Meus amigos, provar um Champagne é sem dúvida um momento incrível, poder confraternizar com amigos então, melhor ainda. A festa começa com o ritual de abertura da garrafa, o brinde, verificar seu perlage (as bolhinhas) efervescendo, passando para os seus aromas e sabores =+ um belo sorriso.

Na noite de ontem recebi um casal de amigos em minha casa para uma noite que ficara na memória. Começamos com um Alvarinho Anselmo Mendes Contacto http://www.vivendoavida.net/?p=16800, passando para o Moët Rosé, Cartuxa Colheita Reserva 1997 e fechando com um I Castei Recioto della Valpolicella 1995….é ou não uma noite para ficar na memória de qualquer apaixonado pela cultura do vinho?

A Moët & Chandon como outros produtores de larga escala, pecam pela irregularidade na qualidade de seus produtos. Agora com certeza fomos premiados, a garrafa provada estava demais.

Avaliação pessoal : ST (96)

Visual alaranjado, Borbulhas finíssimas em quantidade absurda, formando até um caracol de tanta intensidade e um colar parecendo de chopp. O nariz mostrou muita complexidade com notas de caramelo, fruta madura, tostado, e uma nota que nunca tinha sentido, café com leite, é mole. O paladar apresenta uma sensação de dulçor leve, acidez fantástica, gordo, amanteigado, notas de café com leite confirmado com final bastante longo.