search engine optimizationsubmit websiteemail extractor

Archive for janeiro, 2012

Para eleger a Melhor Carta de Vinhos, o GUIA QUATRO RODAS 2012 selecionou as 35 listas nacionais mais consistentes. Numa segunda etapa, os colaboradores Arthur Azevedo, José Luiz Alvim Borges e Mario Telles Jr. – respectivamente diretor executivo, presidente e vice-presidente da Associação Brasileira de Sommeliers – São Paulo (ABS-SP) – selecionaram as dez melhores:

1º- Durski (Curitiba, PR)

  • Os pontos altos da carta de 2234 rótulos estão na amplitude da seleção, na extensa lista de grandes vinhos, no generoso número de champanhes e vinhos doces e na originalidade das bebidas escolhidas – até de países sem muita tradição no setor vinícola.

2º- Olivetto (Campinas, SP)

A carta do restaurante campineiro tem vinhos de excelente qualidade em todos os estilos. Entre os pontos fortes, uma ótima seleção de espumantes, generosa e criativa oferta de brancos e muitas verticais de rótulos franceses especiais. Chile e Argentina são representados pelos seus melhores produtores. Outro aspecto elogiável é a lista de vinhos fortificados, em especial os Vinhos do Porto, também servidos em taça.

3º- Arola-Vintetres (São Paulo, SP)

Estreante na lista, a carta desta casa de culinária espanhola faz a alegria dos apreciadores de bons vinhos. Ousada e criativa, exibe ótimas escolhas de vinhos rosados, e, como não poderia deixar de ser, uma impressionante seleção de rótulos espanhóis, de quase todas as regiões do país. Tem ótima oferta de vinhos de Jerez, com amplo leque de estilos da bebida.

4º- Varanda (São Paulo, SP)

É caracterizada pelo equilíbrio e pela notável qualidade dos vinhos, em todos os estilos e faixas de preço. Muito bem organizada, possui informações precisas de cada um dos rótulos e excelente disponibilidade da bebida em tamanhos especiais, magnum e meias-garrafas – todas com padrão muito acima da média. A seção de vinhos doces é de tirar o fôlego.

5º- Grupo Rubaiyat (São Paulo, SP)

A carta apresentada nos restaurantes do grupo – Baby Beef Rubaiyat, A Figueira Rubaiyat e Porto Rubaiyat – tem como marca principal a ampla oferta de vinhos de extraordinária qualidade, tanto do Novo quanto do Velho Mundo. Todos os estilos estão muito bem representados nesta lista cuidadosamente organizada e fácil de consultar. Fiel à origem dos proprietários da grife gastronômica, a carta dá tratamento elogiável às etiquetas espanholas.

6º- D.O.M. (São Paulo, SP)

Concisa e quase cirúrgica, a lista mostra que não é preciso ter muitos rótulos para elaborar uma invejável lista de vinhos – bem harmonizados com a proposta gastronômica do restaurante. Uma novidade é a seção de biodinâmicos brancos e tintos, com ótimas opções de alta qualidade. A relação de vinhos doces é outro ponto forte.

7º- Laguiole (Rio de Janeiro, RJ)

Extensa e bem elaborada, a carta tem boas atrações, especialmente no setor dos vinhos franceses. Bordeaux é representada por várias verticais dos Premier Grand Cru Classes, mas ainda há outros vinhos do país com nível equivalente. Boa oferta de champanhes e de californianos, raros nos restaurantes brasileiros.

8º- Terzetto (Rio de Janeiro, RJ)

Focada na qualidade, a extensa relação tem boas opções em todos os estilos, incluindo uma ampla seleção de vinhos em tamanhos diferenciados, tais como magnum e meias-garrafas. A seção de rótulos brancos é muito interessante, com bons produtos do Novo e do Velho Mundo.

9º- Fasano (São Paulo, SP)

A seção italiana é o destaque da pequena e bem elaborada carta do melhor restaurante do Brasil, que lista vinhos de alta gama, selecionados entre os melhores produtores europeus. Recheada de nomes famosos, a lista também dá especial atenção aos rótulos franceses, em especial de Bordeaux e da Borgonha.

10º- Locanda della Mimosa (Petrópolis, RJ)

Elegante, concisa e muito bem organizada, a carta prima pela alta qualidade dos rótulos, em especial os italianos. Ainda apresenta uma ótima seleção de vinhos doces e do Porto. O restaurante também toma o cuidado de oferecer opções de praticamente todo o mundo, representativos e bem diversificados.

Via: Quatro Rodas

O Maison Jacquart foi fundado em 1962 por um grupo de 30 viticultores proprietários de belas vinhas da região. Sua sede fica em Reims, Boulevard Lundy. Hoje conta com mais de 1800 associados, 7% de toda a região de Champagne.

Este Champagne foi levado pelo amigo Ubirajara a minha casa, para uma noite de bom bate papo e belos caldos na varanda Vivendo a Vida.


Avaliação Pessoal: ST (94)

Na taça mostrou toda a tipicidade que um Champagne deveria ter. Perlage fina de grande intensidade e persistência, nariz com boa complexidade, damasco, manteiga, pão tostado e avelãs. Na boca mostrou elegância, acidez aliado a frescor perfeito, cremosidade e final que se prolonga em boca. Vale a pena conhecer!

Maison Jacquart – França, Reims – Champagne – Chardonnay(50%), Pinot Noir(35%) e Pinot Meunier(15%) – 12% – Em Vitória encontrado na Enótria


A butique de vinhos Campos de Cima, de Itaqui (RS), estará presente no jantar de comemoração dos sete anos do Mesa de Cinema, que será realizado na próxima terça-feira (31), no Restaurante Lorita, em Porto Alegre. O único rótulo branco da vinícola, o Campos de Cima Viognier, será harmonizado com o primeiro prato do cardápio preparado pela chef Roberta Horn Gomes – o Robalo em perfume de lichia, hortelã e manjericão. 

Este vinho é da safra 2011, onde a uva branca Viognier se destacou pela excelente qualidade apresentada. “O diferencial é o acréscimo de 5% de Chardonnay, que resultou em um vinho mais encorpado, equilibrado e muito gastronômico”, afirma a proprietária da Campos de Cima, Hortência Ravache Brandão Ayub. “Este rótulo é o nosso primeiro lançamento do ano”, afirma. A Viognier é uma uva rara no Brasil, muito pouco cultivada pelos viticultores locais. “Ela se adaptou muito bem na Campanha Gaúcha”, observa Hortência. A edição nº 65 do Mesa de Cima apresentará o mesmo filme, Dieta Mediterrânea, do evento anterior, devido ao sucesso alcançado.

Semana passada, abri uma das quatro garrafas do Angelica Zapata Malbec Alta 2002 que comprei na importadora Mistral três anos atrás. Estava curioso para verificar a sua qualidade.

É um Malbec produzido para o mercado interno argentino, onde é cultuado e esgota-se rapidamente, alcançando preços estratosféricos em safras antigas. As uvas vêm de vinhas selecionadas, plantadas em grande altitude, com rendimentos muito baixos, que resultam em um vinho muito complexo e exuberante, com excelente presença de boca e enorme capacidade de envelhecimento.

É composto de um blend de uvas Malbec provenientes dos vinhedos de: Angelica (860m), La Pirámide (940m), Altamira (1.180m) e Adriana (1.500m). Estagiou por 18 meses em carvalho francês 50% novo.

Avaliação Pessoal: ST (92+)

Visual ainda escuro, com pequeno sinal de evolução, sem sedimentos. Os aromas remetem a ameixa em calda, fumo, baunilha, própolis e madeira nobre. O paladar é gordo, sabores confirmando o nariz, boa acidez, álcool imperceptível, taninos de excelente qualidade e sem nenhuma adstringência. Muito longo e sedoso. Acredito que vai evoluir bem, ainda novo.

Parceria com Doc Hendley da WTW e Montesquieu Wines salva vidas na Etiópia

O vinicultor de fama mundial Michel Rolland construiu sua reputação fazendo milagres na adega. Agora, faz milagres de outro tipo, ao transformar o vinho sul-africano em água para etíopes em necessidade imperiosa.

Uma crise de proporções épicas se abate sobre a Etiópia, onde a cada dia milhões lutam pelas próprias vidas devido a secas e água contaminada. Reconhecendo esta necessidade urgente e o papel fundamental da água na produção de vinho de alta qualidade, Michel Rolland fez parceria com o herói da CNN Doc Hendley, fundador de Wine To Water, e a Montesquieu Wines, vinícola e importadora da Califórnia em um projeto especial – o Bonne Nouvelle, um vinho da terra d’África, para o povo da África.

Para ver o release completo, acesse: http://migre.me/7JwLG

Via: prnewswire

Conheça os vinhos produzidos a 1.3 mil acima do nível do mar. Irineu Guarnier Filho sobe a serra de Santa Catarina para visitar duas grandes vinícolas em São Joaquim, começando pelo Ice Wine, na Vinícola Pericó.

A rede de fast-food McDonald’s anunciou que mudará a receita de seus hambúrgueres nos Estados Unidos. A mudança acontece pouco tempo após o chef de cozinha britânico Jamie Oliver descobrir e mostrar em um programa de TV que a rede usa hidróxido de amônio para converter partes gordurosas de carne em recheio para seus produtos, segundo informações do Mail Online.

 Siga o Blog Vivendo a Vida no Twitter

20120128-002355.jpg

Ontem, dia 27 de janeiro foi dia internacional do Vinho do Porto. E para comemorar abri um Dow’s Fine Tawny Port. Estava uma delicia, difícil foi degustar uma só taça!!! Saúde!!!

SOMM Documentary Trailer 1 from Forgotten Man Films on Vimeo.

Assistam ao trailer do filme Somm, do diretor Jason Wise, que conta a história da preparação de 4 americanos para a qualificação como Master Sommelier, um difícil exame que até hoje aprovou menos de 200 pessoas. Em breve nos cinemas.


Já por dois anos, o EnoEventos vem publicando a classificação das páginas brasileiras de vinho conforme a quantidade de acessos. Os dados são coletados no alexa.com, site americano que informa a posição relativa de mais de 30 milhões de páginas em mais de 125 países do mundo. Essas matérias foram sempre das mais acessadas no portal, demonstrando o interesse dos leitores – não apenas dos enófilos, mas também dos editores das páginas classificadas – ansiosos por saber como se posicionam na disputa pela visibilidade na rede.

Muita gente boa imagina que, para aparecer na Internet, basta criar uma página e esperar pelos acessos – no Brasil é assim e em Portugal não deve ser diferente. A responsabilidade passaria a ser do Google… Mas é claro que as coisas não acontecem dessa maneira e, na maior parte das vezes, investe-se um bom dinheiro na construção de um sítio, dinheiro esse que vai direto para o ralo, pois os internautas simplesmente não tomam conhecimento deles e consequentemente não visitam as páginas, conforme todos gostariam que acontecesse.

Leia a matéria completa > http://migre.me/7HolK