search engine optimizationsubmit websiteemail extractor

Archive for fevereiro, 2010

Em Nosso segundo encontro da confraria dia 24/02/2010 na Ville du Vin em Vitória, foi definido um tema secreto selecionado por Alvanir e um dos seus consultores de venda. Este estilo de degustação as cegas é o padrão adotado pela confraria pois é uma forma mais didática que achamos para treinar nossos sentidos. Em primeiro tentamos avaliar se era do novo mundo ou velho mundo, passando para os países, safras e regiões. Os vinhos eram espanhóis de uvas não tradicionais deste pais, fazendo com que os confrades se confundisse nas opiniões. Incrível com os vinhos feito com corte mascara o País. Todos os três vinhos estavam muito bons.

1) Rivola 2004 – Abadia Retuerta – Tempranillo 60% e 40% Cabernet Sauvignon – 14% alc – Sardon del Duero – 96,00
Nenhum deles denotavam ser da Espanha, mais depois de revelado o país era o que mais se aproximava. Sendo o visual mais claro da mesa e tendo 60% de Tempranillo no corte. Um bom vinho tendo como forte sua acidez. ST(89)

2) Javier Asensio Reserva 2001 – 60% Cabernet Sauvignon e 40% Merlot – 13,5% alc – Navarra- 123,00

O que mais me agradou na mesa com grande conjunto aromas muito bons, corpo e persistência idem e acidez para uma bom prato. ST(92+)

3) Pago de Cirsus Vindima Selecionada – Tempranillo 40%, Merlot 40% e Cabernet Sauvignon 20% – 14,5% alc – 72,30

Um Bast Buy bem superior a sua faixa de preço, agradou bastante a todos também pelo conjunto. Um vinho Honesto. ST(90)

Alvanir, Weligton, Silvestre, Aldir e Lula.

Em Nosso segundo encontro da confraria dia 24/02/2010 na Ville du Vin em Vitória, foi definido um tema secreto selecionado por Alvanir e um dos seus consultores de venda. Este estilo de degustação as cegas é o padrão adotado pela confraria pois é uma forma mais didática que achamos para treinar nossos sentidos. Em primeiro tentamos avaliar se era do novo mundo ou velho mundo, passando para os países, safras e regiões. Os vinhos eram espanhóis de uvas não tradicionais deste pais, fazendo com que os confrades se confundisse nas opiniões. Incrível com os vinhos feito com corte mascara o País. Todos os três vinhos estavam muito bons.

1) Rivola 2004 – Abadia Retuerta – Tempranillo 60% e 40% Cabernet Sauvignon – 14% alc – Sardon del Duero – 96,00
Nenhum deles denotavam ser da Espanha, mais depois de revelado o país era o que mais se aproximava. Sendo o visual mais claro da mesa e tendo 60% de Tempranillo no corte. Um bom vinho tendo como forte sua acidez. ST(89)

2) Javier Asensio Reserva 2001 – 60% Cabernet Sauvignon e 40% Merlot – 13,5% alc – Navarra- 123,00

O que mais me agradou na mesa com grande conjunto aromas muito bons, corpo e persistência idem e acidez para uma bom prato. ST(92+)

3) Pago de Cirsus Vindima Selecionada – Tempranillo 40%, Merlot 40% e Cabernet Sauvignon 20% – 14,5% alc – 72,30

Um Bast Buy bem superior a sua faixa de preço, agradou bastante a todos também pelo conjunto. Um vinho Honesto. ST(90)

Alvanir, Weligton, Silvestre, Aldir e Lula.

Descrição MF:


Visual amarelo tendendo ao ouro com perlage fina e persistente.
Nariz adamascado com nuances de nozes e amêndoas e ligeiros traços de mel.
A boca, seca, confirma o nariz com maciez beirando a untuosidade, boa acidez e ótima persistência.
Um Champagne que toma conta do palato e que, embora já apresente boa complexidade de aromas e sabores, tem potencial para evoluir por mais alguns bons anos.

Agrapart $ Fils Champagne Mineral Grand Cru Blanc de Blancs Extra-Brut 2002
França – Champagne 100% Chardonnay
Álcool: 12º
ST(90)

Marques de Murrieta Castillo Ygay Gran Reserva Especial Cosecha 1975
Espanha – Rioja
Tempranillo, Garnacha, Mazuelo e Graciano.
Álcool: 13º
ST(93)
Mais uma safra degustada deste magnífico vinho. Já estou ficando mau acostumado !
Agora para degusta-lo deu trabalho. Veja na descrição de MF:
Rolha negra, totalmente infiltrada e “fundida” ao gargalo, o que impossibilitou a sua retirada, mesmo com o saca-rolhas de lâminas. Fomos obrigados a empurrá-la para dentro da garrafa.
Visual rubi com reflexos granada e halo atijolado. Límpido e muito translúcido. Nariz de frutas vermelhas maduras, especiarias, madeira e discreto traço floral. A boca confirmou o nariz com taninos nada agressivos, excelente acidez e ótima persistência.
De início, não evidenciou a mesma pungência aromática e maciez em boca apresentada pelo Viña Pedrosa. Mas com o tempo, as frutas foram migrando para a forma de geléia e o nariz foi se mostrando bem mais franco. Ao final da noite, quando o exemplar da Ribera já começava a perder um pouco do seu encanto, este deixava a impressão de que ainda precisaria de muito tempo para que começasse a dobrar os joelhos. Me pareceu um vinho com uma espinha dorsal mais íntegra, principalmente por conta da excelente acidez verificada.

 

Coando o vinho !
 
 
 
 
 
 
Segue a lista por ordem de pontuação:
95 Manso de Velasco Cabernet Sauvignon 2006, Curíco
94 Carmin de Peumo Carmenére 2007, Peumo
94 Erasmo 2006, Maule
94 Maycas de Limarí Reserva Especial Syrah 2007, Limarí
93 Lazuli Cabernet Sauvignon 2005, Maipo
93 Carmen Wine Makers Reserva 2004, Maipo
93 Casa Silva Microterroir Carmenére 2005, Colchagua
93 Terrunyo Cabernet Sauvignon 2007, Pirque
93 Lota Cabernet Sauvignon – Merlot 2007, Maipo
93 Albis Cabernet Sauvignon – Carmenére 2006, Maipo
93 Kingston Bayo Oscuro Syrah 2007, Casablanca
93 Casas del Toqui Prestige Cabernet Sauvignon 2005, Cachapoal
93 House of Morandé 2006, Maipo
93 Laberinto Cabernet Sauvignon Cabernet Sauvignon – Merlot 2007, Colbúm
93 Casa Real Reserva Especial Cabernet Sauvignon 2005, Maipo
93 Triple C 2006, Maipo
93 Zavala 2007, Maipo
93 Villard Tanagra Syrah 2007, Casablanca

Segue a lista por ordem de pontuação :
94 Cipreses Vineyard 2009, Lo Abarca
94 Laberinto 2007, Colbún
93 P.Producciones 2009, Casablanca
93 Terrunyo 2008, Casablanca
93 Morandé Edición Limitada 2008, Casablanca
93 Tabalí Reserva Especial 2009, Limarí
92 Claliterra Tributo Single Vineyard 2009, Leyda
92 Casa Marín Laurel Vineyard 2009,  Lo Abarca
92 Casa Silva Cool Coast 2009, Paredones
92 Catrala 2009, Casablanca
92 Chocalán Malvila 2009, San Antonio
92 Cono Sur 20 Barrels 2009, Casablanca
92 Errazuriz Reserva 2009, Casablanca
92 Amayna B. Fermented 2006, Leyda
92 Garuma 2009, Leyda
92 Maycas del Limarí Reserva Especial 2009, Limarí
92 Wiliam Cole Alto Vuelo 2009, Casablanca

Nesta lista houve um empate entre primeiro e segundo lugar. O Laberinto para mim é uma novidade, não conheço, se alguém souber onde comprar no Brasil por favor informe.

Richard Geoffroy, como Chef Dom Pérignon’s de Cave, é o único responsável por decidir se deve ou não declarar um Dom Pérignon Vintage.
Como ele lidar com esta pesada responsabilidade? “Ele não deve se tornar uma obsessão”, diz ele, “ou ele seria um forte obstáculo para a ação. O compromisso total é o melhor antídoto para o estresse, a maneira mais eficaz de esquecer a pressão. “

Acesse o blog

Segue a lista dos melhores chardonnays do guia de vinhos chilenos por Patricio Tapia :

93 Aquitania Sol de Sol 2007, Traiguèn
92 Maycas del Limarí Quebrada Seca 2007, Ovalle
92 Maycas del Limarí Reserva 2008, Limarí
91 Alto Las Gredas Gran Reserva 2008, Cautín
91 De Martino S.Vineyard Quebrada Seca, 2008 Limarí
91 Villard le Gran Vin 2005, Casablanca
90 Catrala Gran Reserva L. Edition 2007, Casablanca
90 Concha y Toro Amelia 2008, Casablanca
90 Concha y Toro Marques de Casa Concha 2008, Pírque
90 Cono Sur 20 Barrels 2008, Casablanca 
90 Tabalí Reserva Especial 2008, Limarí
90 Tamaya W. Selection Quebrada Seca 2008, Limarí 

Muito delimitadas por vinhas e produção muito limitada, este vinho é o resultado de um trabalho que começou há 11 anos viajando de norte a sul do Chile e as uvas vinificadas de mais de 350 terroir distintos. Destes apenas algumas foram selecionadas a fim de tornar este vinho um verdadeiro reflexo de onde eles vêm. As uvas vêm de vinhas mais próxima ao Oceano Pacífico, no vale do Limarí, o terreno tem cascalho e argila.
Se mostrou com coloração amarelo claro, com notas tostadas de inicio, passando para frutas como pêssego e abacaxi. Bom corpo, fresco com uma ótima acidez, mas com final curto. Ficou em quinto lugar no ranking descorchados 2010, com 91 pontos. Concordo a mesma minha ST(91).
Programa Vinhos por Adriana Grasso na allTV – 18/02/2010 de Adriana Grasso Ligado Vimeo.
Todo mundo tem uma receitinha caseira para curar o problema, por isso assista este vídeo e saiba as verdades sobre o tema, vale a pena!