search engine optimizationsubmit websiteemail extractor

Archive for maio, 2011


Se tem um nicho em que os vinhos são realmente trabalhados é o mundo dos (eno)blogs. O nível de profissionalismo de boa parte dos blogs, não apenas nos dá uma boa segurança no que tange a informações sobre o mundo dos vinhos, como também, na análise de uma infinidade de rótulos degustados.

Não bastasse isso, alguns blogs vêm se unindo para a realização de eventos de enogastronomia. Posso citar, por exemplo o Encontro de Vinhos (foto) realizado em São no dia 06 de agosto de 2010, organizado pelos bloggers Daniel Perches (Vinhos de Corte) e Beto Duarte (Papo de Vinho); e mais, recentemente, o Encontro de Vinhos OFF, que antecedeu a ExpoVinis.

O poder de mobilização dos enoblogs é tamanho que, por iniciativa de Alexandre Frias, do blog Diário de Baco, criou o portal ENOBLOGS, que não apenas congrega os mais importantes blogs do País, como tudo que é postado em um deles, é repassado aos demais em tempo real.

Outras ferramentas como twitter, Orkut, facebook e afins são comumente usadas como meios alternativos de divulgação.

Enfim, para quem tem curiosidade para aprender mais sobre o mundo dos vinhos, os enoblogs são, sem dúvida alguma, uma das melhores opções disponíveis.

Links interessantes:

http://www.enoblogs.com.br/

http://www.vinhosdecorte.com.br/

http://www.diariodebaco.com.br/

http://levinaublog.blogspot.com/

http://www.peqprazeres.blogspot.com/

http://www.vivendoavida.net/

http://www.decantandoavida.com/

Autor: Marcelo Carneiro / publicado neste mês

O excesso de álcool é prejudicial à saúde! Se beber não dirija!


Os vinhos e espumantes brasileiros estarão presentes na inauguração do novo campus do Grupo Universitário Estácio de Sá, que abriga os cursos de Gastronomia e Hotelaria internacionais em São Paulo. O evento, marcado para esta quarta-feira (dia 1º de junho),  contará com a presença do diretor geral da escola suíça de Lausanne, a mais tradicional de Hotelaria no mundo, Michel Rochat, e também o estrelado chef francês Alain Ducasse, criador da escola de formação de cozinheiros com seu nome. As celebridades participarão de uma grande festa no campus na Chácara Flora, para 500 convidados, que terão a oportunidade de degustar vinhos e espumantes de 11 vinícolas (Casa Valduga, Dezem, Don Giovanni, Don Guerino, Don Laurindo, Guatambu, Miolo, Pizzato, Salton, Sanjo e Suzin) reunidas pelo Ibravin (Instituto Brasileiro do Vinho). Os vinhos e espumantes serão harmonizados com pratos de jovens chefs brasileiros dedicados às novas escolas.  

A presença dos rótulos brasileiros no evento foi uma solicitação do famoso chef Alain Ducasse, que degustou os produtos verde-amarelos em 2008, no Sial (Salão Internacional da Alimentação) em Paris. “Na ocasião, ele gostou especialmente dos vinhos da Don Laurindo”, lembra o gerente de Marketing do Ibravin, Diego Bertolini. Dono de três restaurantes classificados com três estrelas pelo guia Michelin, Alain Ducasse visitou o estande do Wines of Brasil no Sial Paris, provando e aprovando o rótulo Don Laurindo Reserva Tannat. “Ele é macio e equilibradíssimo”, declarou, à época. 

Bertolini destaca que o Ibravin terá um estande Vinhos do Brasil no evento, que será realizado em dois andares do novo campus da Estácio em São Paulo. “Cada vinícola participante terá um balcão onde seus produtos poderão ser degustados pelos convidados”, explica. A Estácio de Sá é um dos maiores e mais conceituados grupos de ensino superior da América Latina, que completou 40 anos de atuação em 2010. As turmas dos dois cursos – Hotelaria e Gastronomia – tiveram início em março de 2011.

Fonte: Assessoria de imprensa / Orestes de Andrade Jr.

O excesso de álcool é prejudicial à saúde! Se beber não dirija!


Exibir mapa ampliado

É gentil da parte dos Borgonheses deixarem as coisas tão claras, não é mesmo? Os Borgonha Premier Cru sempre são melhores que os vinhos de comuna, e os Grand Crus são os melhores de todos, certo? Bom, não necessariamente. Em ordem de importância, estes são os critérios a serem seguidos quando se compra um vinho da Borgonha:

  • A reputação do produtor: Baseando-se nos vinhos que ele produziu nos últimos anos;
  • O ano da safra: A qualidade varia bastante de um ano para ano;
  • A denominação: O nome de comuna ou vinhedo e sua especificidade.

O produtor e a safra são consideravelmente mais importantes do que a denominação da Borgonha. As boas safras de Borgonha tinto são: 2003, 2002, 1999, 1997, 1996 e 1995. Para os brancos, as melhores foram 2002, 1999, 1997, 1996 e 1995.

O excesso de álcool é prejudicial à saúde! Se beber não dirija!

O Obra Prima Gran Reserva Familiar Maximus é um daqueles vinhos que impõem respeito. Garrafa robusta, pesada, rótulo brilhante, que chama pela beleza. É elaborado com um corte de 66% Malbec, 17% Syrah e 17% Cabernet Franc, que matura por 18 meses em barrica de carvalho francesa nova.

A Família Cassone conta com três vinhedos localizados a sudoeste da cidade de Mendoza, Luján de Cuyo, considerado como uma das melhores regiões da Argentina, da onde é extraído um dos melhores Malbecs do mundo.

Avaliação Pessoal: ST (92)

Visual vermelho vibrante, aromas de frutas vermelhas, baunilha e especiarias. Na boca mostra bom corpo, taninos macios, madeira na medida, fruta limpa de grande qualidade. Um vinho que se destaca pelo equilíbrio, dando bastante prazer na degustação.

Argentina – Mendoza – 14,5% – R$ 190,00 – Importador: Obra Prima

O excesso de álcool é prejudicial à saúde! Se beber não dirija!

Provar um vinho consagrado pela grande critica sempre causa uma grande expectativa. Neste caso específico, a minha curiosidade girava em torno deste Sauvignon Blanc, Casas Del Bosque Pequeñas Producciones Sauvignon Blac 2009, campeão no concurso da ExpoVinis 2011/SP, como melhor em sua categoria, aonde mesmo tendo participado do evento, não tive a oportunidade de degustar.

Casas del Bosque está localizado a 70 km de Santiago, capital do Chile, e a 30 km de um dos principais portos do Chile, Valparaíso. Ele foi concebido em 1993 para ser uma vinícola boutique família orientada exclusivamente para a produção de vinhos e de alta qualidade. O Vale de Casablanca, é um lugar privilegiado para a produção de vinhos brancos, sofre o efeito refrescante do Pacifico é hoje sem dúvida o mais indicada para seu cultivo da uva Sauvignon Blanc.

Avaliação Pessoal: ST (91)

Visual amarelo esverdeado, nariz bastante intenso com notas de cajá, manga e ervas. Na boca mostra acidez equilibrada, que proporciona muito frescor, boa fruta e uma persistência média. Um vinho bastante agradável, gastronômico, que poderia ser mais acessível, pois seu preço de R$ 130,00, assusta….

Chile – Casablanca – 100% Sauvignon Blanc – 3 meses em barrica – 13,4 – Importador: Obra Prima

O excesso de álcool é prejudicial à saúde! Se beber não dirija!

Confira reportagem na Olive Experience, evento de azeites que aconteceu em São Paulo. Além de aprender a degustar o nobre óleo da azeitona, conversaram com produtores no local, como o argentino José Alberto Zuccardi.

Adoro o jantar de sexta com meus amigos, é um dia esperado por toda semana. Já virou um ritual. Nesse dia aonde as esposas também vão, confraternizam, escolhemos sempre as nossas melhores garrafas não só para o nosso gosto, mais também pensando no gosto pessoal dos amigos, afinal conhecemos por muito tempo ou taças e queremos agradar.

Nesse final de semana um dos amigos levou uma garrafa do Almaviva 1998, vinho emblemático do Chile, de nível mundial, que levanta curiosidade e suspiros de qualquer amante do vinho. Talvez eu seja um abençoado por ter oportunidade de provar varias de suas safras em diversas oportunidades, no qual sempre fiquei satisfeito com a sua qualidade na taça.

Mais esta garrafa da safra 1998 se mostrou diferente de todas as outras já degustadas por mim até hoje. Simplesmente apagado. Ao ser colocado na taça sem decanter, procurei logo falar: o vinho esta apagado, temos que decantar. Mais mesmo depois de 1 hora de dacanter ele não mostrou a que veio, nem no nariz e nem na boca.

Bom, depois disso fiquei pensando, o que pode ter levado este vinho ficar assim. Safra ruim, adega, e até uma suspeita terrível de ser um vinho falsificado. Afinal a rolha não se mostrava estar infiltrada.

Mais é isso, foi somente um vinho top que decepcionou e nada mais. Estamos vivos…..!!!

O excesso de álcool é prejudicial à saúde! Se beber não dirija!

A convite da importadora Decanter (www.decanter.com.br), Gonzalo Guzmán, um dos mais reverenciados enólogos chilenos da atualidade, comanda dia 17 de junho, na Churrascaria Minuano (Av. Dante Michelini, 337, Camburi), em Vitória-ES, um jantar-degustação, aonde seus vinhos serão harmonizados com cortes de carnes especiais.

À frente da vinícola El Principal, situada no Vale do Maipo, Gonzalo representa nova fase da vinícola. Após muita expectativa os vinhos da El Principal recomeçaram sua trajetória de sucesso emplacando altas notas da Wine Advocate para seus vinhos, como os que serão servidos na noite, Memorias 2006 92RP e El Principal 2006 92+RP. Confira, acima (banner), os vinhos e o cardápio do jantar (ao preço de R$ 150,00 por pessoa). Reservas e outras informações: tel.(27) 9986. 60.41 ou [email protected]hotmail.com.

O excesso de álcool é prejudicial à saúde! Se beber não dirija!


É possível encontrar os seguintes termos em um rótulo de vinho espanhol:

Blanco: Branco

Bodega: Vinícola

Cosecha ou Vendimia: O ano da safra

Crianza: Para os vinhos tintos, isso significa que o vinho envelheceu por dois anos, com pelo menos seis meses em carvalho; para os brancos e roses, crianza significa que os vinhos envelheceram por um ano, com pelo menos seis meses em carvalho. (Algumas regiões tem padrões mais severos).

Reserva: Os reservas tintos devem envelhecer por no mínimo três anos, incluindo um ano em carvalho; os reservas brancos devem envelhecer por dois anos, incluindo seis meses em carvalho.

Gran Reserva: Devem envelhecer pelo menos mínimo cinco anos, incluindo um mínimo de dois anos em carvalho; os gran reservas brancos devem envelhecer por pelo menos quatro anos antes do lançamento, incluindo seis meses em carvalho.

O excesso de álcool é prejudicial à saúde! Se beber não dirija!

Quando comprei algumas garrafas desse vinho um ano atrás, confesso que quase as devolvi. Achei um vinho muito bombado, com a fruta em excesso, enjoativo. Mais ontem ao degustar esta garrafa com um grupo de amigos, mudei de opinião. Acho que um ano de garrafa lhe fez bem!

A vinícola Haras de Pirque foi criada em 1991 pelo empreendedor Eduardo Matte, localizada no vale Maipo, ao sul do Rio Maipo, entre 550 e 660 metros acima do nível do mar, com uma parte aos pés das Cordilheiras dos Andes. Essa região vinícola foi batizada com o mesmo nome do rio. Seu solo limo-argiloso e clima semi-árido de característica mediterrânea favorecem uma maturação mais lenta e a produção de uvas de grande qualidade.

Avaliação Pessoal: ST (90)

Linda coloração sangue, aromas característicos da uva Shyrah, fruta madura, pimenta do reino e alguma erva. Na boca mostra taninos doces e domados, confirma o nariz com boa fruta, média acidez, boa persistência e uma parceria bem legal com um prato abaixo.

Chile – Maipo – 85% Syrah e 15% Cabernet Sauvignon – 14 meses em barrica – 14,5%


O excesso de álcool é prejudicial à saúde! Se beber não dirija!