search engine optimizationsubmit websiteemail extractor

Archive for maio, 2012

Segundo divulgado no jornal Valor Econômico, os importadores de vinho estão livres, pelo menos por enquanto, da obrigação de etiquetar na alfândega todas as garrafas da bebida que chegam ao Brasil. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) confirmou, pela segunda vez, os efeitos de uma sentença da Justiça Federal do Distrito Federal que autorizou os filiados da Associação Brasileira de Exportadores e Importadores de Alimentos e Bebidas (Abba) a não utilizar o selo fiscal.

Leia mais em:
http://bit.ly/L8emoy

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

O Vitória Expovinhos 2012 – 4° Salão Internacional de Vinho de Vitória é uma realização do Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios de Vitória (Sindivarejista) e da Federação do Comércio do Estado do Espírito Santo (Fecomércio)

Consolidado como o maior evento do setor de vinho Capixaba e um dos cinco maiores do Brasil, o 4º Salão Internacional do Vinho, Vitória ExpoVinhos 2012, será realizado entre os dias 20 e 21 de junho, no Centro de Convenções de Vitória.

A feira contará com participações importantes do setor no cenário nacional e internacional. Nomes como: Carolina Azócar (Vinicolas Altair, Chile), José Miguel Irarrazaval (Vinicola Matetic, Chile), Filipa Pato (Portugal), Patrick Vallette (Chile), Diego Pulenta (Pulenta States, Argentina), Maria Alejandro Vallejo Rakela (Concha y Toro, Chile) e Cecília Torres (Santa Rita, Chile) estarão palestrando e girando a taça pelos corredores.

Cerca de 2.000 visitantes entre proprietários e compradores de bares e restaurantes, hotéis, adegas especializadas, supermercadistas, atacadistas e distribuidores, formadores de opinião, jornalistas, blogueiros, enófilos e enólogos marcaram sua presença.

Distribuído em um espaço de 609 metros quadrados, o salão exibe rótulos para todos os paladares. Vinhos destacados por 60 expositores, com 1000 vinhos de 16 países.

O formato da feira é “Wine Tasting”, o raciocínio é simples. Funciona como um rodízio de vinho. Por um preço único, no qual receberá uma taça, será possível conhecer 700 rótulos, entre espumantes, brancos, tintos, doces e, conversar pessoalmente com os grandes nomes da vitivinicultura mundial.

O evento contará ainda com uma das mais importantes e cobiçadas provas de vinhos, o Top Five. Um Júri de alto nível composto por jornalistas, sommeliers, enófilos, selecionarão os cinco melhores rótulos por categoria do Vitória ExpoVinhos 2012.

Evento: Vitória ExpoVinhos 2012 – 4º Salão Internacional do Vinho de Vitória.

Endereço: Rua Constante Sodré, 225 – Sta Lúcia, Vitória – ES, CEP: 29055-420

Data: 20 e 21 de junho

Local: Centro de Convenções de Vitória.

Convite:

Exibir mapa ampliado
Lote promocional (até 31/05)

R$ 120,00 – 01 dia – R$ 170,00 – 02 dias

Incluso uma taça Iso

1° lote

R$ 150,00 – 01 dia – R$ 200,00 – 02 dias

2° lote

R$ 180,00 – 01 dia – R$ 230,00 – 02 dias

Informações: Rota Eventos – Tel.: (27) 3319-8110

www.rotaeventos.com.br

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Em nota divulgada no dia de hoje, a wine.com.br, informou a entrada da Holding Digital do Grupo RBS como sócia minoritária no corpo de acionistas da empresa.

O grupo tem como estratégia ter participações apenas em empresas líderes de mercado, com modelos inovadores e gestão de excelência.

Lançada em 2011, a holding faz parte do Grupo RBS, segundo maior grupo de comunicação multimídia do país e a maior afiliada da Rede Globo, criada há 54 anos e presente em 19 estados brasileiros.

Coma a inclusão, a Wine se beneficia de um sócio com um profundo conhecimento da área digital e também comprometido no desenvolvimento do negócio, casando com a missão da Wine que tem sido no sentido de construir uma empresa brasileira que seja padrão de alta qualidade no segmento de comércio eletrônico de vinhos e que permaneça por muitos anos, em uma visão que é compartilhada por nosso novo sócio.

Segundo a Wine este é um acordo que beneficiará a todos os clientes, parceiros, fornecedores e colaboradores da Wine, dando capacidade de crescer a operação, de forma sustentável e com mais capacidade de investimento.

A empresa salienta que nada mudará do ponto de vista da direção dos negócios da Wine, que permanecerá sendo conduzida pelos fundadores.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Lembro-me com alegria quando comprei algumas garrafas deste Alentejano, Cortes de Cima Incógnito 2002 e 2003 anos atrás, por aceitáveis 98,00 reais. Hoje é um vinho que beira os 300,00 reais. Em um jantar com amigos por estes dias decidi abrir uma garrafa 2003 para verificar a sua evolução, já que há um ano não o provava. Costumava pecar pela potência e pela fruta meio doce, beirando o enjoativo.

A história da vinícola Cortes de Cima começou em 1988 quando Hans e Carrie Jorgensen cruzaram o Atlântico de barco e descobriram no velho mundo um terroir perfeito, o Alentejo em Portugal.

O nome Incógnito veio quando introduziram a uva Syrah e a colocaram como seu principal desafio. Naquela época, a Syrah era proibida na região demarcada do Alentejo. Ai, mesmo assim foi vinificado e engarrafado o primeiro vinho com 100% de uvas Syrah, que foi batizado de Incógnito, onde não constava a descrição na garrafa sobre a variedade da casta, assim não perdendo a classificação de D.O.C.

Avaliação Pessoal: ST (91) Cortes de Cima Incógnito 2003

  • Na taça mostrou que o tempo te fez muito bem. Visual granada de média intensidade, com halo de evolução. Aromas lembrando notas balsâmicas, chá mate e uma fruta vermelha mais contida, groselha no fundo de taça. Ótima acidez (frescor), bem equilibrada com o teor alcoólico. Taninos de ótima qualidade. Retrogosto de frutas vermelhas e especiarias. Persistência longa.

Portugal – Alentejo – 14,5% – Syrah 100% – importador Adega Alentejana

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Depois de ter provado a safra 2009 do Smith Haut Lafitte Blanc (Pessac-Léognan) 2009 no evento promovido pela UGCB (Union des Grands Crus de Bordeaux), que esteve pela primeira vez no Brasil em março deste ano, tive a oportunidade de provar outra safra, a 2003.

Com o dinheiro de seu negócio de roupas esportivas e com seu considerável talento e entusiasmo, os Cathiard têm, desde 1990, transformando a reputação de sua famosa e antiga propriedade, com a modernização do vinhedo, da adega, do Château e do vinho. O branco, mesmo não sendo um cru classe, é um dos melhores da região.

Avaliação Pessoal: ST (94)

  • Visual amarelo palha claro, bastante intenso no nariz com notas erva frescas, frutas brancas maduras, e baunilha. No paladar se apresentou fresco, com acidez média, confirmando o nariz… frutas brancas maduras e um leve dulçor que não atrapalha. Madeira muito bem colocada e de ótima qualidade. Persistência longa. Um vinho elegante, delicioso! A safra 2003 foi ótima para os brancos na região. Normalmente são vinhos longevos, durando 20-30 anos, porém a acidez frágil do vinho em questão, compromete a sua evolução.

França – Martillac – Gironde – Bordeaux – Chateau Smith Haut Lafite ( D. Cathiard) – 90% Sauvignon Blanc, 5% Sauvignon Gris e 5% Semillon – Enólogo: Yann Laudeho – 12 meses em barricas de carvalho francês ( 50% novos) – Tanoaria própria. – $ 55 dólares.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Via Denys Roman

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

As 168 atrações previstas para a terceira edição do Dia do Vinho, que começa a ser comemorada hoje, sexta-feira (25), integram oito municípios da Serra Gaúcha, e três da Campanha, que entra pela primeira vez, além de Porto Alegre. A intensa programação se estende até 3 de junho. Pela Serra engajam-se Antônio Prado, Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Farroupilha, Flores da Cunha, Garibaldi, Monte Belo do Sul e São Marcos. A Campanha será representada por Dom Pedrito, Rosário do Sul e Santana do Livramento.

Ao todo, entre os 11 municípios do Interior, a mobilização envolverá 63 vinícolas e 105 estabelecimentos, entre 28 hotéis, 44 restaurantes, 4 agências de turismo, 5 supermercados e 22 outros atrativos, divididos em passeios, degustações, palestras, além ofertas e promoções de compras. Neste particular, os descontos podem chegar a 30% no varejo das vinícolas, ao consumidor final.

Mais detalhes, assim como a programação completa por município, estão disponíveis no site oficial www.diadovinho.com.br. Muitas informações e novidades também já estão sendo disparadas por meio de redes sociais como Twitter (@diadovinho) e Facebook (facebook.com/diadovinho).

DESTAQUES NA SERRA GAÚCHA

Antônio Prado

Só na área urbana da cidade de aproximadamente 12 mil habitantes há 48 edificações tombadas pelo patrimônio histórico nacional, erguidas no século 19 por imigrantes italianos

Bento Gonçalves

A Estado Maior da Restinga, escola campeã do Carnaval 2012 de Porto Alegre com enredo sobre os vinhos do Brasil se apresenta na Praça Vicco Barbieri no dia 2 de junho, sábado, às 20h nos dias 1o e 2 de junho, sexta-feira e sábado, a cidade hospedará um seminário da Aliança Brasileira de Film Commissions (o 5 o Encontro da Abrafic)

Caxias do Sul

Dia 30 de maio será lançado o 15º Concurso dos melhores Vinhos de Caxias do Sul dia 1º de junho, no histórico distrito de Forqueta, será lançada a Festa do Vinho Novo 2012, bastante tradicional no município e onde os descendentes de imigrantes italianos promovem uma de suas celebrações mais legítimas

Farroupilha

O Vale Trentino, onde fica a sede da Vinícola Perini, tem um microclima bastante especial, que garante uma maturação mais prolongada das uvas, inclusive em comparação com outras áreas produtoras de vinhos finos da Serra a Perini, que em 2012 completou sua 41ª safra, tem planos agressivos para o enoturismo. A ideia é aproveitar o ambiente de seu varejo e da taverna no subsolo, passando pelos vinhedos em volta da sede da empresa.

Flores da Cunha

O município de 27 mil habitantes é o maior produtor de vinhos de mesa e o segundo maior produtor de uva do Brasil, a cidade também é uma espécie de Genebra do vinho gaúcho, pois sedia a maior parte das entidades representativas da cadeia produtora vitivinícola do Estado (logo, do país), incluindo o diretor-executivo do Ibravin, que mora em Flores da Cunha.

Garibaldi

O município é conhecido, não por acaso, como a Capital Brasileira do Champanha dia 2 de junho, a partir das 19h, no Parque da Fenachamp, há o jantar do 26º Festival Colonial Italiano. Cardápio: massa, galeto, polenta, radicci, pão, queijo, salame, morcella, queijo de porco, grostoli, cuca, suco de uva e vinho. Tudo à vontade, por R$ 25.

Monte Belo do Sul

Quase 80% da economia do município de cerca de 3 mil habitantes depende da cadeia produtora da uva e do vinho, a partir das 20h de 2 de junho, estará aberto o 11º Festival de Santo Isidoro. Festa colonial típica, uma das maiores do município. Cardápio da janta: massa, frango, leitão, queijo, salame, polenta brustolada, pão, saladas, pinhão, amendoim, grostoli, sagu, vinho e refrigerante. Com baile. Valor: R$ 35. Detalhe: haverá pipas espalhadas pelo salão e qualquer um que tenha pagado ingresso pode se servir de vinho direto da fonte. Quantas vezes quiser.

São Marcos

Estreante no Dia do Vinho, terá duas vinícolas oferecendo curso de degustação, ambas em 2 de junho: a Monte Sant`Anna – Casa Soldatelli Panassol, ainda prevê um jantar, depois da aula. E dá para fazer os dois, pois o da Sinuelo começa as 9h45 e termina às 14h30

Na capital, Porto Alegre

9ª Feira do Vinho na Usina do Gasômetro, de 30 de maio a 3 de junho, com a participação de 25 vinícolas nacionais.

Sobre o Dia do Vinho

O Dia do Vinho, data que consta do calendário oficial de eventos do Rio Grande do Sul é resultado do Projeto Eventos Integrados e Integradores, fomentado pelo Ministério do Turismo. A realização da 3ª edição é do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares – Região Uva e Vinho (SHRBS), em parceria com as Secretarias de Turismo dos municípios envolvidos, Conventions Bureau de Bento Gonçalves e Caxias do Sul, Sindivinho, Associação dos Produtores de Vinhos Finos da Campanha Gaúcha e da Phoenix Eventos, além de entidades parceiras.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

O site Terra, em sua área de culinária divulgou uma notícia hoje, dando conta que um grupo de especialistas na competição Internacional de Vinhos e Destilados elegeu um vinho, o Toro Loco Tempranillo 2011, vendido em um supermercado popular do Reino Unido por apenas 3,59 libras (cerca de R$ 11,50) como um dos melhores do mundo. Segundo a imprensa britânica, nos chamados ‘testes cegos’ o vinho superou outras que custam até dez vezes o valor.

Até ai tudo bem, sabemos que um vinho mais barato pode superar vinhos mais caros, até porque está mais pronto para o consumo, agradando mais. Agora quem escreveu esta notícia esqueceu-se de calcular os impostos de importação para o Brasil. Dependendo de quem importar e a forma de comercialização este vinho ficaria aqui entre 40 e 70 reais.

É produzido na região de Utiel-Requena, na província espanhola de Valencia.

wine.com.br anunciou oficialmente através de seu diretor, Anselmo Endlich, em sua página do Facebook, que a empresa acabou de iniciar o processo de importação do vinho para o Brasil. Será vendido pelo preço de R$ 25,00Para reservar [email protected].

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Sem dúvida, quando falamos em vinhos do Uruguay, logo pensamos no mais tradicional, os elaborados com a uva Tannat. Mas esta semana tive a oportunidade de provar o Bouza Tempranillo B15, elaborados a partir do conceito de parcela única com uvas 100% tempranillo, provenientes de seus vinhedos, pouco plantada no país, colhidas e selecionadas manualmente. Amadurece por 10 meses em barricas novas de carvalho americano e tem uma quantidade limitada e numerada, 2028 garrafas.

A Bouza é a grande revelação do Uruguai, um espetacular empreendimento familiar que respeita incondicionalmente o meio-ambiente e se baseia na pequena escala de cultivo e vinificação. Os 17 hectares de vinhedos de propriedade da família estão divididos em duas zonas, na tradicional Las Violetas e em Melilla, vizinha ao rio Santa Lucía.

Por lá as estações climáticas são bem definidas, verões secos e ensolarados, invernos chuvosos e não muito frios, primaveras e outonos brandos e agradáveis. Forte influência do Oceano Atlântico e do Rio de la Plata, que mitigam as altas temperaturas de verão (máximo de 35°C). Solos limosos e argilosos, com alta percentagem de calcário. A topografia é suavemente ondulada, e a drenagem natural é eficiente.

Avaliação Pessoal: ST (90)

  • Visual rubi intensa, límpido, brilhante, com lágrimas finas e numerosas. O nariz mostra frutas vermelhas e negras, tostado, especiarias, leve mentol e baunilha. No paladar apresenta bom corpo, acidez adequada e teor alcoólico bem equilibrado. Taninos de ótima qualidade. Retro-olfato de frutas vermelhas e baunilha. Persistência média. Um vinho bastante agradável e equilibrado.

Uruguay – Canelones – Las Violetas – Parcela B15 – 100% Tempranillo – 13,8% – R$ 196,00 – Importadora Decanter

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Assista ao vídeo da reportagem http://bit.ly/KWGVFy

O programa “Cidades e Soluções” desta quarta-feira (23) foi ao Chile apresentar como funciona o dia a dia de uma das maiores produtoras de vinho do mundo, a Concha y Toro. A empresa é a segunda no ranking mundial de área plantada de uvas para fabricação de vinho. O repórter Rafael Coimbra mostra como funcionam na prática as posturas sustentáveis defendidas pela empresa.

Em média, os grandes fabricantes mundiais da bebida utilizam 120 litros de água para produzir uma única taça de vinho. Como fazer para reverter essa situação e manter a qualidade do produto sem desperdiçar tanta matéria-prima? Estas e outras questões foram respondidas no programa desta semana, que mostra que, em uma indústria em que os recursos naturais representam boa parte do produto final, cuidar da natureza é mais do que uma obrigação: é sinônimo de um negócio bem sucedido.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook