Na noite desta segunda feira tive a oportunidade de provar mais uma vez o Crasto Superior D.O.C 2009, um vinho português bastante estruturado e com características mais globalizadas, elegante, aveludado, fugindo da antiga imagem dos vinhos de sua região, com fama de serem rústicos e duros.

Situada na margem direita do Rio Douro, entre a Régua e o Pinhão, a Quinta do Crasto, é uma propriedade com cerca de 130 hectares, dos quais, 70 são ocupados por vinhas.

Com localização privilegiada na Região Demarcada do Douro, é propriedade da família de Leonor e Jorge Roquette há mais de um século. Tal como as grandes Quintas do Douro, a sua origem remonta a tempos longínquos (o nome CRASTO, deriva do latim castrum, que significa Forte Romano).

Os importantes investimentos realizados nos últimos anos permitiram modernizar as vinhas e instalações de vinificação, garantindo assim a produção de vinhos de mesa de elevada qualidade tais como o Crasto, Quinta do Crasto Reserva Vinhas Velhas, Monovarietais (Tinta Roriz e Touriga Nacional) e Monovinhas (Vinha da Ponte e Vinha Maria Teresa), bem como categorias especiais de Vinho do Porto (LBV e Vintage). Apesar da utilização das mais avançadas tecnologia de vinificação continua a ser utilizado o tradicional método de pisa em lagares.

Avaliação Pessoal: (91+): Crasto Superior D.O.C 2009

  • Visual púrpura, com reflexos violáceos, aromas sutis de frutas em geléia, envoltas em finas notas carvalho e notas resinosas, ainda primárias. Paladar é equilibrado, tem acidez e álcool na medida certa, muita concentração, taninos finos, longa persistência e um retro-olfato frutado muito gostoso. Um vinho que alia potência e elegância na taça!

País: Portugal – Região: Douro - Uva: Touriga Nacional ; Touriga Franca; Tinta Roriz; Souzão; Vinha Velha – Graduação Alcoólica: 14,5%

Amadurecimento: 12 meses em barricas de carvalho francês

Importador: www.qualimpor.com.br

Onde comprar em Vitória: Ville du Vin

Preço: 110,00

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook