Em maio deste ano tive a oportunidade de degustar um vinho tinto da Hungria que me chamou muita atenção. A expectativa era grande já que relatos davam conta que as cegas bateu um dos vinhos mais cobiçados do mundo, o Petrus Pomerol.

Na taça achei um vinho muito elegante, para enófilos experimentados. Na Vitória ExpoVinhos 2011, o vinho foi destaque, roubando a cena, um termômetro para dizer que os capixabas estão com um paladar cada vez mais apurado e exigente.

.

Julio Antunes (Decanter-ES) feliz da vida com o sucesso do Kopar


Attila Gere é o “superstar do vinho tinto na Hungria”, segundo Jancis Robinson, e provavelmente o melhor produtor de todo o leste Europeu. A família Gere está há 7 gerações envolvida na produção de vinhos, apesar de ter sido afastada do país durante o período comunista. Em 1978 o guarda-florestal Attila Gere resolve trabalhar com sua nova paixão, a viticultura, começando em algumas fileiras de vinhas que ganhou de presente de casamento. Convicto, abandona sua antiga profissão de para se tornar o produtor ícone da Hungria.

REGIÃO: Villány – Extremo sudoeste da Hungria – Vinhedos com 7-13 anos de idade, em densidade de 7.200 plantas/ha.

CLASSIFICAÇÃO LEGAL: Villány Districtus Hungaricus Controlatus

COMPOSIÇÃO DE CASTAS: 50% Cabernet Franc, 40% Merlot e 10% Cabernet Sauvignon

GRADUAÇÃO ALCOÓLICA: 15° GL

CARACTERÍSTICAS CLIMÁTICAS: Clima continental, com mesoclima submediterrâneo. É notavelmente a região mais quente e ensolarada do país, sendo que esse efeito é reforçado pelas grandes massas de ar quente que sopram do mediterrâneo. As primaveras e os invernos são amenos, com moderado índice de chuvas.

CARACTERÍSTICAS DO SOLO: Os solos são predominantemente de loess e argila avermelhada, com algumas exposições de rochas dolomíticas do período Triássico e calcárias do Jurássico.

ELABORAÇÃO: Colheita manual das uvas em meados de Outubro, com seleção de cachos e baixíssimos rendimentos de 23 hl/ha. Após o desengace, a fermentação ocorre parte em grandes cubas de madeira, parte em tanques de inox com temperatura controlada por 10 dias, com posterior maceração de mais 1 semana. O vinho é então trasfegado para as barricas, onde ocorre a malolática espontânea e o amadurecimento.

AMADURECIMENTO: 16 meses em barricas de carvalho húngaro, 60% novas. E o restante em grandes tonéis de no máximo 5.000 litros.

ESTIMATIVA DE GUARDA: 15 anos

Valor: 250,00

Importador: Decanter