search engine optimizationsubmit websiteemail extractor

Archive for fevereiro, 2013

Os vinhos espanhóis estão na moda, difícil não gostar. A fórmula do sucesso é simples, são bons e baratos.

O vinho escolhido ontem para a prova, o Monte Toro Joven 2010, é proveniente da DO (denominação de origem) TORO, que apesar de ser relativamente nova, no caminho do aprendizado, é certamente uma região a ser observada. Já produz ótimos vinhos. Em virtude do baixo rendimento, falta de chuva, e uma grande amplitude térmica, permite a uva uma maturação ideal. A uva Tempranillo se deu muito bem por lá, produz vinhos mais escuros e mais tânicos que os da Rioja, que podem ter mais potencial de envelhecimento.

Riso ao Nero de Sephia feito pelo amigo Flavio Maraninchi

Avaliação pessoal: ST (88) – 100% Tempranillo – Espanha DO Toro – R$ 60,00 – Onde encontrar em Vitória: Zanatta Wine Store – Importadora www.madribras.com

Visual vermelho profundo, com borda purpúrea. Nariz aberto, com notas de frutas vermelhas e negras maduras, fumaça, leve torrefação com um fundo mineral. O paladar apresentou bom corpo, macio e com bom frescor. Quente. Fruta bem destacada. Boa persistência. Este vinho vai bem com carnes curadas, paella e churrasco. Com o risoto de lula acima se saiu bem.


Siga o Blog Vivendo a Vida no Twitter

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

O site da Revista Adega publicou hoje uma matéria para os amantes do vinho que também são apreciadores de um bom filme. Listou cinco dos melhores filmes que divulgam a bebida. Veja abaixo:

Sideways: Talvez o filme mais lembrado quando o assunto é vinho, Sideways conta a história de dois amigos, um deles em sua despedida de solteiro, que fazem uma viagem pelas vinícolas californianas. Foi este filme que ajudou a Pinot Noir a se transformar numa das estrelas dos EUA. 

Mondovino: O documentário, uma produção conjunta de Argentina, França, Itália e EUA e dirigido por Jonathan Nossiter, faz uma investigação sobre a globalização, tendo o vinho como plano de fundo. Narra a “guerra” entre as famílias produtoras de vinhos, especialmente na Califórnia e Borgonha. Foi exibido em Cannes, indicado à Palma de Ouro, e indicado ao Cesar na categoria filme europeu.

Um Bom Ano: No longa, estrelado por Russel Crowe, o protagonista se vê obrigado a voltar para a França após a morte de seu tio, que não tinha herdeiros. Na tentativa de vender os vinhedos do tio e voltar aos EUA, Max vai, aos poucos, redescobrindo os valores da vida. 

Vicky Cristina Barcelona: Apenas por ser um filme de Woody Allen já merece um lugar na lista. Nele, o vinho poderia ser indicado ao Oscar de melhor ator coadjuvante, pois está presente, como acompanhante, do trio estrelado por Javier Barden, Scarlet Johanson e Penélope Cruz, em suas peripécias pela cidade espanhola. 

O Julgamento de Paris: A degustação mais famosa do mundo moderno foi reproduzida por Randall Miller no filme homônimo, que narra a história do dia 24 de maio de 1976, quando, numa degustação às cegas, os vinhos californianos foram mais bem avaliados que os franceses. Épico.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

O crítico de vinhos Marcelo Copello, um dos mais respeitados do Brasil, acompanha de perto, desde 1995, a evolução do vinho brasileiro. Ao longo deste caminho, constatou, ano após ano, quase sempre o mesmo: a indústria brasileira segue firme em sua escala de qualidade. Na prova deste ano, publicada no “Anuário Vinhos do Brasil 2013” ficou evidente este avanço. Primeiro no que diz respeito à quantidade: nunca tiveram tantas vinícolas participantes. Foram 85, que permitiram a prova de 554 vinhos nacionais, quase o dobro do ano anterior. No aspecto qualitativo, o avanço também se fez notar. No ano passado, foram 42% dos vinhos com 85 pontos ou mais; neste ano; este percentual subiu para 57,7%, com 325 vinhos com 85 pontos ou mais. Das vinícolas participantes, 81 tiveram ao menos um vinho classificado, ou seja, quase todas apresentaram um produto de bom nível. Essepainel de espumantes mostra a hegemonia do Rio Grande do Sul na produção de espumantes de qualidade comprovada. Segue a lista abaixo:

Chardonnay

Aurora Chardonnay 2012 – www.vinicolaaurora.com.br – Serra Gaúcha (RS) – 89 pontos

Don Abel Reserva Chardonnay 2011 – www.donabel.com.br – Serra Gaúcha (RS) – 88 pontos

Basso Monte Paschoal Dedicato Chardonnay 2012 – www.vinicolabasso.com.br – Farroupilha (RS) – 88 pontos

Salton Virtude Chardonnay 2011 – www.vinhossalton.com.br – Bento Gonçalves (RS) – 88 pontos

Villa Francioni Chardonnay Lote ll – www.vilafrancioni.com.br – São Joaquim (SC) – 88 pontos

Villaggio Grando Chardonnay 2009 – www.vilaggiogrando.com.br – Agua Doce (SC) – 88 pontos

Sauvignon Blanc

Sanjo Núbio Sauvignon Blanc 2011 – www.sanjo.com.br – Serra Catarinense (SC) – 88 pontos

Casa Valduga Premivum Raízes Sauvignon Blanc 2012 – www.casavalduga.com.br – Campanha (RS) – 86 pontos

Villaggio Grando Sauvignon Blanc 2009 - www.vilaggiogrando.com.br – Agua Doce (SC) – 86 pontos

Gewurztraminer

RAR Gewurztraminer Collezione 2011 – www.miolo.com.br – Campos de Cima da Serra (RS) – 88 pontos

Casa Valduga Premivm Identidade Gewurztraminer 2012 – www.casavalduga.com.br – Encruzilhada do Sul (RS) – 87 pontos

Outras castas e Cortes Brancos

Don Gerino Varietal Moscato Giallo 2012 – www.donguerino.com.br – Alto Feliz (RS) – 87 pontos

RAR Viognier 2011 – www.miolo.com.br – Campos de Cima da Serra (RS) – 86 pontos

Dunamis Pinot Grigio 2011 – www.dunamisvinhos.com.br – Campanha (RS) – 86 pontos

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Na noite de ontem estive na companhia de André Andrès, Rogério Baracho e Carlos Meneguel visitando o grande Zanatta. Por lá provamos vários vinhos, entre eles um em especial, o espanhol Trus.

André Andrès comenta
sobre ele – TRUS 2004

“Tintos espanhois têm uma característica comum, sempre atraente tanto para quem já tem certa intimidade com vinhos quanto para quem está começando a provar, agora, suas primeiras taças: eles “explodem” em aromas e sabores logo ao serem abertos, principalmente se for um reserva. Não é diferente com o Trus. O vinho, oferecido pela Madribras, foi aberto na Zanatta Wine, agradável casa de vinhos da Mata da Praia, em Vitória. Com pouco tempo de decanter, o tinto mostrou-se muito aromático, notas nítidas de coco, depois evoluindo para algo mais adocicado, como compota de fruta. Na boca, é potente, macio, gostoso, já um pouco arredondado pelo tempo, mas ainda com longa vida pela frente. O Trus é produzido na Ribera del Duero, na região próxima de onde sai o conhecido Pesquera. Feito só com Tempranillo, o vinho passa 24 meses adormecido em barricas e mais 50 meses em garrafa antes de chegar ao mercado. Com 15% de álcool, é um tinto robusto, e traduz à perfeição o nome da bodega responsável pela sua produção: “Trus” é a união das iniciais de Terra, Roble (madeira, em espanhol ), Uva e Sol. É ótimo vinho, sem dúvida, mas talvez o preço seja uma barreira difícil de ser ultrapassada. Está sendo vendido por R$ 360″.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook


Para comemorar o lançamento da safra 2012 do Toro Loco, o vinho de maior sucesso de todos os tempos do e-commerce brasileiro, a www.wine.com.br, realizou na noite de ontem um jantar para jornalistas e clientes no restaurante Soeta em Vitória.

Além de vários integrantes da equipe Wine, entre eles, Rogério Salume (Presidente), o sommelier Manuel Luz e o Wine Hunter Ariel Perez, o evento contou com a presença Benoit Calvet, Presidente da vinícola BVC Bordeuaux, e de sua filha, Charlotte Calvet, representante mundial da marca Toro Loco.


Polêmica a parte, Manuel Luz (à esquerda), ressaltou a proposta do vinho, que pelo seu custo x beneficio e apelo de marketing, trouxe muitos consumidores da cerveja para o vinho. E eles conseguiram. Foram mais de 300 mil garrafas vendidas.

O evento que iniciou regado ao bom Champagne Montaudon, acompanhado de bons petiscos, seguindo com um jantar harmonizado, onde foram servidos dois pratos principais para harmonizar com Toro Loco 2012. O cardápio, elaborado para a ocasião, ficou a cargo de Barbara Verzola e Pablo Povon

O blog Vivendo a Vida estava presente e emite opinião sobre a nova safra – A safra 2012 na taça segue o mesmo estilo. Um vinho pronto para beber, fácil, sem compromisso. Porem, mais alegre e franco, superior a 2011. Nariz bastante frutado, que se confirma em boca, com taninos macios e bom frescor. Gostei.

Crédito das fotos: Rafaella Reis

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

A TAP está elaborando a sua nova carta de vinhos para a classe executiva com base numa experiência inovadora, que consistiu numa prova de vinhos realizada em terra e seguidamente a bordo de um avião. O objetivo é tornar ainda mais rigoroso e aprimorado o processo de escolha de vinhos, a pensar no consumidor final, os clientes da TAP.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Com os parreirais iluminados por refletores e tochas, visitantes colheram a variedade Marselan que irá gerar um vinho a ser fornecido exclusivamente aos participantes

Assim como ao amanhecer, a noite também possui a temperatura ideal para a colheita da uva. E se a atividade já é atrativa nas primeiras horas do dia, imagine quando o sol se põe. Foi com essa proposta que a Vinhos Larentis, localizada no Vale dos Vinhedos, realizou no último sábado, dia 23, a primeira Colheita Noturna. Com os parreirais iluminados por refletores e tochas, o evento teve início às 18h e contou, além da colheita, com visita à vinícola, degustação e jantar.

Para das as boas vindas, a família Larentis recepcionou o público com um coquetel e espumantes. Logo após, o enólogo André Larentis, terceira geração da família, na companhia do patriarca Cilo Larentis, apresentou a estrutura da vinícola aos participantes, que receberam informações sobre os cuidados com os vinhedos e o processo de elaboração e armazenamento dos vinhos. 


Pouco antes do anoitecer, os visitantes participaram de uma degustação preparada especialmente para a ocasião que contou com um dos destaques da vinícola, o vinho Mérito. O rótulo é resultado da seleção dos vinhos Merlot, Cabernet Sauvignon, Ancellotta e Marselan da Safra 2008. Além deste, o enólogo apresentou o Pinotage 2012, o Tannat 2012 – um dos lançamentos da vinícola para 2013 que ainda se encontra em período de envelhecimento na cave – e o Merlot safra 2005 – que não está mais no mercado, apenas na reserva da família, mas foi especialmente aberto para brindar a primeira Colheita Noturna. 

Quando anoiteceu, chegou a hora de se preparar para a colheita. Após cada participante receber o material para a atividade – que incluiu um avental (este oferecido como brinde aos integrantes), tesoura e lanterna, o grupo foi dividido em duplas. Cada dupla colheu uma caixa da variedade Marselan. A variedade irá gerar um vinho, e cada um dos participantes será presenteado com uma garrafa. O restante será comercializado para o grupo. “É uma oportunidade incrível. A vinícola oferece experiências únicas aos visitantes, o que faz toda diferença na hora de adquirir um produto”, coloca a integrante da Confraria do Vinho e Espumante, Iris Schenkel Foscarini, de Novo Hamburgo. 

Para encerrar a noite, os visitantes participaram ainda de um jantar típico italiano, que contou com polenta ao molho de frango e carne, pão, queijos, salame, copa, uvas e vinhos.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

BBC Brasil – Uma vinícola sul-africana começou a produzir vinho a partir de uvas cultivadas em Robben Island, a ilha na qual o primeiro presidente negro da África do Sul, Nelson Mandela, passou 18 anos detido na época do apartheid (1948-1994).

Em um canto do pátio onde Mandela se exercitava estão as videiras e o que sobrou de um pequeno jardim que ele próprio costumava cuidar.

Depois de anos de negociações, voluntários da vinícola estão, agora, cuidando das videiras.

O vinho branco resultante já passa por testes. Em breve, dois tipos de vinho, um doce e outro espumante, serão leiloados.

Os lucros irão para as famílias de ex-prisioneiros políticos e para um projeto dos funcionários da vinícola, que receberam um pedaço de terra para cultivar.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook


O site EnoEventos organizou durante 12 dias o concurso a Mais Bela Vinícola do Brasil. Para esta disputa, definiu uma pré-seleção das vinícolas que apresentam um diferencial arquitetônico, levando em conta as visitas e o auxílio de pesquisas virtuais pela Internet. Foi reunido um grupo de 14 vinícolas. Colocadas em votação, tiveram a participação de 1.157 votantes, com um total 3.471 votos. A mais votada foi a Luiz Argenta. Tive a oportunidade de visitar e realmente é muito bela!

Veja o resultado geral: http://www.enoeventos.com.br/belasvinicolas/belasvinicolasr.htm

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

O crítico de vinhos Marcelo Copello, um dos mais respeitados do Brasil, acompanha de perto, desde 1995, a evolução do vinho brasileiro. Ao longo deste caminho, constatou, ano após ano, quase sempre o mesmo: a indústria brasileira segue firme em sua escala de qualidade. Na prova deste ano, publicada no “Anuário Vinhos do Brasil 2013” ficou evidente este avanço. Primeiro no que diz respeito à quantidade: nunca tiveram tantas vinícolas participantes. Foram 85, que permitiram a prova de 554 vinhos nacionais, quase o dobro do ano anterior. No aspecto qualitativo, o avanço também se fez notar. No ano passado, foram 42% dos vinhos com 85 pontos ou mais; neste ano; este percentual subiu para 57,7%, com 325 vinhos com 85 pontos ou mais. Das vinícolas participantes, 81 tiveram ao menos um vinho classificado, ou seja, quase todas apresentaram um produto de bom nível. Esse painel de espumantes mostra a hegemonia do Rio Grande do Sul na produção de espumantes de qualidade comprovada. Segue a lista abaixo:

Brut – Extra-Brut – Nature branco

Estrelas do Brasil Nature 2007 – www.estrelasdobrasil.com.br – Bento Gonçalves (RS) – 91 pontos

Valmarino & Churchill Natural Extra Brut 2009 – www.valmarino.com.br – Bento Gonçalves (RS) – 90 pontos

Casa Valduga Brut 130 – www.casavalduga.com.br – Bento Gonçalves (RS) – 90 pontos

Aurora espumante Brut Chardonnay – www.vinicolaaurora.com.br – Pinto Bandeira (RS) – 89 pontos

Chandon Excellence par Cuvée Prestige – www.chandon.com.br – Garibaldi (RS) – 89 pontos

Perini Natural Brut Champenoise – www.vinicolaperini.com.br – Serra Gaucha (RS) – 89 pontos

Salton Nature Gerações Antonio Domenico – www.vinhossalton.com.br – Bento Gonçalves (RS) – 89 pontos

Cave Geisse Nature Terroir 2008 – www.cavegeisse.com.br – Pinto Bandeira (RS) – 89 pontos

Rosé

Casa Valduga Brut Rosé Reserva Blush 2010 – www.casavalduga.com.br – Bento Gonçalves (RS) – 90 pontos

Domno Brut Rosé Ponto Nero – www.domno.com.br – Garibaldi (RS) – 89 pontos

Aurora Brut Rosé – www.vinicolaaurora.com.br – Serra Gaúcha (RS) – 88 pontos

Basso Brut Rosé Monte Paschoal – www.vinicolabasso.com.br – Farroupilha (RS) – 88 pontos

Chadon Brut Rosé – www.chandon.com.br – Garibaldi (RS) – 88 pontos

Garibaldi Brut Rosé Primícias – www.vinicolagaribaldi.com.br – Serra Gaúcha (RS) – 88 pontos

Don Giovani Brut Rosé – www.dongiovanni.com.br – Pinto Bandeira (RS) – 88 pontos

Hiragami Brut Rosé Kanpai – www.hiragami.com.br – São Joaquim (SC) – 88 pontos

Moscatel – Demi-Sec branco e rosé

Basso espumante Moscatel Monte Paschoal – www.vinicolabasso.com.br – Farroupilha (RS) – 89 pontos

Valmarino espumante Moscatel 2012 – www.valmarino.com.br – Bento Gonçalves (RS) – 88 pontos

Perini espumante Moscatel Rosé Aquarela – www.vinicolaperini.com.br – Serra Gaúcha (RS) – 88 pontos

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook