 ou 20 anos, mas logicamente mais rico e elegante.

Durante o envelhecimento em casco, os aromas jovens, frutados e frescos, evoluem por via oxidativa, dando lugar a um bouquet em que sobressaem os aromas de frutos secos, aromas de torrefação, madeira e especiarias. No decurso do envelhecimento, vão aumentando a macieza, a harmonia e complexidade do bouquet. A cor evolui para o alourado, notando-se mesmo reflexos esverdeados nos vinhos muito velhos. Vinho de elevada qualidade obtido por lotação de vinhos de colheitas de diversos anos, de forma a obter-se uma complementaridade de características organolépticas. Estagia em madeira durante períodos de tempo variáveis, nos quais a idade mencionada no rótulo corresponde à média aproximada das idades dos diferentes vinhos participantes no lote e exprime o carácter do vinho no que respeita às características conferidas pelo envelhecimento em casco. Assim, um vinho 10 anos revela uma cor, um aroma e um sabor típicos de um vinho que permaneceu durante dez anos em casco. Tal como os vinhos Data de Colheita, apresentam um característico bouquet de oxidação que se traduz em aromas de frutos secos, torrefação e especiarias, mais evidentes nos vinhos com mais idade. Na boca, revelam-se vinhos macios e harmoniosos, com um aroma muito persistente. O Colheita 1994 é famoso por ter sido produzido num dos melhores anos de sempre para os vinhos do Porto.

Esses vinhos da C. Da Silva estarão em breve no Brasil pelas mãos da importadora Da Confraria.

Avaliação Pessoal: ST (95)

Visual com a sua tradicional característica alaranjada. Nariz tb típico de oxidação denotando frutas secas e em compotas, mel, toques balsâmicos, empireumáticos e de especiarias muito elegante e refinado. O paladar é mostrou uma acidez dando suporte ao álcool e açúcar residual com muito equilíbrio. Final longo e saboroso. Um vinho de meditação.

Portugal – Douro – Touriga Francesa, Touriga Nacional e Tinta Roriz

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook