Mouchão 2000
Portugal – Alentejo
Alicante Bouschet (casta majoritária) e Trincadeira
Álcool: 13,5º
Aberto e transferido para o decanter cerca de 1 hora e meia antes de ser bebido.
Visual rubi bastante vivo, sem apresentar sinais muito perceptíveis de evolução.
Nariz de frutas vermelhas e negras maduras, traços de lavanda e madeira na medida certa.
Na boca, revelou-se um vinho de uma austeridade muito interessante, com taninos presentes porém equilibrados, ótima acidez e persistência

média/longa. Bastante estruturado.

A melhor imagem que me vem à cabeça agora é “tinto seco”, por mais óbvio que isso possa parecer.
Parece ter muita estrada pela frente, embora eu acredite que uma perda maior de fruta possa implicar num vinho “esqueleto”, em que a “carne” vai embora mas os “ossos” ficam lá, intactos, tornando o vinho demasiadamente árido.

Nota: 90 (+?)

PS: Acompanhou perfeitamente um maravilhoso lombo de bacalhau assado no azeite com batatas, brócolis, cebola, alho e tomate cereja escoltado por arroz salpicado de ervas, feito pelo amigo Luiz Cola.

Postado por M.F