search engine optimizationsubmit websiteemail extractor

Archive for outubro, 2011

Dois investigadores da Universidade do Minho (UM) apostaram na criação de cerveja ”cem por cento natural e artesanal”, um produto que em breve passarão a produzir e a servir no restaurante que vão abrir ”muito perto de Braga”.

“É um conceito inovador em Portugal, que acreditamos que tem viabilidade. No próprio restaurante teremos uma mini-fábrica de cerveja cemAposta por cento natural, feita exclusivamente com cereais de produção biológica. E é essa mesma cerveja que será servida ao cliente”, disse um dos investigadores.

Francisco Pereira explicou que a cerveja ”não é filtrada, ou seja, contém a própria levedura, sendo assim uma fonte de sais minerais, vitaminas e compostos para regulação do nosso organismo. Não tem químicos nem conservantes, pode-se dizer que é uma cerveja que faz bem à saúde”, acrescentou.

Francisco Pereira abriu com Filipe Macieira uma empresa que, neste momento, tem uma capacidade de produção na ordem dos 300 litros de cerveja por mês. Uma produção que, garante, é escoada”em poucos dias”, um sinal da ”grande aceitação” que o produto tem tido no mercado.

É servida em garrafas de 0,75 litros, com rolhas de cortiça, semelhantes às do champanhe, ao preço de três euros e meio. Até ao momento, os investigadores já desenvolveram cinco tipos de cerveja, sendo a de trigo, ao estilo alemão, a que tem tido mais aceitação. Destaque também para a ”belgian ale”, com 10 por cento de álcool, que é a mais forte.

No campo oposto, figura a pilsner checa, a mais leve de todas e a mais indicada para beber”descontraidamente numa esplanada”. Além da venda no seu restaurante, os investigadores projectam também distribuir as suas cervejas pelo mercado. Francisco Pereira e Filipe Macieira são doutorandos em soluções para a indústria da experimentação e para a indústria cervejeira.

Via: Ciência Hoje

Neste vídeo o especialista em cortes bovinos, Istvan Wessel, dá dicas de como preparar carnes nobres para você mostrar aos seus convidados que entende do assunto.


Acabo de ler na coluna de Lauro Jardim, Radar On Line, Veja, que o Deputado Marco Maia abriu as portas da residência oficial da Presidência da Câmara na noite do dia 18/10 para um jantar organizado pela bancada gaúcha com representantes da indústria do vinho nacional.

Os gaúchos, assim como Maia, estão engajados no lobby dos vinicultores brasileiros, que pressionam para ter exclusividade no fornecimento de vinhos durante a Copa de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016. A FIFA e o COI não são lá muito fãs da ideia.

Meus amigos cozinhar é muito bom, eu adoro. Mas não tem nada mais desagradável do quer ficar com a mão cheirando a alho, peixe, cebola e outros alimentos. Pensando nisso fiz uma pesquisa na internet se existia algum produto para retirar estes odores, e achei este sabonete de metal. O site promete eliminar o odor, o preço é barato, 12,99, fiz o pedido e depois de testado volto a falar com vocês. LinK > http://j.mp/vifMI3

Descrição do site:

  • Esse incrível sabonete de metal, feito de aço maciço, elimina completamente os odores das suas mãos, principalmente os mais fortes causados por cebola, peixe, alho e outros produtos com cheiro forte!
  • Lave suas mãos durante 30 segundos com esse sabonete mágico de aço com água corrente e pronto, os odores serão eliminados.
  • Não nos pergunte como, mas basta utilizar esse sabonete mágico por aproximadamente 30 segundos para eliminar todos os odores desagradáveis. A teoria diz que os odores são eliminados pela capacidade do aço em catalizar a oxididação dos ácidos responsáveis pelos odores.
  • Esse produto nunca se desgasta, é para usar para sempre! Nunca mais terá dificuldades em eliminar odores desagradáveis decorrentes de peixe, alho, cebola etc. Pode preparar seus alimentos sem preocupação.  É a forma mais rápida e eficaz de eliminar esses odores desagradáveis.  Tudo graças a esse sabonete de aço inoxidável.  O melhor de tudo é que basta apenas comprar um produto que irá durar para sempre.  Tamanho do sabonete mágico: 6.3 x 4.5 x 1.2cm. No pacote contém um sabonete mágico de aço inox.

O guia Descorchados é a principal e mais influente referência de vinhos da Argentina e do Chile. O conceituado guia de Patrício Tapia elegeu na edição de 2012 os melhores vinhos, e o blog Vivendo a Vida traz o vencedor da categoria (Melhor branco da Argentina).

O melhor vinho branco da Argentina foi o Catena Zapata, Chardonnay, Adrianna Vineyard, White Stones Rows 2009

Palavras de Patricio Tapia:

Si bien puede que el nivel de los blancos argentinos no llegue al nivel de sus tintos, los avances en la materia son espectaculares. Y como prueba, este impresionante chardonnay hecho por el tremendo talento de Alejandro Vigil, para Catena, en las alturas de Gualtallary, en el Valle de Uco. Primero que nada, aquí hay moral de vino hecho de tiza, ese tipo de mineralidad que así, tal cual, no suena digamos muy apetitoso, pero lo es si es que ustedes buscan blancos severos, tensos reflejos de lugar. Este es, por lejos, el mejor blanco que yo al menos he probado de Argentina, desde que pruebo vinos argentinos.

O guia Descorchados é a principal e mais influente referência de vinhos da Argentina e do Chile. O conceituado guia de Patrício Tapia elegeu na edição de 2012 os melhores vinhos, e o blog Vivendo a Vida traz o vencedor da principal categoria (Melhor Tinto da Argentina).

O melhor vinho tinto da Argentina foi o Carmelo Patti Malbec 2007.

Palavras de Patricio Tapia:

“Qué quieren que les diga. Son un fan del trabajo sutil, silencioso, delicado de Patti y este malbec refleja su trabajo, como pocos vinos lo han hecho. Una definición de verticalidad es este malbec, el vino que no invade toda la boca de dulzor, sino que más bien lo que hace es ocupar la mitad del paladar con acidez y taninos que lo hacen ser austero, carecer del carácter generoso o goloso de muchos vinos argentinos, pero que por otro lado lo convierte en un vino serio, gastronómico en el sentido de su adaptabilidad con la comida. Además, sus sabores son a frutas rojas, especiadas, firmes, sin espacio para la sobre madurez. Una cosecha sensacional de uno de los maestros del malbec en Argentina, el 40% de este vino fue criado por un año en barricas de primer a sexto uso, desde un viñedo de Perdriel de 16 años. Este tipo de viñedo y este tipo de vinificación no tienen nada de nuevo, pero el resultado es distinto. Muy distinto.”


O Grupo Miolo concluiu a operação de fusão iniciada em outubro de 2009, a partir da aquisição conjunta da Vinícola Almadén com as famílias Randon e Lovara.  A empresa anuncia a criação da Miolo Wines S/A, que será a controladora de todos os empreendimentos do grupo, reunindo participações das famílias Miolo, Randon e Benedetti/Tecchio. 

A fusão torna o grupo mais forte e preparado para atender um mercado cada vez mais promissor, na medida em que o Brasil passa por um momento importante de crescimento econômico. Além disso, a fusão proporcionará uma maior penetração nos mercados internacionais (atualmente os produtos Miolo são exportados para mais de 30 países). Um dos objetivos é chegar em 2020 com 30% da produção destinada ao mercado internacional. 

O grupo também se prepara para chegar em 2020 com faturamento anual de R$ 500 milhões, consolidando sua posição como líder nacional na produção de vinhos finos e espumantes e visando estar entre os três maiores grupos de vinhos da América do Sul. Em oito anos, a empresa projeta elaborar e comercializar, por ano, 20 milhões de litros de vinhos finos e espumantes, um milhão de litros de brandy e possuir 2 mil hectares de vinhedos próprios. 

“Estou muito satisfeito em ver que a nossa empresa, de centenária tradição vitivinícola, cresceu muito nesses últimos anos e agora com essa importante fusão terá a possibilidade de se tornar uma grande empresa a nível mundial”, afirma Darcy Miolo, presidente do Conselho de Administração da empresa. 

O grupo, de capital fechado, integrará quatro empresas de produção em três regiões brasileiras: Vinícola Miolo (Vale dos Vinhedos/RS), Projeto Seival Estate e Vinícola Almadén (Campanha/RS) e Vinícola Ouro Verde (Vale do São Francisco/BA), além da comercializadora Miolo Wine Group. 

Atualmente, o novo grupo possui 1,2 mil hectares de vinhedos próprios, produção de 12 milhões de litros de vinhos finos e espumantes e 300 mil litros de brandy, além de um quadro de 650 funcionários diretos. O faturamento previsto para 2011 deve atingir R$ 120 milhões. 

Para concretizar essa fusão que teve inicio em 2009, os sócios contrataram a PricewaterhouseCoopers, a psicóloga e consultora Magda Geyer Ehlers  para fazer a profissionalização e sucessão familiar, o advogado gaúcho Zulmar Neves, o economista Carlos Rossi e o assessor contábil Adelar Colombo. Os profissionais apoiaram na criação do melhor modelo societário visando preparar a empresa para dar continuidade ao seu plano de expansão. 

A família Miolo permanece com o controle acionário do grupo e passa a contar com sócios com experiência muito sólida no mundo empresarial. A família Randon e a Lovara ingressam como importantes sócios estratégicos. Raul Randon é o fundador das empresas Randon, grupo classificado entre os mais importantes no setor de transporte para cargas terrestres, também atuante nos segmentos de autopeças e sistemas automotivos, além dos serviços de consórcio e banco. A Lovara, de propriedade das famílias Benedetti/Tecchio, é parceira da Miolo de longa data, desde a aquisição da Vinícola Ouro Verde, no ano 2000. A relação com a família Randon também já é antiga, a partir da elaboração do vinho RAR, iniciada em conjunto com a Miolo em 2002. 

“Nós trabalhamos intensamente nestes últimos dois anos o conceito da fusão das empresas vinícolas, seguindo o exemplo ensinado pelo empresário Raul Randon. Isso possibilitará ganhar musculatura para enfrentar os desafios de competir no mercado de consumo”, afirma João Benedetti, integrante do Conselho de Administração. 

“Acredito muito no negócio do vinho no Brasil. Esse ainda é um setor muito jovem, e precisamos ter empresas fortes e bem preparadas para ter um crescimento que faça frente ao desafio de desenvolver o setor no futuro,” diz Raul Randon, integrante do Conselho de Administração. 

Conforme Adriano Miolo, superintendente do grupo, a fusão propiciará uma série de sinergias nas questões financeira, tributária, de produção, de mercado e de portfólio. “O grupo contará com três marcas fortes: a Miolo fortalecerá seu conceito de marca de vinhos Premium. A Terranova, com conceito jovem e inovador, e a marca Almadén será potencializada no seu conceito de excelente relação custo-benefício”, afirma. 

O novo modelo também impulsionará a empresa a dar continuidade à sua trajetória de expressivo crescimento ocorrido na última década. Antes do ano 2000, a Miolo faturava menos de R$ 1 milhão e chegou em 2010 com faturamento de 100 milhões, crescendo 100 vezes em 10 anos, e pretende crescer mais cinco vezes nesta década.

Via: Assessoria de imprensa – Thais Zanchettin


Quatro espumantes da Miolo foram premiados no 7º Concurso do Espumante Brasileiro realizado pela Associação Brasileira de Enologia. O Bueno Cuvée Prestige 2009 e o Terranova Demi-sec ganharam medalha de ouro, enquanto o recém-lançado Almadén Brut e o Millésime 2009 ficaram com a medalha de prata. 

O resultado foi anunciado no dia 27 de outubro, em Garibaldi (RS), após dois dias de degustação. Foram avaliados 231 rótulos, de 70 vinícolas. No total, foram premiados 72 espumantes, sendo 49 com Medalha de Ouro e 23 com Medalha de Prata. 

“Este reconhecimento mostra a filosofia do grupo em obter a excelência em seus produtos, desde os espumantes básicos aos mais requintados”, diz Gilberto Simonaggio, enólogo do projeto Vale dos Vinhedos.

O site Enoeventos já se tornou uma referência quando se fala em pesquisa no mundo do vinho. Desta vez em conjunto com Didu Russo elaborou um amplo relatório, facilitando a nossa vida, rankeando os restaurantes entre Rio de Janeiro e São Paulo, mostrando “claramente” onde estão os melhores preços.

Não deixem de ler, lá vocês vão encontrar as maiores barganhas e as maiores furadas…. clique aqui > http://j.mp/tQnluU

O mundo da gastronomia estará com os olhos voltados a Punta Del Este, no Uruguai, nos dias 11 a 13 de novembro. A cidade, que já é considerada a mais badalada da America Latina, irá receber grandes nomes deste setor durante os três dias de evento. Um grupo seleto de profissionais e gourmets estarão reunidos para apresentar suas melhores criações culinárias e desfrutar de uma proposta única, além de inovadora para poucos.

Participa dessa segunda edição de forma diferenciada, o Mantra Resort Spa & Casino que, além de estar inserido na programação oficial, traz tarifas para aqueles que quiserem vivenciar o evento e ficar hospedados bem ao centro de toda a organização. Ponto alto do festival é o jantar Uruguay Welcomes Great American Restaurants, que acontece no sábado (12), no Ballroom do Mantra Resort. Ali, chefes internacionais como Cedric Vongerichten (Perry Street, NY), Douglas Rodrigues (D. Rodriguez Cuba) e Francois Payard (Payard Patisserie, NY) estarão no comando do menu.

A diária, em apartamento luxo para duas pessoas, está a partir de US$250. O valor inclui café da manhã, welcome drink, além de internet banda larga no apartamento e nas áreas comuns do resort. Outros diferenciais de destaque do Mantra são o Concierge 24 horas, acesso ao Spa, quadra de tênis, Kid´s Club, piscina coberta e externa, além de um primoroso Casino em estilo europeu. O preço, por pessoa, para participar de todo o festival é de US$440, incluso todas as atrações, porém, também é possível comprar os eventos gastronômicos separadamente, de acordo com o interesse. Outro diferencial Mantra é o traslado ida e volta ao centro de Punta Del Este, uma vez ao dia, de acordo com a programação do resort. Para mais informações e reservas pelo www.matraresort.com  ou 0800 892.3084. Detalhes sobre o Punta Food & Wine pelo site: www.puntafoodandwine.com.

Serviço

Mantra Resort SPA & Casino / Punta Del Este Food & Wine Festival 2011
Route 10, Parada 48, Jaureguiberry. Av and Ante Milat, La Parra, Punta Del Este, Uruguay 
Reservas: 0800 892.3084 – 
Período: 11 a 13 de novembro de 2011 
Tarifa: a partir de USD250 para duas pessoas.

Incluí: Café da manhã, welcome drinque, internet banda larga no apartamento e nas áreas comuns do Resort, Concierge 24 horas,acesso ao Spa, quadra de tênis, Kid´s Club, piscina coberta e externa, Casino em estilo europeu, entre outros.

Site: www.mantraresort.com - www.puntafoodandwine.com

Programação Oficial do Evento – Punta Food And Wine 2011

11 de novembro – Sexta-feira
*Welcome to Punta – 21:30 – Local: Mantra Resort – US$60 por pessoa
12 chefs estrangeiros do Festival + seleção dos cinco melhores de Punta

12 de novembro – Sábado
*Una Vuelta al Mundo en Seis Cocinas – 13:30 – Local: AGROLAND, GARZÓN – US$80 por pessoa
Chefs Mara Salles (SP) + Pablo Gonzalez Conejero (Murcia) + Alejandro Digilio (BsAs) + Douglas Rodriguez (Miami) + Soledad Nardelli (BsAs) + Lucia Sorita (Pueblo Garzon)

*Sunset Drinks & Finger Food – 18h – Local: PLAYA VIK – US$60 por pessoa
CHEFS: Marcelo Bentancourt (Estancia Vik) + chef convidado internacional

*Uruguay Welcomes Great American Restaurantes – 21h30 – Local: Mantra Resort – US$140 por pessoa
Chefs Cedric Vongerichten (Perry Street, NY), Douglas Rodríguez (D. Rodriguez, Cuba) e Francois Payard (Payard Patisserie, NY)

13 de novembro – domingo – 
*Siete Fuegos by Francis Mallmann – 13h – Local: Pueblo Garzón – US$100 por pessoa
Chef: Francis Mallmann

Via: ParanaShop