O respeitado crítico britânico Hugh Johnson abriu espaço para os vinhos brasileiros na edição de 2012 de seu Pocket Wine Book. Escritor e especialista em vinhos, Johnson é considerado o autor mais vendido sobre o assunto no mundo. 

Na edição de 2012, Hugh Johnson destaca que o Brasil é o terceiro maior produtor de vinhos da América do Sul com uma surpreendente influência europeia na vinificação na região do Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves (RS), graças à imigração italiana. 

O escritor aponta “impressionantes” tintos brasileiros como merlot, e  tannat. Além disso, aconselha ficar de olho em vinícolas como a “pioneira” Miolo. Outro aclamado crítico britânico, Oz Clarke, também citou o Brasil em seu Pocket Wine Book 2012. Clarke destacou o país como promissor na elaboração de espumantes.