search engine optimizationsubmit websiteemail extractor

Archive for setembro, 2009

Expand vitoria continua com muitas ofertas que vale apena conferir:

Norton privado: 125,87 por 87,80
Q merlot 95,00: por 57,00
Prosseco rustico: 78,00 por 45,00

www.expand.com.br

FLUTE FAZ JANTAR HARMONIZADO COM PRESENÇA DE
LUCIANO VIAN, DA DON GIOVANNI

A Champanharia Flute fará no dia 28 de setembro, às 20 horas, seu primeiro jantar harmonizado para 30 pessoas, com a presença do enólogo Luciano Vian, da vinícola Don Giovanni, do Sul do País. Para o jantar, os Chefs Leonardo Tubino e Eduardo Rezende elaboraram o menu com entrada, dois pratos principais e sobremesa harmonizados com espumantes charmat, champenoise e moscatel
O jantar terá início com uma Mil folhas de abacate com manjericao e tomate cereja confitado, harmonizado com o espumante Stravaganzza brut charmat. O primeiro prato quente da noite será uma Trilogia de frutos do mar (tartar de salmão e pepino, vieiras com espuma de espumante rosé e mexilhões na concha com manteiga de ervas), harmonizado com o Don Giovanni Brut Champenoise.
Na seqüência, Leonardo Tubino vai apresentar o Pato confit com galette de batatas ao molho de cerveja preta, acompanhado do Olivier Anquier Brut champenoise. Fechando a noite, será servido de sobremesa a Trilogia ONU (blondie brownie, Black brownie, cup cake chai), acompanhado de um Don Giovanni Moscatel.
Luciano Vian é enólogo desde 1991, com participações nos principais eventos da área no País, como Degustador de Seleção das Avaliações Nacionais de Vinhos 1999, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004, em Bento Gonçalves; do Concurso Internacional de Vinhos do Brasil 2002, no Rio Grande do Sul, além de participações internacionais em eventos como Degustador do Vinandino 2001 – Mendoza, Argentina; Degustador do Bacchus 2002, em Madri, Espanha, e este ano foi Degustador do Concurso Internacional de Vinhos da Grécia.

A Don Giovanni é uma tradicional vinícola instalada em Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul, que tem um papel fundamental na economia daquele local. A família sempre teve tradição em trabalhar com bebidas. Na “Granja” Don Giovanni foi feito o primeiro processo de envelhecimento em barril de carvalho no Brasil, em 1972. Hoje a vinícola é administrada pela quarta geração, tendo a frente o Diretor André Dreher Giovannini.
JANTAR HARMONIZADO CHAMPANHARIA FLUTE – Dia 28 de setembro, às 20 horas, com entrada, dois pratos principais e sobremesa harmonizado com Stravaganzza Brut charmat, da Don Giovanni, Don Giovanni Brut Champenoise, Olivier Anquier Brut champenoise e Don Giovanni Moscatel. R$ 120,00 por pessoa. Reservas: 3225-8833. Rua Elesbão Linhares, 52, Praia do Canto.
Contatos para agendamento de fotos: Leonardo Tubino 8134-2525 ou Glauco Ferrer 8121-0045.
e-mail: ; ; .

Produtor:JJ VINCENT
País: FRANÇA
Região: BORGOGNE
ano: 2006
Tipo: Branco Seco
Volume: 750 ml
Uva: Chardonnay
Temperatura de Serviço: 9 a 11º
Teor Alcoólico: 13%
Corpo: médio
Sugestão de Guarda: Pronto para consumo
ST 88
Degustado em 24/09/2009

Na noite de ontem recebi a visita de meu vizinho gourmet Dr Flavio maraninchi, que desceu com os ingredientes do jantar a fazer, risoto de funghi acompanhado de um file ao azeite de pimenta rosa. Quanto aos vinhos o primeiro foi LE GRAND CHAI gran vin de bordeaux 2007 (st 90) um vinho de cor escura, aromas de frutas vermelhas e na boca bastante redondo para um 2007, o segundo foi um CHATEAU MUSSET CHEVALIER sainte-émilion grand cru 2005, (ST92) um vinho visivelmente superior com aromas evoluídos e longa persistencia, um belo bordeaux. Os dois vinhos foram presente de amigos.
A designação Vintage é a classificação mais alta que pode ser atribuída a um vinho do Porto. Considera-se Vintage o vinho do Porto obtido da colheita de um só ano, e é uma denominação atribuída apenas em anos considerados de excepcional qualidade.
Sofrem um envelhecimento em casco por um período máximo de dois anos e meio, sendo posteriormente envelhecidos em garrafa.
O seu potencial de envelhecimento é enorme sendo por isso recomendável a sua guarda por um período nunca inferior a 3/4 anos em garrafa. Este vinho deve-se tomar só depois das refeições e pequenas quantidades. Com o envelhecimento em garrafa torna-se suave e elegante, desaparecendo gradualmente a adstringência inicial. Adquire, por isso, um aroma equilibrado, complexo e muito distinto. Aos Vintage com alguns anos em garrafa estão associados aromas de torrefacção (chocolate, cacau, café, caixa de charutos, etc.), aromas de especiarias (canela, pimenta,…) e, por vezes, aromas frutados.
www.wikipedia.org
Não é muito habitual encontrar Vinhos do Porto com esta designação, já que por apresentarem características muito próximas às dos Tawnies envelhecidos, têm vindo a ser cada vez mais preteridos pelas empresas de Vinho do Porto.
Vinho de elevada qualidade proveniente de uma só colheita. Estagia em madeira durante períodos de tempo variáveis, nunca inferiores a 7 anos.
No rótulo, a palavra colheita é sempre seguida do respectivo ano, que foi considerado excepcionalmente bom para a produção de Vinhos do Porto Tawny. O vinho estagia cerca de 12 anos dentro de cascos de madeira, e apresenta cores claras, um acastanhado dourado, quase âmbar. O sabor de um colheita é muito semelhante ao de um Tawny 10 ou 20 anos, mas logicamente mais rico e elegante.
Durante o envelhecimento em casco, os aromas jovens, frutados e frescos, evoluem por via oxidativa, dando lugar a um bouquet em que sobressaem os aromas de frutos secos, aromas de torrefacção, madeira e especiarias. No decurso do envelhecimento, vão aumentando a macieza, a harmonia e complexidade do bouquet. A cor evolui para o alourado, notando-se mesmo reflexos esverdeados nos vinhos muito velhos. Vinho de elevada qualidade obtido por lotação de vinhos de colheitas de diversos anos, de forma a obter-se uma complementaridade de características organolépticas. Estagia em madeira durante períodos de tempo variáveis, nos quais a idade mencionada no rótulo corresponde à média aproximada das idades dos diferentes vinhos participantes no lote e exprime o carácter do vinho no que respeita às características conferidas pelo envelhecimento em casco. Assim, um vinho 10 anos revela uma cor, um aroma e um sabor típicos de um vinho que permaneceu durante 10 anos em casco. Tal como os vinhos Data de Colheita, apresentam um característico bouquet de oxidação que se traduz em aromas de frutos secos, torrefacção e especiarias, mais evidentes nos vinhos com mais idade. Na boca, revelam-se vinhos macios e harmoniosos, com um aroma muito persistente. O Colheita 1994 é famoso por ter sido produzido num dos melhores anos de sempre para os vinhos do Porto.
www.wiquipedia.org
Como o próprio nome indica, estes vinhos envelhecem dentro de cascos de carvalho durante mais tempo do que os normais três anos. Existem, assim, os Tawny 10 anos, 20 anos, 30 anos e 40 anos, sendo que quanto mais velhos eles forem, mais claras se tornam as suas cores e mais complexos e licorosos ficam os seus sabores: mel, canela, chocolate, madeira… O rasto deixado por estes vinhos na boca do provador é inconfundível. Os Tawnies envelhecidos encontram-se entre os Vinhos do Porto mais caros do mercado.
www.wikipedia.org
Os vinhos do Porto LBV (sigla de Late Bottled Vintage) têm o aspecto de vinhos tintos Ruby (cores vermelho carregado e sabores frutados) e são produzidos a partir de uma só colheita excepcionalmente boa. Envelhecem de quatro a seis anos dentro dos balseiros, e depois de engarrafados continuam a sua evolução, ainda que não muito significativa. Por isso, as garrafas de LBV são diferentes, pois a rolha é inteira (ou seja, não tem a habitual tampa de plástico no topo), significando que a garrafa deve ser mantida deitada (para que o vinho humedeça a rolha). Os LBV, ao contrário dos Vintages, podem ser consumidos logo após o engarrafamento, pois a sua evolução na garrafa é muito pequena. Os LBV eliminam assim a desvantagem dos Vintages em relação ao tempo de espera antes do consumo, e ainda que não seja um Vintage verdadeiro, possuí muitas das suas características, e oferece uma ideia bastante próxima da experiência de beber um.
www.wikipedia.org
Vinho do Porto Reserva é produzido a partir de uvas seleccionadas de grande qualidade, e tanto pode ser branco como tinto. Em geral, ficam sete anos em maturação dentro da madeira, sendo depois engarrafados. Estes vinhos devem ser tratados da mesma forma que os standard, isto é, não envelhecem dentro da garrafa (por isso, esta deve ser mantida sempre na vertical) e após a sua abertura podem ser consumidos num prazo não superior a seis meses. Os Reservas têm a particularidade de poderem ser bebidos quer como aperitivo quer como vinho de sobremesa. Se se escolher beber antes das refeições, aconselha-se a que se sirva fresco, mesmo tratando-se de um reserva tinto. Dentro dos Reserva distinguem-se os Reserva Tawny, que apresentam uma cor tinta aloirada, com os aromas de frutos secos, torrefacção e madeira, resultantes do estágio mínimo obrigatório de sete anos em madeira, a complementarem-se com alguns aromas remanescentes de fruta fresca. Na boca, já é notória a macieza característica dos vinhos envelhecidos em casco. Por sua vez os Reserva Ruby, resultantes de lotes mais jovens que originam um vinho de cor tinta, com aromas intensos e frutados, são vinhos encorpados e adstringentes mas menos do que os Vintage e os LBV. Existe ainda o Reserva Branco, que é um Vinho do Porto branco de muito boa qualidade obtido por lotação e que estagiou em madeira pelo menos sete anos, apresentando tonalidades douradas, boa complexidade de aroma onde é notório o envelhecimento em madeira e sabor persistente.
www.wikipedia.org.br