Abrir uma garrafa do Aalto PS 2005, para quem conhece sabe que é somente para um momento especial. Este ícone da Ribera Del Duero, Espanha, é um “orgasmo” como disse um amigo na mesa. Como já estava em divida com Humberto Freire que gostaria muito de conhecer o vinho, que mesmo indo a Espanha não conseguiu comprá-lo, juntando a comphania de pessoas do mais alto nível entendi ser o melhor momento para apreciá-lo. Então partimos para o restaurante Tauros, a melhor carne “indiscutível” da cidade, aonde levei uma Veuve Clicquot Ponsardin para lavar a serpentina e o PS.

A bodega Aalto é relativamente nova, foi fundada em 1998, por Mariano Garcia que para quem não sabe foi por 30 anos enólogo da Bodega Vega Sicilia, em sociedade com Javier Zaccagnini, diretor da D.O de Ribera Del Duero. Sua área é de 42 hectares de vinhedos próprios com idade em média de 60 anos.

A safra 2005 tem 100% de Tempranillo, passa por 32 meses em barris de carvalho 70% novos.

A orientação é para beber de 2018-2040, mais antecipamos esta data para 2011…rsrsrs

Avaliação Pessoal:

Com uma coloração linda de rubi forte, nariz apresentou aromas de frutas negras, baunilha, coco, violetas, tabaco, caramelo….. No Palato grande potência sem deixar a elegância de lado, um verdadeiro veludo com sabores de baunilha e alcaçuz. O equilíbrio é seu outro forte, um tripé perfeito entre taninos, acidez e álcool.

Espanha – Ribera Del Duero – 100% Tempranillo – 15% Alc – ST (99+) RP (98) – importador Peninsula

Humberto, Baracho, Cacá e Aurélio