Estudos realizados recentemente têm demonstrado que o vinho pode ser considerado um alimento funcional, ou seja, possui substâncias boas ao organismo, podendo evitar doenças. Alguns cardiologistas têm recomendado a bebida na prevenção de doenças cardiovasculares, devido às suas propriedades medicinais. O vinho pode ser responsável pela elevação do “bom colesterol”, além de diminuir a agregação das plaquetas nas paredes internas dos vasos sanguíneos. 

Porém, é importante ficar atento, pois, o vinho é uma bebida alcoólica e o álcool em excesso prejudica o organismo, roubando elementos nutritivos a serem absorvidos, além de promover sua dependência, cujos danos são desastrosos, tanto psicologicamente, quanto socialmente.

As uvas escuras são boas para a saúde da mesma forma que o vinho, devido à presença das mesmas substâncias que protegem o coração. Essas substâncias encontradas na uva e no suco de uva têm mostrado que, assim como o vinho, previnem a oxidação do chamado “colesterol ruim” (LDL), que leva à formação de placas de gordura nas paredes das artérias. Para se ter o aproveitamento adequado da uva é preciso higienizá-las adequadamente e comer a casca e o bagaço. O suco de uva deverá ser preferencialmente natural, feito a partir da própria fruta, utilizando-se quantidade moderada de açúcar. 

Confira algumas orientações importantes:

- As recomendações nutricionais a respeito do vinho devem levar em consideração as características de cada indivíduo, portanto, antes de consumi-lo, o ideal é conversar com um médico e/ou nutricionista.

- Os benefícios relacionados ao consumo do vinho só ocorrem se não houver nenhuma contra-indicação para ingestão de bebidas alcoólicas e se ele for ingerido moderadamente de acordo com as recomendações do profissional de saúde. 

- O vinho deve ser consumido, preferencialmente, junto às refeições, pois os alimentos diminuem a absorção do álcool pelo organismo.

- Mesmo ingerindo apenas a quantidade diária mínima de vinho recomendada pelo profissional de saúde, é importante nunca dirigir após o uso de bebidas alcoólicas.

Via

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook