search engine optimizationsubmit websiteemail extractor

Archive for fevereiro, 2012

O Empório Sorio é a primeira loja no Brasil voltada exclusivamente para a comercialização de produtos da Córsega. Provei seus vinhos em uma feira em SP e gostei bastante, destaque para o Domaine Pasqua, chardonnay, Vin doux. Com mais de 20 rótulos da região, e desde 2011 conta com produtos gastronômicos da ilha francesa. O Empório, que conta com uma loja na Pompéia, também possui a loja virtual, disponível no site www.emporiosorio.com.br. A empresa ainda ministra cursos de degustação e possui espaço para eventos fechados. Loja Empório Sorio Rua Dr. Augusto de Miranda, 802 – Pompéia – Tel: (11) 2925-2601 – Horário: segunda a sexta das 10h às 19h. Sábado das 10h às 15h.

A Córsega, terra de Napoleão Bonaparte, se notabilizou por ser um povo de resistência. Apesar de dominada pelos fenícios, gregos, romanos, vândalos, governo Bizantino, Aragão, Gênova e por ultimo, os franceses, ainda assim manteve seus costumes, sua história, sua língua. Mas essa resistência não foi apenas política e ideológica. Resistiu bravamente à padronização e à globalização do mercado vinícola. Suas uvas são autóctenes – os brancos são produzidos com a uva Vermentinu e os tintos, com uvas Nieluccio e Sciacarellu. Essa peculiaridade faz com que os vinhos da Córsega sejam únicos.

Abaixo segue email recebido pela sua assessoria by Mariana Campos Mello dando conta de novidades para a ExpoVinis 2012 que acontece entre os dias 24 e 26 de abril de 2012.

As uvas nativas da região são novamente as estrelas. Vermentinu, Niellucciu e Sciaccarellu compõem vinhos produzidos pelo Grupo UVAL – que responde por 25% do que é produzido na Córsega – e pela vinícola Domaine Orenga de Gaffory, localizada na área mais nobre da ilha. As duas empresas também são reconhecidas pelos prêmios internacionais recebidos.

Além das uvas, a presença feminina também é marcante nesta leva de novos vinhos que chegam por aqui. O vinhedo DOMAINE VILLA ANGELI é comandado pela força e perseverança de uma família de viticultoras. Da junção das palavras Villa – que significa casa em corso – e Angelli, nome da mãe da produtora do vinhedo – nascem os vinhos Villa Angelli e suas variações de tinto, branco e rosé.

Os três rótulos da vinicula Domaine Villa Angeli são: Villa Angelli Branco, feito 100% com a uva Vermentinu; Villa Angelli Tinto, da combinação das uvas Niellucciu e Greneche; Villa Angelli Rosé, das uvas Sciaccarellu e Greneche.

O Grupo Uval será representado na feira por Alain Mazoyer, que visita o Brasil pela quarta vez e apresentará ainda os vinhos brancos Corsican Isula e Domaine de Lischetto Chardonnay, safra 2010.

Da vinícola Domaine Orenga de Gaffory, chega ao Brasil o típico e tradicional vinho de sobremesa Impassitu du Cap Corse – primeiro Vin Doux Naturel trazido pelo Empório Sorio – e elaborado a partir da uva Muscat.

Estarei lá para conferir!

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

A brincadeira saborosa é a seguinte: Na compra do Gnocchi (33,50 a 35,80) você ganha um “Dólar Sérgio Arno” (uma nota impressa com a foto do Chef). Ao juntar cinco tem direito a outro. Simples assim, Gostei!

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

O chef britânico Jamie Oliver gosta de samba, feijoada e caipirinha e diz que para abrir um restaurante no Brasil, só falta achar um ’sócio perfeito’.

‘Definitivamente quero abrir um restaurante no Brasil, mas somente depois que eu achar o sócio ideal’, disse Oliver à BBC Brasil.

‘Já que eu não vou morar em outro país nem trabalhar na cozinha diariamente, o sucesso não vai depender de mim e é mais importante fazer coisas inusitadas e surpreender, ser audacioso na maneira de servir ou em como o restaurante vai ser.’

‘E, claro, sobretudo é preciso focar na relação custo-benefício e em fazer as pessoas felizes. Encontre-me um sócio ideal – alguém que ame comida genuinamente como eu amo – e, quem sabe, teremos um restaurante no Brasil nos próximos anos’, completou.

Via: G1

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

A importadora Capixaba “Espaço D.O.C” traz de volta ao brasil o famoso Chateau Le Grand Verdus.

Sua vinha está no centro de terreno um montanhoso e preservado entre Medoc, Graves e Saint-Emilion, 20 km a leste de Bordeaux. Há 4 gerações da família Le Grix HALL, proprietário desde 1810, permanecem unidos em torno de a mesma paixão pelo vinho.

Seus vinhos utilizam as melhores uvas de quatro vinhedos distintos, a Merlot é a casta predominante com 90%, e Cabernet Sauvignon entra com 10% do blend com estagio em barricas de carvalho francês.

Disponível em duas safras 2006 e 2007.

Segue abaixo os preços:

  • Chateau Le Grand Verdus Grand Reserve  2006 R$149,00
  • Chateau Le Grand Verdus Grand Reserve 2007 R$149,00

Espaço D.O.C Vitória ES – – Rua Elesbão Linhares 15 loja 23 – Shopping Day By Day - Tel 27 3024-1222 – Cel 27 9271-7178

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Via Sommelier Wine > Às vezes, sentimos o aroma do vinho estranhamente diferente, com um cheiro desagradável e um paladar mais desagradável ainda. A culpa pode estar na taça. Resíduos de sabão e detergente podem reagir com os componentes do vinho, deixando-o ruim. As taças de espumante, por exemplo, se forem ensaboadas, podem fazer com que as borbulhas desapareçam.

Além de poder alterar o vinho, uma taça bem limpa e cuidada faz toda diferença na mesa. Por isso, o post de hoje traz algumas dicas de como limpar as taças, para que elas estejam sempre em bom estado, prontas para os momentos de degustação e prazer.

Taças de Cristal

Os copos de cristal são mais porosos que os de vidro, por isso podem absorver mais os sabores e odores dos materiais de limpeza, como cloro, sabão, panos, detergentes, etc. A melhor maneira de limpá-los é não utilizar uma esponja, e sim a própria mão.

Limpe com uma pequena quantidade de sabão neutro e água morna, mas cuidado com a temperatura, pois se for muito quente, pode fazer com que a taça estale e quebre. Enxague bem para que não fique nenhum resíduo de sabão nas taças. Em seguida, deixe-as secando de cabeça para baixo e depois recoloque-as em pé e deixe-as secando ao ar livre. Com um pano macio, limpo e que não solte pelos, retire as manchas e gotas.

As taças devem ser guardadas em pé e nunca pela borda. Como são muito frágeis, podem quebrar com facilidade. Se quiser, também pode “polir” a taça com uma toalha bem limpa antes de guardá-la, assim você pode retirar qualquer manchinha que possa aparecer por causa da concentração de água em alguns pontos do copo e da borda. Lavar a taça com bicarbonato de sódio retira as manchas vermelhas deixadas pelos vinhos tintos e elimina odores.

Taças de Vidro

Para retirar manchas persistentes das taças de vidro, deixe-as dentro de um recipiente com uma mistura de água, detergente e algumas gotas de amoníaco de um dia para o outro. Para retirar depósitos de calcário, o ideal é encher a taça com água destilada e deixá-la assim durante uma semana. Depois, remova delicadamente o depósito com uma escova de dentes.

Importante:

  • Nunca coloque as taças de cristal em máquinas de lavar louça, pois o sabão e a intensidade do calor podem danificá-las.
  • Nunca use escovas ou esponjas abrasivas, elas podem arranhar os cristais e vidros.
  • Se você tiver que guardar as taças de cristal muito juntas, encaixadas umas dentro das outras, envolva-as com papel de seda.
  • Não há nada melhor para dar brilho do que uma flanela que não solte pelo, umedecida em um pouco de álcool.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Continuando minha viagem ao Sul do Brasil entre os dias 14 a 19 de fevereiro, na companhia de vários jornalistas brasileiros, falo hoje um pouco sobre as minhas impressões a visita ao CT (Centro tecnológico) da Cooperativa Vinícola Aurora em Pinto Bandeira. Logo na chegada fomos recebidos pela gerente de marketing da empresa, Lourdes Conci da Silva, que nos encaminhou para uma visita ao local.

A Aurora possui este Centro Tecnológico de Viticultura desde os anos 70 no distrito de Pinto Bandeira, um local lindíssimo como se pode ver nas fotos, e referência na região Sul para pesquisas na viticultura. Hoje, parte transformou-se em vinhedos produtivos de Chardonnay, Pinot Noir e Riesling, dentro das etapas do projeto de construção de uma cave para a elaboração exclusiva de espumantes champenoise. Pinto Bandeira é o melhor terroir do Brasil para as variedades de espumantes.

A Vinícola Aurora que completou recentemente seus 81 anos é pioneira no enoturismo, a que mais visitantes recebe na região. São mais de 150 mil pessoas por ano. Já nos anos 70, a vinícola implementou o serviço especializado, com pessoal treinado para esse receptivo. Oferece a todos a visitação orientada por todas as áreas de elaboração do vinho, com degustação.

Como em todo o Sul do Brasil a Aurora também comemora a grande qualidade da uva nesta safra 2012, já considerada a melhor de todos os tempos. Segundo o enólogo Flávio Zílio, a safra foi beneficiada pelo fenômeno La Niña, que ocasiona um clima mais seco, pouca chuva e temperaturas amenas à noite. Fator que refletiu diretamente nas uvas, apresentando uma maior concentração de taninos, açúcares, cores e com cascas firmes e resistentes, que vai tornar os vinhos mais complexos e longevos. 


Alguns números da Aurora:

. 1.100 associados

. A mais premiada do Brasil nos concursos internacionais oficiais;

. 10% de participação no mercado brasileiro;

. Líder de mercado em vinhos, sucos de uva integral e coolers

. Produz cerca de 42 milhões de litros de vinhos, espumantes e sucos ao ano

. Está presente em mais de 20 países, nos 5 continentes.

André Peres Jr começou na Aurora estagiando, quando fazia o curso de enologia. Logo foi contratado e hoje é responsável por uma das linhas da cooperativa. 


Enólogo de campo, João Carlos Rigo

Após uma visita aos vinhedos, fomos recebidos ao som de violinos e uma farta mesa de frios e belos espumantes para refrescar.

Espumante Aurora Chardonnay Charmat uma grata surpresa na taça. Não deixem de provar!

Flávio palestrou sobre os vinhos e a vinícola reiterando a qualidade da safra 2012. Dentre os vinhos do almoço, tivemos a oportunidade de provar o Chadonnay 2011 elaborado sem madeira e já com o IP (Indicação de procedência Pinto Bandeira) que mostrou grande elegância na taça! A Indicação de Procedência é uma certificação que aplica conceitos da legislação da propriedade industrial e assegura a origem e padrões de qualidade dos vinhos certificados elaborados pelas vinícolas da Associação dos Produtores de Vinhos de Pinto Bandeira (Asprovinho), detentora da chancela. Provamos também Merlot 2011, que também estava ótimo, pronto para o consumo.

Aurora Chardonnay 2011

Aurora Reserva Merlot 2011

Bela e saborosa salada

Costela macia e saborosa

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Espírito Santo recebe a partir de hoje a semana pré-exclusiva do Restaurant Week para clientes Mastercard Platinum e Black. Façam suas reservas com toda comodidade através do Conciérge 0800-727-2025.

Esta é a 4ª edição do ESRW, que tem restaurantes participantes em Vitória, Vila Velha, Serra, Colatina, Santa Teresa, Venda Nova do Imigrante e Domingos Martins. 

É uma excelente oportunidade de se conhecer a gastronomia dos bons restaurantes Capixabas pagando um preço único, almoço 29,90 entrada + prato principal + sobremesa e no jantar 39,90.

Espírito Santo Restaurant Week de 05 a 18 de março.

Vejam os restaurantes e pratos participantes: http://migre.me/84wuK

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

A Essência do Vinho Brasil organiza a “Brasil International Wine Fair“, de 20 a 22 de março de 2012, no Rio de Janeiro.

O evento — dirigido a profissionais dos setores da restauração, hotelaria, turismo e indústria agroalimentar e de equipamentos — será inserido na 24ª edição da “Super Rio Expofood”, uma das mais importantes feiras de alimentos, bebidas, equipamentos, serviços e tecnologia da América Latina, dirigida a empresários e outros profissionais.

A “Brasil International Wine Fair” será realizada no Pavilhão 4 do Riocentro e pretende reunir os principais vinhos das regiões vitivinícolas de referência da Europa e do chamado Novo Mundo. Em paralelo irá realizar um conjunto de ações temáticas, com especialistas de renome.

http://brasilwinefair.br.com/

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Fundada em 1797, a Louis Latour é uma empresa familiar de grande tradição, que construiu sua reputação com base no equilíbrio entre tradição e inovação e se tornou reconhecida internacionalmente pela qualidade dos seus tintos e brancos. 

A família Latour se dedica à viticultura desde o século XVIII (antes da fundação da vinícola) e vem construindo, geração após geração, um Domaine singular na Borgonha com cerca de 50 hectares. Este Domaine é proprietário da maior extensão de vinhedos Grand Cru da Cote d’Or, com um total de quase 29 hectares. 

Todas as uvas dos vinhedos próprios do Domaine Louis Latour são vinificadas na histórica adega construída em 1834 no Château Corton Grancey, em Aloxe-Corton. Trata-se da primeira adega planejada construída na França e a mais antiga ainda em operação. Distribuída em níveis no interior de uma suave colina, a adega é composta por um sistema que permite ao processo de vinificação o uso da força da gravidade para movimentar uvas, mostos e vinhos. Eliminando, assim, a agressividade e eventual oxidação decorrente do bombeamento. 

A Louis Latour foi pioneira na produção de vinhos de qualidade a partir das uvas Chardonnay e Pinot Noir fora das fronteiras da Borgonha. Seus vinhos produzidos nas regiões de Ardèche e Côteaux de Verdon vem conquistando prestígio e mercados pela excelente qualidade, raramente encontrada fora da Borgonha. 

Em 1997 a vinícola celebrou seu bicentenário e foi admitida no exclusivo “Club Hénokiens”, restrito apenas a empresas líderes em seus segmentos de mercado, que permaneçam familiares, tenham uma história de ao menos 200 anos e ainda possuam o nome de seu fundador. Só existem, aproximadamente, 40 dessas empresas no mundo!

Avaliação Pessoal: ST (90) – França – Bourgogne – 100% Chardonnay – 13% – Importador Aurora/Inovini – Fermentado e amadurecido em tanques de aço inox, com maloláctica total.

Comprei uma boa quantidade deste vinho, safras 2006 e 2007 e estou degustando a segunda garrafa 2006. A princípio fiquei cabreiro com a sua integridade, pelo local da compra e por não ser uma safra nova, fator a se prestar atenção em vinhos mais simples, mais ainda sendo um branco. A primeira foi boa, a segunda na qual pude harmonizar com um Budião (peixe) temperado com cebolinha, tomate, alcaparras e “coentro”, um tempero difícil de harmonizar, foi bem melhor, casou muito bem. A próxima harmonização será com uma moqueca.

Visual amarelo dourado, nariz apresentando, mel, damasco, nozes, fruta cítrica, mateguinha leve e muita mineralidade. Na paladar é um vinho de corpo médio, ótima acidez, confirmando a mineralidade e a fruta cítrica anunciada no nariz, muito frescor e um final agradável e persistente.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

A vinícola boutique Tabalí foi fundada em 1993 por Guilhermo Luksic (San Pedro, grupo Tarapacá). Destinada a produzir somente vinhos Premium e Super Premium, com uvas 100% oriundas de seus próprios vinhedos, foi a primeira vinícola a se instalar no extremo norte chileno, no deserto do Atacama, e foi a pioneira na criação e utilização de tanques menores de aço inox ao invés de tanques grandes para vinificação. Seu Terroir é completamente diferente das outras regiões.

Avaliação Pessoal: ST (90) Ganhador do 8ª Prêmio “Wines of Chile Awards” – 11 meses de carvalho – 76,00 – Importador Grand Cru

Pela segunda vez provo este vinho e chego a mesma conclusão: é para quem gosta de vinhos robustos de muito extrato, um prato cheio. No nariz mostra muita fruta, tradicional especiaria, tabaco e chocolate. O paladar mesmo novo apresenta bom equilíbrio, taninos macios, um dulçor “não” excessivo, acidez média, com boa profundidade e final de boca.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook