Elaborado com as uvas Sémillon e Malvasia Bianca este sobremesa brasileiro, Aurora Colheita Tardia 2011 (15,00), foi o “Gran finale” na noite de ontem. Sem dúvida rivaliza em qualidade com muitos Late Harvest Sul Americanos com preços superiores, e até alguns Sauternes simples, que costumam pecar pela baixa acidez. Um dos vinhos de sobremesa que mais agradou o paladar nos últimos tempos, talvez pela surpresa. Legal mesmo seria colocá-lo lado a lado com um vinho superior em preço às cegas.

Embora utilize o termo “colheita tardia” no rótulo, contém sacarose na sua composição. Isto o descaracteriza de uma Colheita tardia, ou Late Harvest, onde as uvas são deixadas nas parreiras até começar a sofrer fermentação, ou podridão nobre, e passificação, não necessitando assim nenhuma adição de açúcar posterior, como ocorre com os vinhos Tokaji da Hungria ou com os conhecidos Sauternes da França. Porém essa adição de sacarose em minha opinião não o desabona em suas qualidades reais na taça.

Avaliação Pessoal: ST (90) – Aurora Colheita Tardia 2011 (500 ml) – Brasil – Sémillon e Malvasia Bianca – 2011 – 13% – Sobremesa – R$ 15 – Em Vitória é encontrado nos supermercados locais.

  • Na taça mostra um visual amarelo palha, aromas que iniciam com lichia e variam para floral, pêssego, abacaxi e um leve mel. O paladar apresenta uma textura aveludada agradável, leve, delicado, com um ótimo equilíbrio entre acidez e dulçor, com final agradável e de média persistência.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook