A Vinícola Guatambu, de Dom Pedrito, é destaque da edição de maio revista francesa La Vigne, especializada em vitivinicultura, da editora France Agricole, uma das mais importantes publicações da área. O repórter Weber Eberenz visitou diversas vinícolas da Campanha Gaúcha, e as descreveu como dinâmicas e ambiciosas. O projeto da vinícola Guatambu ganhou destaque com muitas informações e fotos, onde foi enfatizado o foco em produzir vinhos Premium, reforçado nesta parte do texto: “Enquanto os rendimentos na região são, em média, 10.000 kg/ha de uvas, a produção média dos Pötter é 7.000Kg/ha, pois a Guatambu visa produzir vinhos Premium.” Em janeiro, a Guatambu foi case das revistas alemãs “Rebe & Wein” e “Der Badische Winzer”, que juntas atingem 13.000 profissionais europeus ligados ao setor. 

Sobre a Guatambu

Contando com administração familiar e visando diversificar seus produtos, a cinqüentenária Estância Guatambu, tradicional empresa do agronegócio, de Dom Pedrito, iniciou em 2003 o projeto de produção de uvas viníferas, com a implantação do vinhedo com mudas importadas da França e da Itália, visando aproveitar o excelente clima da Campanha Gaúcha, bastante adequado para esta atividade.

No segundo semestre, a Guatambu inaugura a sua estância enoturística, a 14km da cidade de Dom Pedrito. Situada no pampa gaúcho, o projeto busca uma identificação com a arquitetura local, a cultura gaúcha, e as influências das estâncias da região do pampa. Sob o conceito de pátio central, a vinícola se desenvolverá em forma de U com iluminação e ventilação voltadas para o seu interior, como forma de abrandar o Minuano que sopra na campanha e proporcionar condições térmicas ideais para a produção de vinhos de qualidade. A vinícola possui uma arquitetura voltada para o turismo, com sala de degustação técnica, varejo, espaço gourmet com culinária típica da região e salão de eventos. Conforme Valter José Pötter, proprietário da estância Guatambu, o que motivou a família a investir na vinícola foram as premiações internacionais que os primeiros vinhos produzidos com uvas da Guatambu receberam, ao longo dos últimos 3 anos, o que consolida a região dos pampas como uma das mais promissoras da América para produção de vinhos finos.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook