Na semana passada participei de um evento promovido pela loja Espaço D.O.C. Dentro de vários vinhos degustados naquela noite selecionei cinco que me chamaram mais atenção para indicar. Um deles é o magnífico Conde d’ Ervideira Private Selection 2007, uma seleção dos melhores lotes de uvas, vinificados casta por casta: o Aragonez fermenta em “vinimatics” enquanto as restantes castas fermentam em lagares equipados com “robot” de pisa mecânica. Estágio em barricas novas, maioritariamente de carvalho francês. Uma produção de apenas 7.000 garrafas.

As herdades do Monte da Ribeira e da Herdadinha, pertencem à família Leal da Costa, descendente direta do Conde de Ervideira, agricultor de sucesso dos séc. XIX e XX. O Conde, que recebeu o título de D. Carlos I pelo função social que a família desempenhava na região, deu início à produção de vinho em 1880 como atestam as garrafas que ainda hoje a empresa exibe na sala de provas. Com 160ha de vinhedos divididos pela Vidigueira (110ha) e por Reguengos (50ha), a administração da Ervideira é assegurada por Dona Maria Isabel, a matriarca da família, e pelos seus seis filhos, sendo Duarte Leal da Costa o diretor executivo. A direção enológica é da responsabilidade de Nelson Rolo.

Avaliação Pessoal: ST (95) Conde d’ Ervideira Private Selection 2007

Cor rubi intensa, com reflexo acastanhado, límpido e brilhante. No nariz frutas vermelhas passadas, leve tostado, tabaco, madeira nobre, fumo, especiarias, mentol, com um toque balsâmico encantador. O paladar é seco, bom corpo, ótima acidez, com teor alcoólico equilibrado. Taninos macios, retrogosto lembrado mentol e madeira. Persistência longa.

Portugal – Alentejo – Trincadeira, Aragonez e Alicante Bouschet – 13,5 % – RR Representações – R$ 189,00 – Onde encontrar em Vix: Ville du Vin e Espaço D.O.C

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook