Sem dúvida, quando falamos em vinhos do Uruguay, logo pensamos no mais tradicional, os elaborados com a uva Tannat. Mas esta semana tive a oportunidade de provar o Bouza Tempranillo B15, elaborados a partir do conceito de parcela única com uvas 100% tempranillo, provenientes de seus vinhedos, pouco plantada no país, colhidas e selecionadas manualmente. Amadurece por 10 meses em barricas novas de carvalho americano e tem uma quantidade limitada e numerada, 2028 garrafas.

A Bouza é a grande revelação do Uruguai, um espetacular empreendimento familiar que respeita incondicionalmente o meio-ambiente e se baseia na pequena escala de cultivo e vinificação. Os 17 hectares de vinhedos de propriedade da família estão divididos em duas zonas, na tradicional Las Violetas e em Melilla, vizinha ao rio Santa Lucía.

Por lá as estações climáticas são bem definidas, verões secos e ensolarados, invernos chuvosos e não muito frios, primaveras e outonos brandos e agradáveis. Forte influência do Oceano Atlântico e do Rio de la Plata, que mitigam as altas temperaturas de verão (máximo de 35°C). Solos limosos e argilosos, com alta percentagem de calcário. A topografia é suavemente ondulada, e a drenagem natural é eficiente.

Avaliação Pessoal: ST (90)

  • Visual rubi intensa, límpido, brilhante, com lágrimas finas e numerosas. O nariz mostra frutas vermelhas e negras, tostado, especiarias, leve mentol e baunilha. No paladar apresenta bom corpo, acidez adequada e teor alcoólico bem equilibrado. Taninos de ótima qualidade. Retro-olfato de frutas vermelhas e baunilha. Persistência média. Um vinho bastante agradável e equilibrado.

Uruguay – Canelones – Las Violetas – Parcela B15 – 100% Tempranillo – 13,8% – R$ 196,00 – Importadora Decanter

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook