search engine optimizationsubmit websiteemail extractor

Archive for novembro, 2012

O tenista Roger Federer é o mais novo embaixador da Moët & Chandon, luxuosa marca de champanhe.

A escolha de Federer foi uma adequação entre estilo e sucesso, diz comunicado oficial da empresa. As campanhas publicitárias vão começar março de 2013.

A marca já possui uma presença forte no mundo do tênis, sendo uma das principais patrocinadoras do ATP World Tour (Roland Garros e Us Open) e do Masters de Xangai.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Fundada em 2000 por Antonio Lopes Ribeiro, a Casa de Mouraz está localizada em Mouraz, Portugal. Tem como marca registrada, ter elaborado o primeiro vinho produzido na região do Dão, de acordo com método orgânico e logo depois pelo cultivo biodinâmico. O Dão é uma das regiões vinícolas mais importantes e prestigiadas em Portugal. Nesta terra de encostas íngremes e pequenos vales onde correm rios sinuosos, localizado entre as serras da Estrela e do Caramulo, os monges de Cister construirão o mosteiro de S.Pedro de Mouraz (século 12), dando origem à criação de vinhas e vinho nesta região. 

As variedades mais plantadas são importantes Touriga Nacional, Tinta Roriz, Alfrocheiro, Jaen e Água Santa para os vinhos tintos e Malvasia Fina, Bical, Cerceal e Alvarinho para os brancos. Este projeto pioneiro e inovador de vinho foi criado para produzir vinhos autênticos que expressam toda a riqueza do seu terroir, respeitando os ciclos da natureza. A fazenda, com 13 hectares, é dividida em 10 parcelas com diferentes solos e altitudes. Nonas e velhas vinhas plantadas se mesclam entre pinheiros, carvalho, castanheira e sobreiro. Os solos são predominantemente compostos de granito e argila, com altitudes que variam de 140-400 metros. 

Seus vinhos estão disponíveis no Brasil através da importadora Da Confraria. Segue abaixo minha avaliação pessoal:

Dão Casa de Mouraz 2010 – 100% Encruzado – 13,5% – Portugal – Importador: Da Confraria – R$ 184,00 – ST (90)

Este vinho foi produzido com a uva branca Encruzado, de origem portuguesa cultivada em maior quantidade na região do Dão. Usada em corte com outras castas, atualmente tem sido utilizada também em vinhos varietais com sucesso. Na casa de Mouraz são cultivadas de forma biológica, num respeito absoluto pelo terroir de origem. Após a fermentação a temperatura controlada estagiou 3 meses sobre a sua borra fina com levantamento da mesma (“battonage sur lies”). 

  • Visual amarelo com reflexo verdeal. Nariz com aromas de frutas cítricas, e com mineral bastante destacado, petrolato. Corpo médio, com bom equilíbrio entre acidez e álcool; persistência média; retrogosto frutado, floral. Um vinho com uma personalidade incrível e única.

Flor de Mouraz Reserva 2009 – 80% Touriga Nacional e 20% Tinta Roriz, Jaen e Alfroucheiro – 14,5% – Importadora: Da Confraria – R$ 363,00 – ST (91+)

Vinho TOP da vinícola é uma mescla de uvas, vinificado em lagar, com pisa feito a pé; afinando após por 18 meses em barricas de carvalho francês.

  • Visual rubi com reflexos violáceos. Aroma intenso de “BANANADA”, violeta, frutas vermelhas bem maduras, toques de madeira e especiarias. Paladar é encorpado, boa acidez e “levemente alcoólico”. Macio, com taninos de boa qualidade; persistência longa; retrogosto frutado, com toques de madeira. Impressiona pela grande potencia e concentração. Merece guarda.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

A Maison Veuve Clicquot, o Shopping Leblon e a Cavist, marca carioca de lojas de vinhos, inauguram hoje um espaço temporário exclusivo e único nas Américas: a Veuve Clicquot Boutique par Cavist. 

A boutique vai oferecer aos clientes a oportunidade de descobrir as inovações e os últimos lançamentos da Maison Clicquot, assim como a possibilidade de comprar os exclusivos acessórios assinados pela marca, como rolhas herméticas, taças, bandejas, guarda-chuvas, toalhas de praia, gravatas, camisas polo, chapéus panamá, entre outros puros objetos de desejo. Esses verdadeiros itens de design e luxo vêm direto da França, em quantidade limitadíssima, todos na cor amarelo “Clicquot”.

Além disso, o charmoso espaço terá serviço de bar com venda do champagne Veuve Clicquot em taça.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

C.R.Flamengo em parceria com a  empresa MC2 COMPANY lançam neste mês a linha exclusiva de vinhos e espumantes oficiais do clube, apostando seriamente num segmento que acumula um crescimento acima dos 315% nos últimos 10 anos e foi avaliado em mais de US$261 milhões em 2011, de acordo com a revista Wine Business International.

Segundo a OIV (Office International de la Vigne et du Vin) o mercado de vinhos e espumantes no Brasil só têm espaço para crescer. Quando no Chile e na Argentina o consumo per cápita vai de 15 à 31lts respectivamente, no Brasil apenas fica próximo aos 2lts.

MC2 COMPANY é uma empresa jovem no Brasil porém com ampla experiência internacional com escritórios nos Estados Unidos e na Argentina.  A equipe é formada por ex-Diretores Gerais e altos executivos de empresas multinacionais que decidiram apostar no mercado Brasileiro. O foco principal da MC2 COMPANY é a representação comercial e distribuição de produtos que oferecem benefícios claros ao individuo, a sociedade e o mundo.

Os PRODUTOS:

O Flamengo BRUT e o BRUT ROSÉ foram criados especialmente para o C.R.Flamengo na vinícola brasileira Villaggio Grando, sob a direção do enólogo Mateus Valduga, apenas com as melhores uvas cultivadas na região de Santa Catarina, tais como Pinot Noir, Pinot Meunier, Merlot e Chardonnay.

O Vinho tinto Gran Reserva 2010, é produzido pela vinícola boutique chilena mais prestigiada internacionalmente durante o ano 2011, Vinícola de Aguirre, acumulando mais de 75 prêmios internacionais. Produzido com as melhores uvas Cabernet Sauvignon e Syrah e envelhecido em barricas de carvalho francês e americano por 18 meses antes de ser engarrafado, O Gran Reserva 2010 apresenta um sabor intenso e complexo, com aromas de rosas, cerejas, figos e rosas.

Os rótulos foram desenvolvidos em Washington, USA pelo designer responsável da criação de vinhos particulares para renomeados artistas e esportistas internacionais tais como Will Smith, Drake, Al B Sure, Magic Johnson, Keyshawn Johnson (KJ1/XIX), entre outros.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Na noite de ontem esteve em vitória o João Palhinha, diretor comercial da Qualimpor, importadora das vinícolas portuguesas Herdade do Esporão e Quinta do Crasto. Recentemente assumiu a distribuição da vinícola gigante espanhola Freixenet, maior produtora de cavas do mundo.

O encontro muito descontraído para um seleto grupo teve o objetivo de apresentar novas safras de alguns rótulos do Esporão e Quinta do Crasto, além de um cava que falarei em separado.

Quinta do Crasto está
localizada no Douro, foi a primeira a ser reconhecida como produtora de vinhos oficialmente. Existe desde quando Marquês de Pombal demarcou a região. Elabora vinhos não fortificados inspiradores além de vinho do Porto. Conseguiu domar os taninos duros que prejudicavam tanto os vinhos da região, alcançando um sucesso incrível. Hoje70% de sua produção é exportada para 32 países, sendo que 25% vem para o Brasil, seu maior mercado.

A Esporão no Alentejo teve um começo de vida cheio de altos e baixos, mas sob a gestão do proprietário, João Roquette, o investimento agora é lucrativo. Esporão é o rótulo principal, mas Monte Velho é uma marca de grande sucesso em Portugal. Os vinhos varietais Reserva e Private Selection são os mais empolgantes. Muito do crédito pelo sucesso da Esporão se deve ao enólogo australiano David Baverstock.

Os privilegiados da esquerda para direita: Leonardo Dantas (Qualimpor-ES), João Palinha (Qualimpor), André Andrès (A Gazeta), Vanderlei Martins (Carone), Boris Azevedo (Ville du Vin) e Sidney Santiago (Ville du Vin)

Vinhos da noite:

Esporão Private Selection 2011 branco – 80% Semillon, 10% Marsanne e 10% Roussane – 14,5% – 6 meses em barricas – R$ 120,00 – Carone e Ville du Vin – ST (94)

  • Completando 11 safras, com a primeira em 2001, é um dos vinhos brancos mais regulares que conheço. Na taça um visual amarelo, límpido e brilhante. Aromas encantadores aromas encantadores e explosivos de frutas em calda, coco, caramelo e uma certa tosta. O paladar e gordo, cremoso, com uma ótima acidez dando suporte. Elegante, com muito final de boca. Imbatível!

Quinta do Crasto Touriga Nacional 2010 – 100% Touriga Nacional – 14% – 18 meses em barrica – R$ 350,00 – Carone e Ville du Vin – ST (92)

  • Elaborado somente em grandes safras teve inicio em 1995 totalizando 10 safras. Visual violáceo bastante concentrado. Brilhante, com lágrimas finas tingindo a taça. Aromas de frutas negras, floral, tostado e uma madeira fina. Paladar seco, bom corpo e bom equilíbrio; taninos finos com textura macia. Retrogosto com bastante fruta. Persistência longa.

Quinta do Crasto Tinta Roriz 2010 – 100% Tinta Roriz – 14% – 18 meses em barrica – R$ 350,00 – Carone e Ville du Vin – ST (92)

  • Esse tinto teve somente cinco safras, 97, 99 2003, 2009 e a emprova; 2010. Visual violáceo bastante concentrado, brilhante, com lágrimas finas tingindo a taça. Aroma intenso de frutas escuras, especiarias, baunilha, toques florais e um fundo de esmalte. Paladar com corpo, ótima acidez e taninos bem estruturados. Bom equilíbrio entre fruta e madeira.

TORRE do Esporão 2007 – Icone da vinícola – Garrafa 2620 das 3368 produzidas – 14% – Aragonez, Alicante Bouschet, Touriga Nacional e Syrah – 18 meses em barrica + 36 meses em garrafa – R$ 760,00 – Ville du Vin e Carone.- ST (93+)

Produzido apenas nos anos em que a natureza oferece condições excepcionais, o TORRE 2007 exprime o que de melhor produzido na Herdade do Esporão.

Produzido pela primeira vez em 2004, é agora lançada a colheita de 2007. “Como aconteceu em 2004, 2007 foi um ano quase perfeito em termos de condições de maturação da uva e da própria colheita – meses de Julho e Agosto bastante amenos com noites frescas e bom tempo durante a colheita no mês de Setembro” afirma David Baverstock, Director de Enologia do Esporão, SA.

As vinhas que deram origem ao TORRE 2007 crescem em solos de transição entre o granito e o xisto, têm em média 20 anos de idade e uma produção de 25 hl por hectare. As castas que fazem parte deste vinho são o Aragonez, o Alicante Bouschet, a Touriga Nacional e o Syrah.

Após vindima manual, escolha das uvas e desengace, as uvas foram vinificadas separadamente, com a fermentação alcoólica em lagares e a fermentação maloláctica a decorrer em barricas, onde os vinhos repousaram 18 meses.

Depois de ser feito o lote final, o vinho estagiou 3 anos na garrafa. Da colheita de 2007 do TORRE foram produzidos 3 mil litros.

  • Visual rubi com reflexo violáceo, sem halo de evolução. Aromas de frutas vermelhas maduras, carvalho tostado, balsâmico, com toques florais. Vinho seco, com acidez e o álcool em perfeito equilíbrio. Bom corpo, taninos de ótima qualidade, o que lhe confere agradável uma textura aveludada. Retrogosto frutado, com toques de carvalho e floral. Persistência longa. Porém ainda pouco evoluído e com um longo caminho a percorrer. Esse é realmente um vinho de guarda.

Quinta dos Murças Porto Tawny 10 anos – tinta amarela, tinta roriz,tinta barroca e tinta Cão – 19,5% – R$ 180,00 – ST (91)

Para fechar a noite com chave de ouro provamos um Vinho do Porto produzido com uvas de qualidade superior, colhidas em vinhas com idade média de 20 anos. Após fermentação em lagar pelo tradicional processo de “pisa a pé“, foi adicionada aguardente vínica. Os lotes envelheceram em pipas usadas, por um período médio de 10 anos. 

  • Visual granada, aromas de frutas secas, toques resinosos e defumados. Bom corpo, acidez correta, macio, e de boa persistência aromática. Uma delicia! 


Siga o Blog Vivendo a Vida no Twitter

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

O site Selo Reserva lança uma seleção exclusiva de vinhos indicados por Jorge Lucki, um dos especialistas mais respeitados do país. Além de escolher rótulos de diferentes produtores do mundo, Lucki elaborou textos com informações valiosas sobre as vinícolas, terroir e safras.

Enófilos e iniciantes poderão optar entre três kits. A Caixa Top vem com um Brunello Canalicchio di Sopra 2007 (Itália) e um Château Corbin Michotte 2005 – Grand Cru Saint Émilion (França), que normalmente custariam R$ 736 e serão oferecidos por R$ 592. De acordo com o curador, “são dois vinhos do velho mundo, elites de categoria. Dupla que um apreciador não pode deixar de degustar”. A Caixa Premium tem quatro vinhos: Rosso di Montalcino Canalicchio di Sopra 2010 (Itália), Malpaso Syrah 2007 Canopy (Espanha), Clos de Chacras Malbec 2008 (Argentina) e L’Argile 2006 Saint Jean du Barroux (Rhône), de R$629 por R$ 497. “Nessa seleção, escolhi rótulos com safras variando de 2006 a 2010. Em cada caso, indico um período de degustação”, explica Lucki.

Já a Caixa Degustação oferece seis pérolas viníferas: Cavas de Crianza Cabernet Sauvignon 2008 Clos de Chacra (Argentina), Dios Ares Crianza 2007 Pujanza (Espanha), Pierre Gaillard Syrah 2007 (França), Casa Cadaval Padre Pedro 2009 (Portugal), Villa Chiopris Friulano 2010 Livon (Itália) e El Milagro Reserva Carmenère 2008 Puertas (Chile), de R$447 por R$ 387. “São seis vinhos de diversas nacionalidades que, mais do que eu, podem esboçar perfeitamente (não com palavras, mas em goles) essas lembranças sublimes”, provoca o expert.

A seleção de Jorge Lucki ficará disponível no www.seloreserva.com.br entre 30 de novembro e 6 de dezembro e tem entrega garantida para o Natal.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Prestigiada vinícola do Uruguai Gimenez Mendez passa a fazer parte do portfólio da importadora
Vinoteca Brasil.  O produtor e o gerente de exportação da Vinícola estarão mostrando toda sua gama de produtos para a equipe de vendas da vinoteca Brasil no próximo fim de semana em jantar no tradicional Restaurante Madalosso em Curitiba.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

A convite de Rafael Dias (Importadora Espaço D.O.C) estive participando de um jantar harmonizado no restaurante Vile du Vin para o lançamento no Brasil de um novo projeto vitivinícola no Chile, Viña Vik. O nome “Vik” se refere ao dono, Alexander Vik, um bilionário norueguês, acionista de várias empresas como a Universal Studios e Lego.

Viña Vik, está localizada no Vale do Cachapoal, mais precisamente em “Millahue“, “Lugar de Ouro“, como chamado pelos povos indígenas, na encosta norte do Chile. São 4.325 hectares, divididos em oito vales, mas precisamente, em 12 subvales, com características geográficas, climáticas e de solo bem diferentes. Por lá são plantadas vinhas de Carmenère, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot, Syrah, Petit Verdot. A vinícola produz somente um vinho, o VIK.

A equipe de enólogos é chefiada pelo francês Patrick Valette, com larga experiência, trabalhou no Chateau Pavie, participou também da Viña El Principal. Além dele, cuida dos vinhos o enólogo Cristián Vallejo.

Outra novidade é a entrada da vinícola no ramo hoteleiro. A construção está em pleno vapor, serão 12 quartos, SPA e restaurante.

Avaliação pessoal das safras:

Vik 2009 – Carmenère (60%), Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot, Syrah, Petit Verdot – 18 meses em barrica – 14,5% – R$ 450,00 – ST (94) – Importadora Espaço D.O.C

  • Rubi, límpido e brilhante. Aromas evoluíram de forma surpreendente ao longo da degustação. Muito intenso, exibindo traços florais sutis, caixa de charuto e fumo. Frutas vermelhas. Extremamente complexo. Bom corpo, textura aveludada, equilíbrio perfeito entre álcool e acidez. Taninos finos, fruta madura, macio e com persistência longa. As cegas falaria sem dúvida ser um Bordeaux de grande pedigree. O melhor da noite em minha opinião.

Vik 2010 – Carmenère, Cabernet Sauvignon (54%), Cabernet Franc, Merlot, Syrah, Petit Verdot – 23 meses em barrica – 14,5% – R$ 450,00 – ST (91+) – Importadora Espaço D.O.C

  • Visual rubi, límpido e brilhante. Aromas ainda fechados, com leve caráter balsâmico, frutas vermelhas e floral. Seu grande destaque é em boca, onde se apresenta potente e elegante, boa concentração de frutas e notas minerais. Excelente acidez, liberando muito frescor. Equilibrado, porém ainda pouco evoluído e com um longo caminho a percorrer. Futuro promissor, adega nele!

Vik 2011Amostra de barrica ST (93+) – Importadora Espaço D.O.C

  • Visual púrpura impenetrável, negro, com lágrimas numerosas, mostrando seu extrato. Nariz aberto, frutas escuras muito maduras, herbáceos leve, floral e mineral. No paladar é potente e elegante, mostrando um futuro admirável. Muita concentração de frutas, excelente acidez, taninos finíssimos e maduros. Equilibrado e de longa persistência. Um vinhaço!

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Toda cidade tem restaurantes que passam despercebidos até por quem mora nela, onde se escondem pratos incríveis, que nos faz pensar o porquê não conhecemos antes. Aqui em Vitória, existe um lugar assim. É o Spetin Gourmet.

No restaurante do empresário Geraldo Cola quem comanda a cozinha é o chef Riders Rosini (foto acima), apresentando um menu criativo e extenso, que não dá vontade de parar de conhecer.

O ambiente agrada com um toque moderno, “climatizado“, e bom atendimento que faz você se sentir a vontade.

O serviço do vinho é adequado, com boas taças, decanter e balde de gelo a disposição. A casa trabalha com uma boa carta, vinhos da importadora Grand Cru, com preços que vão de 40 até 133,00. Para que quiser levar o seu vinho, o valor da rolha é de R$ 20,00. A foto acima mostra a minha brincadeira… rsrsrs.

A casa oferece um menu degustação a combinar com o chef para uma quantidade mínima de 4 pessoas por R$ 54,00. Uma excelente oportunidade de conhecer melhor sua culinária. E foi o que eu fiz com um grupo de amigos. Super recomendado. Fotos abaixo:

Salada Maria – 18,00

Tesouro capixabano – tapioca com queijo coalho e camarão na cachaça – 21,00

Ceviche e leite de tigre – sugestão do chefe – 32,00

Dupla de espetinhos camarão com lula – R$ 12, 00

Polvo a lagareiro – 54,00

Criação do chefe, não tem no cardápio.

Rua João da Cruz, 42 – Bairro: Praia do Canto – Cidade: Vitória – CEP: 29055620 – Telefone: 3325-2451 – Horário: 18h/0h30 – C. Crédito:     - Mapa: aqui

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

A Wine (www.wine.com.br), maior e-commerce de vinhos da América Latina, acaba de receber do Instituto latino-americano de Comércio Eletrônico (eInstituto) o prêmio eCommerce AWARD Empresa do ano na categoria Novos Atores do e-commerce no Brasil no evento The E-commerce Summit for Emerging Market.

A escolha dos vencedores foi feita por um grupo de especialistas e jurados nacionais e internacionais que realizaram uma criteriosa seleção dos candidatos vencedores em cada país. A premiação é composta por seis categorias em nove países na América Latina.

Os vencedores das edições do Chile, Costa Rica, Uruguai, Equador, Peru, Colômbia, Argentina, México e Brasil competiram este ano após serem referência em suas categorias. A competição final será em março de 2013.

O “eInstituto”, juntamente com parceiros regionais em toda América Latina, idealizou este prêmio com o objetivo reconhecer as pessoas e empresas que tornam possível os negócios pela Internet pelo seu esforço e trabalho.

Para Rogerio Salume, um dos fundadores e presidente da Wine, “o prêmio é um reconhecimento por todo o esforço que a equipe da Wine vem realizando. O nosso principal objetivo é prestar um serviço de qualidade com foco no consumidor. Identificamos que os brasileiros quer ter acesso a boas seleções de vinhos de todas as regiões vinícolas do mundo e comprar e receber as suas WineBox com segurança, conveniência e comodidade”, diz.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook