search engine optimizationsubmit websiteemail extractor

Archive for outubro, 2010


Meus amigos, está chegando a hora da 2° feira de Vinhos Biodinâmicos, Orgânicos, Biológicos e Naturais que será realizada nos dias 8 e 9 de novembro no Casa da Fazenda, Morumbi em São Paulo. O evento contará com a ilustre presença de Andreas Larsson, eleito o melhor Sommelier do mundo em 2007, será um dos anfitriões.

Acabo de receber a informação que mais 10 vinícolas confirmaram presença no evento, entre elas estão:

Chile: Antyal de Espinoza e Sigla / Espanha: Zerberos , Bodegas Frederico Schatz de Ronda e Raúl Pérez vinhos de toda Espanha /França: O Lançamento do conceito (Wine in Tube) pelo Château Guiraud ( Sauternes) ( degustação a vontade de safras verticais) / Argentina: Bodega Alpamanta vinho produzido pelo Alvaro Espinoza.

E terá mais surpresas, recebendo as novidades estarei postando para todos aqui no Vivendo a Vida. As outras vinícolas já confirmadas e demais informações, você encontra aqui:

Os convites podem ser adquiridos na Casa do Porto (alameda França 1225 – fone 11-3061 3003, De la Croix importadora, Vinissimo, Casa Flora) estes grandes apoiadores junto com Arthur Azevedo- ABS São Paulo e Revista Wine Style.

Acabo de receber as fotos da viagem para Itália dos amigos e confrades Flavio Maraninchi, Ubiricilas Polido, Amadeu Maciel. Para começar, foram recebidos pessoalmente por nada mesmos que Franco Biondi Santi.

Toda a propriedade, que agora ocupa 47 hectares na Greppo e 105 na Pieri, abrange uma área de 25 hectares de vinhedos cultivados com Sangiovese Grosso, cinco dos quais são o lar de vinhas muito velhas (de 1930 a 1970), com oito hectares de idade vinhas (1988-1989), seis hectares de vinhas plantadas recentemente (2000/2001) e seis hectares de vinha muito novo (2004-2006).

Lá tiveram a oportunidade de provar seus vinhos que representam toda a tipicidade de seu terroir. A viagem não parou por ai, seguiram para vinícolas Rocca delle Macìe, Savoia, Pio Cesari e Bava, onde foram recebidos de forma primorosa.

Assinando o livro de presença

Ubiricilas, Franco Biondi Santi, Flavio e Amadeu

A prova dos Brunellos. Será que estava bom?!!!

Nesse enorme barril contem uma jóia!!!

O que será que tem nessa caixinha heim Dr. Flavio?


Na noite de ontem provei o “Best Buy” Prazeres da Mesa do mês de setembro. O vinho foi Quinta das Estrémuas Dão Doc 2005.

A pergunta que todos fazem na boca miúda é: As avaliações das revistas em geral tem credibilidade? São corretas?

Bom, neste caso o belo vinho da região do Dão em Portugal ficou em quarto na colocação geral com 89pts e o primeiro colocado com 91 pontos, ficando também na frente de vinhos com valores até 5 vezes maiores.

Resumindo, concordo com a avaliação da revista. Se é melhor que os outros em prova só eles puderam avaliar, mais que é um “Best Buy” não tenho a menor duvida. Vale a pena provar.

Avaliação Pessoal:

O vinho se mostrou com fruta muito boa, equilíbrio evidente entre tanino, acidez e álcool, com persistência longa. Um vinho gastronômico que pede refeição.

Portugal – Dão – Touriga Nacional, Afrocheiro, Tinta Roriz e Jean – 13% – R$39,00 – Grand Cru – ST(90)

Veja a lista completa dos vinhos avaliados por ordem decrescente de pontuação:

  • 91- Quinta de Saes Reserva Estagio prolongado 2006 – U$$53,90 – Mistral
  • 91- Callabriga Dão 2004 – R$93,00 – Zahil
  • 90- Quinta da Falorca Reserva 2003 – R$117,00 – World Wine
  • 89- Quinta das Estrémuas Dão Doc 2005 – R$39,00 – Grand Cru
  • 89- Quinta Mendes Pereira Reserva 2005 – R$119,00 – Malbec do Brasil
  • 89- Pape 2005 – U$$129,50 – Mistral
  • 89- Dão Alvaro Castro 2005 – U$$37,35 – Mistral
  • 88- Quinta da Bica Colheita – R$112,00 – Enoteca Fasano
  • 88- Callabriga Dão Reserva – R$165,00 – Zahil
  • 88- Porta dos Cavaleiros Reserva 2007 – U$$ 52,90 – Vinci
  • 88- Lokal Silex 2008 – R$144,00 – Casa Flora/Porto a Porto
  • 88- Casa de Santar Superior 2001 – R$71,50 – Santar
  • 87- Quinta da Pellada 2004 – U$$135,50 – Mistral
  • 87- Dão Jaen 2003 – R$146,45 – Decanter
  • 86- Quinta da Garrida Reserva 2004 – R$105,50 – Épice
  • 86- Quinta do Cerrado 2007 – R$54,50 – Adega Alentejana
  • 86- Casa de Santar Reserva 2004 – R$91,00 – Santar
  • 86- Quinta Mendes Pereira Garrafeira 2004 – R$125,00 – Malbec do Brasil
  • 85- Quinta do Cerrado Reserva 2005 – R$66,90 – Adega Alentejana

Hoje tem festa no blog Vivendo a Vida. Entre pegue sua garrafa de Dom Pérignon e aumente som!!! 


Já está no Brasil o paraense Dirceu Viana, o único brasileiro com título Master Of Wine do Brasil. Dirceu comandará hoje a terceira etapa do curso Wine & Spirit Education Trust para trinta privilegiados. Se ficou interessado, apesar do valor de Rs$3.500 reais as vagas para os cinco dias de aluas já estão ESGOTADAS!!!

Mais informações sobre o curso:

Via: MQ


Ontem falei sobre o resultado do Top Five, colocando os cinco melhores vinhos () na avaliação dos presentes na mesa. Hoje posto para o conhecimento de todos a lista completa com todos os vinhos participantes da avaliação Top Five do evento Encontro de Vinhos em Ribeirão Preto. Logicamente em todas as avaliações sempre há divergência de notas, afinal a princípio vinho é gosto pessoal. E foi por esse motivo que decidi colocar a minha avaliação. No total foram 24 vinhos, sendo 2 espumantes, 1 branco, 21 tintos e 1 sobremesa. Segue a relação por ordem crescente de pontuação:

  1. 84pts – Chatêau L´Estang 2006 – Côtes de Castillon – Bordeaux
  2. 85pts – Maurleo 2007 – Toscana – Itália
  3. 86 pts – La Fortuna Sauvignon Blanc 2009 – Lontue Valley – Chile
  4. 86 pts – Simonsig Brut 2007 – Africa do Sul
  5. 87pts – Terre di Ginestra 2006 – Nero D Avola, Syrah – Sicilia
  6. 87pts – Chàteau Lambertin Thomas 2005 – Cotês de Bourg – França
  7. 88pts – Puerto Salinas 2004 – D. O. Alicante – Espanha
  8. 88pts – Crane Lake 2006 Zinfandel – California – Napa Valley
  9. 88pts – Rastros do Pampa Cabernet Sauvignon 2009 – Don Pedrito – RS – Brasil
  10. 88pts -Domaine Pasqua Chardonnay Vin Doux – Córsega – França 
  11. 89pts – Viniterra Carmenére 2007 – Lujan de Cuyo – Mendoza
  12. 89pts – Cava de Los Andes Malbec 2007 – Lujan de Cuyo – Mendoza
  13. 89pts – Don Diego Cabernet Sauvignon 2009 – Catamarca – Argentina
  14. 90pts – Lidio Carraro Merlot 2005 Grande Vindima – Encruzilhada do Sul – RS – Brasil
  15. 90pts – Cinco Tierras Cabernet Sauvignon 2006 – Mendoza – Argentina
  16. 90pts – Quinta da Mimosa 2007 Castelão – Setubal – Portugal
  17. 90pts – Sutil Reserva Carmenére 2006 – Colchagua Valley – Chile
  18. 90pts – Cesari “Bosan” Amarone della Valpolicella 2001- Itália
  19. 90pts – Valdelacasa 2006 – Tempranillo – Toro – Espanha
  20. 90pts – Arboleda Carmenére 2007 – Colchaga Valley – Chile
  21. 90pts – Quinta do Serrado 2005– Dão – Portugal
  22. 90pts – Tabali Reserva Especial 2007 Corte – Limarí Valley – Chile
  23. 90pts –Kingston Lucero Syrah 2008 – Chile – Casablanca
  24. 91pts – Casa Valduga Espumante 130 anos Champenoise – Vale dos Vinhedos – Bento Gonçalves – Brasil



Acabo de chegar ao hotel e gostaria antes de anunciar os 5 vinhos ganhadores do Encontro de vinhos, gostaria de parabenizar a dupla de sucesso Beto Duarte e Daniel Perches. O evento de Ribeirão Preto foi um sucesso em todos os sentidos. A cidade de Ribeirão estava precisando de um evento como esse. A partir de amanhã estarei postando fotos e comentários sobre a feira. Como já recebi diversas solicitações de amigos que não puderam estar no evento, vai ai o resultado TOP FIVE onde junto ao um grupo de enófilos participei como avaliador dos vinhos:

Os cinco melhores vinhos (TOP FIVE)

1° Lugar: Cesari “Bosan” Amarone della Valpolicella 2001- Itália – Importadora Max Brand – ST(90)

2° Quinta da Mimosa 2007 Castelão – Setubal – Portugal – Importadora Hestia – ST(90)

3° Domaine Pasqua Chardonnay Vin Doux – Córsega – França – Importadora Empório Sorio – ST(88)

4° Cinco Tierras Cabernet Sauvignon  2006 – Mendoza, Argentina – MS Import – ST(90)

5° Crane Lake 2006 Zinfandel – California – Napa Valley – Wine Experience – ST(88)    

Aproveitando o Encontro de Vinhos em Ribeirão Preto decidi em conjunto com amigos colocar o papo em dia. Como um bom papo sempre combina com boa comida e bons vinhos, partimos para o restaurante Cabaña que foi recomendado por Daniel Perches. O restaurante especializado em carnes nobres faz parte do grupo Jops que comanda outras três casas na cidade, Na onda do Peixe, Picanha Fatiada e Yakin Sushi Bar.

Levei na mão uma garrafa de Batasiolo Barbaresco 1997 e Silvia Franco uma nova amiga, levou um Le Corti Chianti 2005. Os dois vinhos cumpriram seu papel de agradar o paladar de todos dentro de suas características.




Quanto a carne decidimos participar do rodízio, que diferente das churrascarias convencionais é servido em tiras. Entre, Bife de Chorizo, Tapa de quadril, T- Bones, Vacio (fraldinha), Lomo (filé mignon), Bife de Tira (Picanha), Prime Ribe (Costela), a carne que mais gostei foi o Bife Ancho( Foto Abaixo), estava suculento e no ponto….fantástico!!!


Bife Ancho


Petit Gateou



Beto Duarte, Silvia Franco e Daniel Perches

Quando for a Ribeirão Preto faça uma visita, o atendimento é 10 –

Na minha opinião a Fraldinha é melhor que qualquer outra carne. Quando chego a uma churrascaria sempre estou a sua procura. Nada melhor aprender com  Bassi, que em 1967, inventou o corte conhecido como “fraldinha” a preparar de forma correta, tem uma ótima dica, assista o vídeo e verá!

Na semana que passou fui apresentado na casa de um amigo ao mundo do vinho doce da Áustria. Grata surpresa, de modo geral, as classificações utilizadas para os vinhos austríacos representam diferentes “denominações de qualidade”. Eles variam de Tafelwein (vinho de mesa) para Trockenbeerenauslese (realmente vinho doce). Aprenda mais sobre os vinhos Austríacos aqui .

Alois Kracher – Considerado por muitos como o maior produtor do país, o falecido Alois Kracher era o nome na cena do vinho austríaco. Alois era na verdade o eixo de três gerações que cuidaram do patrimônio da família, que fica junto ao lago Neusiedl, na fronteira austro-húngara.

Avaliação Pessoal:

Maravilha, visual âmbar grudando na taça, aromas complexos e intensos de damasco, casca de laranja, mel, caramelo, lembrando um bom moscatel. Na boca mostra untuosidade aliado a uma grande acidez, álcool não aparente com final de boca muito longo. Quando se deparar com um Kracher pela frente, não tenha duvidas, aproveite a oportunidade.

Áustria – Burgenland – 100% Traminer (Gewurztraminer) – 11% Alc – ST(96)