Na semana passada junto a um grupo de amigos tive a oportunidade de provar três vinhos de uma vinícola chilena que ainda não conhecia. Já estava curioso, tinha visto seu nome no guia Descorchados, a melhor referência sem dúvida quando se fala em vinho do Chile.

Casas Del Toqui pertence a família do empresário chileno Court J-O, ex-executivo de grandes bodegas chilenas. O seu nome significa “casa do chefe dos aborígines” os Mapuches, que habitavam a região onde hoje esta localizada a bodega no Alto Vale do Cachapoal.

Os vinhedos estão localizados a uma altitude de 600 acima do nível do mar, numa região com grande amplitude térmica entre o dia e a noite, em média 20°C.



Carmenére Gran Reserva 2008 – Peumo – Cachapoal – 32.400 garrafas – 14% – 8 meses em barrica – R$ 58,00 – ST (84)

  • Apresentou aromas característicos da casta, pimentão, grama cortada, fruta vermelha de média intensidade. Na boca, corpo leve, macio, fruta de boa qualidade, para ser degustado sem muita pretensão.

  • Gran Toqui Syrah 2008 – Alto Cachapoal – 12.000 – 12.000 garrafas – 13% – 12 meses em barrica – R$ 76,00 – ST (84)

Acabou pecando nos aromas, mesmo depois de uma hora de aberto continuou fechado. Na boca mostrou corpo médio, taninos firmes, álcool aparente, dando boas expectativas para o futuro.

Gran Toqui Cabernet Sauvignon 2008 – Alto Cachapoal – 48.000 – 13% – 12 meses em barrica – R$ 76,00 – ST (86)

  • O melhor vinho da prova, nariz aberto mostrando muita fruta vermelha e especiarias. No paladar mostrou bom corpo, equilibrado, boa fruta, com final de média intensidade.