search engine optimizationsubmit websiteemail extractor

Archive for janeiro, 2011

Mais dois rótulos espanhois degustados por estes dias na Grand Cru Vitória. Desta vez a região foi Rioja, maior produtora de vinhos da Espanha, seguida po Ribera del Duero e Priotat. A região é dividida por três distritos, Rioja Alavesa, Rioja Alta e Rioja Alta.     

A uva tinta predominante é a tempranillo, mais as regras da região permitem mais três uvas “tintas”, Garnacha, Graciano e Mazuelo, na composição do vinho. Fugindo a regra, alguns produtores usam a Cabernet Sauvignon também no vinho.

Os vinhos de Rioja são classificados como:

Crianza: amadurecem por dois anos, um em bariil e um ano em garrafa.

Reserva: amadurecem por tres anos, dois em barril e obrigatoriamente um em garrafa.

Gran Reserva: amadurecem por cinco anos, dois em barril e mais tres em garrafa.

Para informações sobre a vinícola, visite o seu site: http://www.herascordon.com

Heras Cordon Reserva 2004 – 85% Tempranillo, 10% Mazuelo e 5% Graciano – Rioja – 13% Alc – ST (91) RP (92) – 120,00

Visual já mostrando ligeira evolução, aromas característicos de frutos secos, caramelo, baunilha e carvalho. No palato se mostrou elegante, equilibrado, taninos suaves, acidez viva com retrogosto frutado e uma boa persistência.

Heras Cordon Vendimia Seleccionada 2007 – 85% Tempranillo, 10% Mazuelo e 5% Graciano – Rioja – ST (88) RP (90) – 78,00

Visual acastanhado, aromas de fruta madura, ameixa em calda, cereja, baunilha e uma leve especiaria. No paladar se mostrou ainda novo, com taninos firmes, acidez viva, acredito ser um vinho com boa capacidade de evolução.

Com a compra do iPad e do iPhone comecei a buscar formas de aproveitar melhor sua funcionalidade e comodidade. Uma delas muito importante para nós blogueiros é editar e transferir postagens do aparelho direto para o nosso Blog.

Parti então a loja iTwon da Apple a procura de um aplicativo de integração para blog. Bom, não foi fácil, nenhum consultor sabia. Ligamos para o 0800 da Apple e após 22 minutos de espera em sua central desisti, pois também por lá não conseguiram me atender.

Hoje ao pesquisar por conta própria achei este aplicativo que integra varias plataformas. O nome é BlogPress CLT Studio. O valor é 2,99 dólares.

Plataformas compatíveis:

- Blogger / Blogspot – MSN Live Spaces – WordPress – Movable Type – TypePad – LiveJournal – Drupal – Joomla – Tumblr – Squarespace – My Opera

A princípio achei bem legal, fiz a integração, testei e agora estou me adaptando aos formatos dos textos e fotos.

Semana passada, junto a um grupo de apreciadores da bebida de Baco provei dois rótulos da Bodegas Campiña, Espanha.

Os vinhos tem um custo x beneficio real, além de notas relevantes de Jay Miller responsável pelas avaliações dos vinhos espanhóis para E- Robert Parker.

A região do Toro vem se destacando depois de anos perdidos, aonde se recupera apoiado na explosão dos vinhos espanhóis.

O clima quente e o Solo liberam características únicas aos seus vinhos, que se apresentam potentes e tânicos, diferente dos demais vizinhos. A uva Tempranillo é a mais plantada e importante na região, assim determinado pela D O (denominação de origem do Toro), 75% da Tempranillo na composição do vinho.

Os vinhos são importados pela Grand Cru no Brasil, que podem ser encontrados em vitória na sua franquia local.

Sabor Real /Jovem 2008
– 100% Tempranillo – Toro – 14,5% Alc – ST (90) RP (90) – R$ 35,00 – Grand Cru

Visual preto com borda roxa, aromas de frutas maduras escuras, amora, cereja, café e um toque mineral. O paladar confirma a boca mostrando muita fruta, taninos firmes, acidez presente com boa qualidade e uma persistência media+.

Sabor Real / Viñas Centenárias 2007 – 100% Tempranillo – Toro – 14% Alc – ST(89) RP (91) –R$ 49,00 – Grand Cru

Visual escuro, aromas de fumaça, terra, frutas vermelhas e carvalho leve. No paladar mostrou taninos macios, acidez presente, retrosto frutado, álcool não aparente e um bom final de boca.

O Chef Alex Jorge ensina passo a passo como fazer ceviche com o toque “wasabiano”, igual ao que tem no seu restaurante de comida japonesa e contemporânea Wasabi.

Cassoulet é um prato típico Francês parecido com a nossa feijoada. Leva feijão branco, pato, carne de porco, cordeiro, lingüiça e demais ingredientes. É servido em uma caçarola de barro de onde deriva o nome. Assista o vídeo aonde o chefe Geraldo Rodrigues do restaurante Freddy nos explica o pulo do gato.

Abrir uma garrafa do Aalto PS 2005, para quem conhece sabe que é somente para um momento especial. Este ícone da Ribera Del Duero, Espanha, é um “orgasmo” como disse um amigo na mesa. Como já estava em divida com Humberto Freire que gostaria muito de conhecer o vinho, que mesmo indo a Espanha não conseguiu comprá-lo, juntando a comphania de pessoas do mais alto nível entendi ser o melhor momento para apreciá-lo. Então partimos para o restaurante Tauros, a melhor carne “indiscutível” da cidade, aonde levei uma Veuve Clicquot Ponsardin para lavar a serpentina e o PS.

A bodega Aalto é relativamente nova, foi fundada em 1998, por Mariano Garcia que para quem não sabe foi por 30 anos enólogo da Bodega Vega Sicilia, em sociedade com Javier Zaccagnini, diretor da D.O de Ribera Del Duero. Sua área é de 42 hectares de vinhedos próprios com idade em média de 60 anos.

A safra 2005 tem 100% de Tempranillo, passa por 32 meses em barris de carvalho 70% novos.

A orientação é para beber de 2018-2040, mais antecipamos esta data para 2011…rsrsrs

Avaliação Pessoal:

Com uma coloração linda de rubi forte, nariz apresentou aromas de frutas negras, baunilha, coco, violetas, tabaco, caramelo….. No Palato grande potência sem deixar a elegância de lado, um verdadeiro veludo com sabores de baunilha e alcaçuz. O equilíbrio é seu outro forte, um tripé perfeito entre taninos, acidez e álcool.

Espanha – Ribera Del Duero – 100% Tempranillo – 15% Alc – ST (99+) RP (98) – importador Peninsula

Humberto, Baracho, Cacá e Aurélio

Veja neste vídeo um dia de colheita na vinícola Fundação Eugênio de Almeida, com o enólogo do Ano pela revista Wine Pedro Baptista que acompanhou e comentou todo o processo.

Como eu sempre falo, estar no lugar certo e na hora certa. Ontem á noite finalizando uma degustação na loja da Grand Cru em Vitória de novos rótulos tivemos uma agradável surpresa. Um confrade a mesa pede para falar, avisa que está com um vinho á cegas para apresentar. Pelo nível do confrade a expectativa era de ser um rótulo de grande qualidade. Logo fomos questionados para responder sobre as suas características safra, país e região. Ele tinha aberto o vinho em casa aonde colocou uma rolha de Don Melchor que no inicio da degustação jogou a mesa para confundir os confrades, e deu certo, alguns ficaram logicamente sugestionados, não sabendo que era uma pegadinha.

Château Palmer Gran Vin é um Troisièmes Cru, classificação 1855 de Bordeaux, se localiza em Margaux, uma comuna de Médoc, margem esquerda.

A safra 1999 foi considerada 7 em 10. Veja o que o site na vinícola fala desta safra: “Durante a maturação que se seguiu, em Palmer ocorreu uma concentração rara e natural, juntamente com alterações fisiológicas habituais: o que resultou em excepcional riqueza de açucares”.

Avaliação pessoal:

Visual ainda muito escuro, com leve borda acastanhada, aromas encantadores de tabaco, cedro, ameixa em calda, hortelã, especiarias…..No paladar mostra uma qualidade inquestionável, acidez viva, taninos ainda mordendo, confirmando o nariz com uma madeira na medida, fruta presente mais contida com uma persistência longa. Um belo vinho!!!

França – Bordeaux / Margaux – 48% Cabernet Sauvignon, 46% Merlot e 6% Petit Verdot – 12,5% – ST (94+) RP (95)

Há maioria dos enófilos que conheço colecionam rolha, inclusive eu. Vai ai algumas idéias para decorar sua casa aproveitando seu estoque!!!


Hoje vejo muitas pessoas que gostam de vinho mais não tem um conhecimento básico. Recebo sempre emails pedindo para indicar um bom curso.

Como os meus leitores 50% são da cidade de São Paulo, vai ai uma ótima dica de curso para sua iniciação ao mundo do vinho.

A Winet é uma empresa de assessoria e consultoria que leva o mundo do vinho de uma forma fácil, interativa, criativa e instrutiva a empresas e consumidores finais.

Seu idealizador é o publicitário André Rossi, formado pelo instituto inglês Wine&Spirits Education Trust (WSet), a mais reconhecida instituição de ensino de vinhos no mundo, tendo também viajado e visitado mais de 20 vinícolas no Brasil e no exterior, como Chile (Vales do Maipo, Aconcágua e Colchagua), Argentina (Mendoza) e Itália (Piemonte, Lobardia e Toscana).

Em 2008 anos criou o blog EnoDeco que é hoje o blog oficial de vinhos do portal R7 (www.R7.com/enodeco), um dos blogs de vinho mais acessados do Brasil, e que já foi indicado pelo Guia 4 Rodas 2009 como um dos 10 melhores eno-blogs do Brasil. É fundador e membro de 2 Confrarias ativas, a Confraria dos Amigos (3 anos) e a Confraria dos Publicitários (2 anos).

Veja aqui fotos dos cursos e eventos já realizados:

André Rossi – – www.winet.net.br – (11) 8126-3322