Bem meus amigos não posso dizer que ficar em Vitória no feriado está sendo ruim. Depois da noite de italiana de quarta com Brunello & Barolo na taça, a na noite de ontem foi a vez de degustar um dos sonhos de consumo de qualquer enófilo que se preze. O vinho aberto foi nada menos que um Château d’Yquem 1996, um néctar, o melhor vinho de sobremesa do mundo, cortesia do amigo Marcos Fonseca.

Château d’Yquem é o único Premier Cru Classé Superior, a categoria mais alta que uma vinícola pode alcançar na região de Sauternes. A vinícola tem mais de 400 anos de história onde doze gerações vem elaborando um dos vinhos mais famosos e caros do mundo. Uma garrafa dependendo de sua safra, chega a custar até 5 mil euros. Seus vinhos fazem parte das melhores cartas de vinho do mundo e são servidos nas luxuosas festas de reinos e principados.


O motivo da abertura desta garrafa foi tão nobre quanto o próprio, homenagear o amigo Dr. Welington Andrade que recebeu de Deus uma nova vida. Mais não parou por ai, levei um Château Leoville Poyferre 1983, Luiz Cola um Château Palmer 1980, Aldir um Chadwick 2003 e um Coulée de Serrant 2005 e Welington um VSC 2003, que comentarei durante o feriado.


Avaliação Pessoal: simplesmente perfeito ST (100)