search engine optimizationsubmit websiteemail extractor

Archive for junho, 2012

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Evento avaliou 300 vinhos, de vários países, e apenas 30 amostras, em categorias diferentes

Vinícola Aurora foi o grande destaque brasileiro no Prêmio TOP 5 do 4º. Salão Internacional do Vinho de Vitória –, que avaliou 300 rótulos de vários países, dos quais apenas 30 foram premiados, sendo os 5 melhores em cada categoria. A Aurora foi a única brasileira a ter um vencedor na categoria Espumantes, com o Aurora 100% Pinot Noir Brut, e também a única representante do Brasil a ter um vinho entre os 5 vencedores na categoria Tintos do Novo Mundo, com o Aurora Millésime Cabernet Sauvignon 2008. Os vinhos foram avaliados às cegas por experts brasileiros.

 Siga o Blog Vivendo a Vida no Twitter

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Olhem a surpresa ai!!! Deu Brasil em primeiro, parabéns a Casa Valduga!

Credito da foto: Blog Vinho para Todos

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Maior evento de vinho do Espirito Santo, Vitória ExpoVinhos 2012, realizado nos dias 20 e 21 de junho, foi um grande sucesso. Contou com a presença de profissionais renomados de todo o mundo e de um publico de mais de 2.000 mil pessoas.

O Blog Vivendo a Vida esteve presente e começa hoje a divulgar os acontecimentos que participou, afinal, não dava para participar de todos.

A VCT Brasil, filial do Grupo Concha y Toro, participou do evento, com degustações dos rótulos: Casillero del Diablo e Frontera, todos da vinícola Concha y Toro. Da linha Trivento forão os vinhos: Golden Reserve, Amado Sur e Reserve, todos na variedade Malbec, no Stand, e com uma palestra da linha Marques de Casa Concha. Levou o premio TOP Five com o vinho de sobremesa Late Harvest.

Para Francisco Torres, diretor da VCT Brasil, estar presente em um evento como o Vitória ExpoVinhos é muito significativo para a VCT. “Sem dúvida nenhuma esta é uma excelente ocasião para aproximarmos as marcas dos apreciadores locais de vinho e profissionais do setor”, afirma o executivo.

A enóloga Alejandra Vallejo (foto acima) apresentou uma palestra sobre o vinho Marques de Casa Concha, falando sobre as características de solo e a sua influencia direta no vinho.

Reconhecimento – A Concha y Toro foi eleita, pela segunda vez consecutiva, a marca de vinho mais admirada do mundo por um estudo realizado pela reconhecida publicação inglesa Drinks International. Também no mesmo ano, um de seus rótulos, o Marques de Casa Concha Carmenere, foi eleito o melhor Carmenere do Chile pela Wine & Spirits, uma das publicações especializadas mais importante do mundo.

Marques de Casa Concha foi criado em honra ao título conferido pelo Rei Felipe V. da Espanha a família Concha y Toro em 1718.

Provamos quatro vinhos da linha Marques de Casa Concha:

Marques de Casa Concha Chardonnay 2008 – 100% Chardonnay – Vale do Limari – Fermentado por 11 meses em barricas de carvalho nova – ST (90)

  • Solo:  forrmado por uma grande quantidade de carbonato de cálcio, o que adiciona um bom acidez, frescura e qualidade mineral para o vinho.
  • Clima: clima costeiro, frio, devido à sua proximidade com o Oceano Pacífico (25-30 km.). A variação de temperatura é pequena (cerca de 13 graus [entre 12-25 ° C] em janeiro). A área Limarí é especialmente conhecida por receber mais luz solar do que outros vales. Este efeito é alisado por névoas da manhã (chamados de “camanchaca” no Chile), permitindo que os cachos para amadurecer lentamente para um ponto ótimo.
  • Visual amarelo dourado, aromas de frutas cítricas (pitanga), mel, baunilha, especiarias, toques amanteigados. Na boca é encorpado, acidez correta e boa persistência aromática. Final expansivo e quente, com boa proporção entre fruta e madeira.

Marques de Casa Concha Carmenére 2009 – Carmenére – Vale do Rapel/Peumo – 18 meses de barricas de carvalho – ST (86)

  • Solo:  Os terraços antigos do Rio Cachapoal são profundas barro argila aluvial. As argilas proporcionar grande retenção de água que contribui para a boa maturação das uvas.
  • Clima:  Mediterrâneo subúmidas. Os dias quentes dão lugar a noites temeperate. Na brisa da noite ao largo das próximas Cachapoal Rio temperaturas de verão fresco e ajudar no desenvolvimento de taninos suaves esta variedade de.
  • Rubi, reflexos violáceos, elevada intensidade. Nariz intenso, com café, chocolate e bala toffee em primeiro plano, frutas vermelhas maduras, especiarias e um leve toque herbáceo em segundo. Enche a boca, porém fica devendo um pouco na acidez, o que é uma pena. O álcool é assim realçado. Muito encorpado e taninos aveludados. Retro-gosto agradável reforçando os aromas percebidos no nariz. Boa persistência.

Marques de Casa Concha Cabernet Sauvignon 2009 – Cabernet Sauvignon – 18 meses em barricas de carvalho – ST (88)

  • Solo: É aluvial, pedregoso, pobre em nutrientes e altamente permeável devido ao cascalho sub-solo. Ele produz plantas de crescimento econômico, que levam grupos de pequenas e concentradas uvas maduras.
  • Clima: Semi-árido Mediterrâneo. Influenciado pela Cordilheira dos Andes, esta é a parte mais legal do Vale do Maipo. As oscilações de temperatura larges do dia para a noite prolonga maturação das uvas, concentrando-se a fruta e os aromas se intensificando.
  • Cor rubi-violáceo de ótima intensidade, aroma essencialmente frutado (frutas bem maduras), com toques empireumáticos e de especiarias. Mostrou-se com corpo de médio para bom, boa acidez e razoável estrutura tânica. Bom ataque, certa adstringência e leve amargor. Final frutado com fundo de especiarias.

Marques de Casa Concha Syrah 2008 – Vale de Maipo (Buin) – 18 meses de barrica de carvalho – ST (88)

  • Solo:  terraço rio associado solos na margem sul do rio Maipo. Os solos aluviais são profundas pedregoso, pobre em nutrientes e altamente permeável, devido ao solo brita sub. Ela produz plantas de crescimento econômico, que levam grupos de pequenas e concentradas uvas Syrah maduras.
  • Clima:  Semi-árido Mediterrâneo. Clima seco e fresco influenciada pela Cordilheira dos Andes
  • Coloração de intensidade média em rubi violáceo, com lágrimas lentas. Aromas de média intensidade com especiarias (pimentas), toques florais e balsâmicos sobre um fundo de tostado bem leve. Com corpo de leve para médio, exibe acidez apropriada e taninos redondos.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

A notícia do ano está confirmada e agora pode ser divulgada. O vinho tinto oficial das Olimpíadas 2012 em Londres é brasileiro! Isso mesmo. A Miolo Wine Group, mais precisamente a divisão Seival State, foi escolhida pela Bibendum para elaborar um rótulo exclusivo (com as uvas Shiraz eTempranillo) para os Jogos Olímpicos. A matéria da Decanter (http://www.decanter.com/news/wine-news/530090/olympic-wines-will-be-fairtrade) diz que a seleção de vinhos da Bibendum é um aceno para a próxima Olimpíada, a Rio 2016, e para a emergência do Brasil no cenário mundial do vinho.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Durante dois dias, 20 e 21 de junho, Vitória se tornou a capital mundial do vinho. Diversos enólogos, importadores, enófilos e sommeliers estiveram na cidade para participar do Vitória ExpoVinhos 2012, evento consagrado, que está em sua 4º edição.

Uma dessas personalidades circulando pela cidade, foi a enóloga e produtora portuguesa de vinhos da região das Beiras (Bairrada), Filipa Pato. Para marcar essa passagem, a importadora Porto a Porto representada no estado por Tereza Cristina e Marcia Lopes, promoveram no inicio da semana um Wine Dinner com o intuito de divulgar seus vinhos para um grupo de jornalistas, que aconteceu na loja Ville du Vin.

Com o conceito que o vinho é uma questão de origem, a enóloga procura demonstrar forte identidade com o local onde são produzidas as uvas, isto adaptado ao consumidor internacional. “Não quero ter um vinho que se confunda com outro do Novo Mundo, por exemplo”, diz Filipa.

Realmente na taça os vinhos se mostraram muito autênticos, uma fruta muito limpa, “vinho sem máscara“. Provamos três, Espumante 3B rosé, elaborado com as uvas baga e bical, que mostrou notas agradáveis de frutas vermelhas (Morango), com acidez muito refrescante. O branco, Ensaios, é um corte de Arinto e Bical, aroma bastante mineral com notas de lima característica da casta Arinto e a cremosidade típica acrescentada pelo Bical. Bom corpo, boa acidez, confirmando a mineralidade no paladar. Para fechar um tinto, Lokal Calcário, elaborado com a Baga, uma uva difícil de ser trabalhada. Mas, Filipa conseguiu domar com maestria esse vinho, dando mais maciez, não abrindo mão da característica de ser um vinho gastronômico e mais austero.

Uma grande novidade, divulgada no almoço por Filipa Pato, que vai elaborar de um vinho fortificado com a uva baga, um feito inédito, vamos aguardar.

A sequência inicia com uma entrada de peras assadas, mix de frutas vermelhas, chip de parma e nozes caramelizadas, com espumante brut e o branco.

Após a salada, é a vez do risoto de cinco cogumelos e tournedor de mignon, acompanhado pelo tinto Lokal Calcario.

Para fechar, uma sobremesa deliciosa. Frutas da estação assadas, sobre morangos macerados em vinho do porto, sorvete de creme e mel de flores.

Os anfitriões: Marcia Lopes, Filipa Pato, Teresa Cristina e o Flávio Suplici Bin

Os convidados: Os jornalistas André Andrès, Renata Rasseli, Evelize Clamon, Eduardo Caliman, Gabriel Lordello e Silvestre Tavares.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Acabo de chegar do hotel Senac Ilha do Boi, aonde foram revelados os vinhos ganhadores do premio “Top Five” do Vitória ExpoVinhos 2012. Em toda feira de vinho, a revelação dos vinhos ganhadores é um dos acontecimentos mais esperados, cercado de muita apreensão. Foram premiados 30 vinhos divididos em seis categorias.

SALA 01- (TINTO VELHO MUNDO /BRANCO NOVO MUNDO /SOBREMESA E FORTIFICADO)

Jurados: Alexandre Santucci (Jornalista A Tribuna) – Jesse Tabachi (Médico) – André Andrès (A Gazeta) – Luiz Cola (Blog Vinhos e Mais Vinhos) – Alcio Araujo (Enófilo) – Paulo Gaudio (Enófilo) – Mariana Faé (Enófila)

SALA 02 (ESPUMANTE/TINTO NOVO MUNDO E BRANCO VELHO MUNDO)

Jurados: Ricardo Castilho (Revista Prazeres da Mesa) – Euclides Penedo (Diretor ABS Rio) – Renata Rasseli (A Gazeta) – Alcio Passos (Enófilo) – Aroldo Natal ( Enófilo) – Silvestre Tavares Gonçalves ( Blog Vivendo a Vida) – Carlos José (Cirurgião Plástico)

Antes de revelar tenho que parabenizar a organização do evento, Sr. Faé e Sr. Vanderlei Martins, que estão mostrando competência em todos os sentidos. A feira está muito agradável, sem atropelos e muitas novidades. Também gostaria de parabenizar Geraldo que com maestria preparou um belo churrasco de marisco, foto acima.

Segue a lista dos ganhadores:

Brancos do Novo Mundo

  • Grand Cru Vitória: BN08 – Matetic Eq Coastal Sauvignon Blanc 2011 – Chile
  • Obra Prima: BN14 – Casas del Bosque Reserva Sauvignon Blanc 2010 – Chile
  • Porto a Porto: BN15 – Ironstone Bsession Symphony 2010 – California
  • Abflug: BN29 – TH Sauvignon Blanc 2011 – Chile
  • Inovini: BN30 Los Vascos Chardonnay – Chile

Brancos do Velho Mundo

  • Adega Alentejana: BV01 – Quinta da Alorna Reserva Branco 2011 – Portugal     
  • Ervideira: BV08 – Conde Ervideira Reserva 2010 – Portugal
  • Interfood: BV11 – La Chablisienne Chablis 1er Cru Milleu 2009 – França
  • Wine Brands: BV23 – Cevaro de La Sala IGT 2009 Chardonnay – Itália
  • Qualimpor: BV24 – Esporão Private Selection 2010 – Portugal

Espumantes

  • Adega Alentejana: ES01 – Espumante Vértice Rosé 2010 – Portugal
  • Grand Cru Vitória: ES09 – Cava Castellroing – Espanha
  • Interffod: ES11 – Carttier Brut Blanc de Blanc Premier Cru – França
  • Vinícola Aurora: ES25 – Aurora Brut Pinot Noir 100% - Brasil
  • Vinos e Vinos: ES28 – V FR Bulle Cremant Chocola TN – França

Tintos do novo Mundo

  • Barrinhas: TN01 – Zardoz Cabernet Sauvignon 2007 – Chile
  • Costazurra: TN04 – Lacruz Carmenére, Syrah e Cabernet Sauvignon 2007 – Chile
  • Vinho Sul: TN22 – D Donoso 2007 – Chile
  • Vinícola Aurora: TN23 – Aurora Millésime 2009 Cabernet Sauvignon – Brasil
  • Vinos e Vinos: TN26 – Peñalolen Tez 2009 – Chile

Tintos do Velho Mundo

  • Costazurra: TV04 – Farninto Cabernet Sauvignon – Toscana/Itália
  • Grand Cru Vitória: TV09 – Besllum 2008 – Espanha
  • Interffod: TV11: Grande Follies 2004 – Portugal
  • Max Brand: TV14: Géma Corvina Veronese 2007 – Itália
  • Porto Mediterraneo: TV19: Montecastro 2006 – Espanha

Vinhos de Sobremesa

  • Adega Alentejana: SO01 – Moscatel Roxo 2006 – Setubal
  • Inovini: SO08 – Moscatel Alambre 2007 – Portugal
  • Max Brand: SO12 – Moscatel Passito Batassiolo – Itália
  • Salton: SO18 – Salton Intenso – Brasil
  • VCT: SO19 – Concha y Toro Late Harvest 2007 – Chile

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Os vinhos brasileiros ganharam um reforço decisivo para o projeto de divulgação na Copa do Mundo FIFA 2014. O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, recebeu nesta terça-feira (19), em Brasília, uma comitiva formada por representantes do setor vitivinícola nacional, liderados pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin). As lideranças entregaram ao ministro o pedido formal de apoio para que o vinho brasileiro seja o patrocinador oficial da Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Ao final do encontro, Rebelo garantiu que apoiará a proposta por entender que o evento esportivo será uma importante janela para o Brasil divulgar seus melhores produtos. ”A Copa do Mundo não é somente o maior evento do esporte mundial, mas uma grande oportunidade para o nosso desenvolvimento, para mostrarmos nossas virtudes. Daí o interesse em apoiar a vitivinicultura nacional”, destacou Rebelo.

Para Ana Paula Kleinowski, subgerente do Wines of Brasil, projeto de exportação dos vinhos finos brasileiros realizado pelo Ibravin e pela Apex-Brasil, além de mostrar o produto brasileiro ao mundo, “a vitrine da Copa do Mundo será importante para impulsionarmos as vendas no mercado interno”. Já o vice-líder do PP na Câmara, deputado Jerônimo Goergen, lembrou que o apoio oficial de Aldo sepulta de uma vez por todas a possibilidade do vinho estrangeiro ser o patrocinador do evento. “A Concha y Toro estava encaminhando todas as tratativas. Nós entendemos que o palco da Copa do Mundo não pode ser usado para fazer propaganda aos produtos de fora”, ponderou. O parlamentar ressaltou que o objetivo é reproduzir o que outras sedes já fizeram anteriormente ao defenderem o interesse de seus produtos, como foi o caso da cerveja na Alemanha e do próprio vinho na África do Sul.

Rebelo pediu que as entidades representativas da indústria do vinho se mobilizem desde já. O ministro do Esporte se colocou à disposição do setor para estar presente nos próximos eventos de divulgação da bebida. A ideia é fazer com que o vinho e o espumante nacionais também possam estar presentes na Copa das Confederações de 2013 e nas Olimpíadas de 2016. A partir de agora as tratativas serão aprofundadas junto aos representantes da FIFA.

Conforme o Ibravin, a área de produção vitivinícola no Brasil soma 83,7 mil hectares, divididos em seis regiões: Serra Gaúcha, Campanha, Serra do Sudeste e Campos de Cima da Serra, no Rio Grande do Sul; Planalto Catarinense, em Santa Catarina; e Vale do São Francisco, no Nordeste. São mais de 1,1 mil vinícolas espalhadas pelo país, a maioria instalada em pequenas propriedades (média de 2 hectares por família). “O vinho brasileiro vem conquistado reconhecimento mundo afora. São milhares de medalhas recebidas nos últimos anos nos mais importantes concursos de vinhos do planeta”, lembrou o presidente da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra), Henrique Benedetti.

Crédito da foto: Glauber Queiroz/Ministério do Esporte

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Começa hoje, quarta-feira (20/06), no Centro de Convenções de Vitória, o maior evento de vinhos do Espírito Santo, o Vitória Expovinhos 20124° Salão Internacional de Vinho de Vitória. Nesta edição, está confirmada participação de mais de 60 expositores na feira, trazendo cerca de 1000 rótulos de 16 países para a degustação dos inscritos no evento. Além da feira, as palestras com profissionais renomados da Argentina, Chile, Portugal e do Brasil contribuirão para o conhecimento dos capixabas apreciadores da bebida de Baco.

Em sua quarta edição, o Vitória Expovinhos tem uma história de sucesso. Sua primeira edição foi realizada em 2009 e vem registrando crescimento a cada ano. No primeiro ano do evento participaram 33 expositores e 120 rótulos foram colocados para degustação. Em 2010, foram 50 expositores e 500 rótulos. Em 2011 foram 60 expositores e 700 rótulos, números que, segundo a organização do evento, serão superados este ano, chegando a 1000 rótulos.

Parte do sucesso do evento pode ser explicado pelo formato inédito do evento e pelo mercado capixaba de vinhos. O Espírito Santo é hoje o terceiro maior consumidor per capita de vinhos do País e o maior consumidor em números absolutos de vinhos chilenos e argentinos. 

O Vitória Expovinhos tem formato inovador e sem similares no estado, com a feira funcionando no formato Wine Tasting. O participante inscrito recebe uma taça de cristal padrão ISO na recepção e pode degustar todos os vinhos disponibilizados pelos mais de 60 expositores da feira. Trata-se da oportunidade única de apreciar diferentes rótulos de 16 países e poder conversar com seus enólogos, sommelieres e representantes, que estão credenciados a apresentar cada vinho, as suas origens e os tipos de uva. 

A feira é, também, uma oportunidade de negócios para empresários e profissionais a serviço do vinho, uma vez que reúne agentes de todos os elos da cadeia produtiva, desde vinícolas, passando por importadores e atacadistas até o mercado varejista. Isso sem falar nas empresas representantes de acessórios e produtos ligados ao consumo do vinho.

Outro grande momento do Vitória Expovinhos é o Prêmio Top Five, que elegerá os cinco melhores vinhos degustados na Feira em seis categorias: Tinto e Branco Velho Mundo, Tinto e Branco Novo Mundo, Espumante e Sobremesa.

O Vitória Expovinhos 2012 – 4° Salão Internacional de Vinho de Vitória é uma realização do Sindicado do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios de Vitória (Sindivarejista) e da Federação do Comércio do Estado do Espírito Santo (Fecomércio)

Serviço:

Evento: Vitória ExpoVinhos 2012 – 4º Salão Internacional do Vinho de Vitória.

Data: 20 e 21 de junho

Local: Centro de Convenções de Vitória.

Convite:

3° lote

R$ 180,00 – 01 dia

R$ 230,00 – 02 dias

Vendas: www.rotaeventos.com.br e também no Carone Santa Lúcia, Adega Capixaba, Enótria e Ville Du Vin.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook