search engine optimizationsubmit websiteemail extractor

Archive for agosto, 2009

DEPOIS DE 21 ANOS TRABALHANDO NO MERCADO FARMACEUTICO DO ESPÍRITO SANTO RECEBO HOMENAGEM DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA EM SESSÃO SOLENE PELO SERVIÇO PRESTADO AO SETOR .
FOTO 1 MANOEL VIGINE (farmácia santa Lúcia)GIGO GORINRE (farmácia alquimia)SILVESTRE TAVARES GONÇALVES (farmácia princesa Isabel )JULIO CAMPAGNARO (alquimia)
FOTO 2 MANOEL VIGINE, CLODOALDO SANTANA (DIRETOR SINCOFAES) SILVESTRE E JULIO CAMPAGNARO.
E VIVA A VIDA!!!

NO DIA 13 DE AGOSTO FUI CONVIDADO PARA UMA DEGUSTAÇÃO NA ENOTRIA DA VINICOLA FAMILIA BELASCO IMPORTADO PELA OBRA PRIMA, ESTAVAM PRESENTE O SR PAULO ROBERTO BARTH DE SOUZA(OBRA PRIMA) E O ENÓLOGO DA VINÍCOLA MARCELO PABLO SKUILLARIO (FAMILIA BELASCO), FORAM APRESENTADOS UM VINHO BRANCO E DOIS VINHOS TINTOS DA REGIÃO DE NAVARRA, DA LINHA MARCO REAL OS VINHOS FORAM UMA SURPRESA TODOS ADORARAM OS VINHOS. A SURPRESA PARA MIN FOI UM ARGENTINO APRESENTADO NO FINAL TAMBÉM DA IMPORTADORA OBRA PRIMA O SWINTO 2005 MALBEC ESTAVA MUITO BOM MAIS AINDA NOVO.
E VIVA A VIDA!!!!!!!!!!!!!!

Sauvignon Madrona Ranch
2002 2002
Abreu Cabernet Sauvignon Thorevilos Abreu Cabernet Sauvignon Thorevilos
2005 2005
Alban Vineyards Syrah Lorraine Vineyard Alban Vineyards Syrah Lorena Vineyard
2004 2004
Artadi Vina El Pison Artadi Vina El Pison
2000; 2003; 2005 2000; 2003; 2005
Ausone Ausone
1990 1990
Beausejour (Duffau Lagarrosse) Beausejour (Duffau Lagarrosse)
2004; 2003; 2005 2004; 2003; 2005
Benjamin Romeo Contador Benjamin Romeo Contador
1997 1997
Bryant Family Vineyard Cabernet Sauvignon Bryant Family Vineyard Cabernet Sauvignon
NV NV
Chambers Rosewood Vineyards Rare Muscadelle (Tokay) Câmaras Rosewood Vinhas Raro Muscadelle (Tokay)
NV NV
Chambers Rosewood Vineyards Rare Muscat Câmaras Rosewood Vinhas Raro Muscat
1991 1991
Chapoutier Cote Rotie la Mordoree Chapoutier Côte Rotie la Mordoree
2000 2000
Chapoutier Ermitage Cuvee de l’Oree Chapoutier Ermitage cuvée de l’Oree
1989; 1990; 1991; 2003 1989; 1990; 1991; 2003
Chapoutier Ermitage le Pavillon Chapoutier Ermitage le Pavillon
2003 2003
Chapoutier Ermitage l’Ermite Chapoutier Ermitage l’Ermite
1999; 2000; 2003; 2004; 2006 1999; 2000; 2003; 2004; 2006
Chapoutier Ermitage l’Ermite Blanc Chapoutier Ermitage l’Ermite Blanc
2004 2004
Chapoutier Ermitage le Meal Blanc Chapoutier Ermitage le refeies Blanc
1989; 1990; 1998 1989; 1990; 1998
Chateau Beaucastel Chateauneuf du Pape Hommage A Jacques Perrin Chateau Beaucastel Chateauneuf du Pape Hommage A Jacques Perrin
1811; 1847; 2001 1811; 1847; 2001
Chateau d’Yquem Chateau d’Yquem
1995 1995
Chateau La Graviere Tirecul Tirecul Vendange Cuvee Madame Chateau La Graviere Tirecul Tirecul vendange cuvée Madame
1900; 1990; 2000 1900; 1990; 2000
Chateau Margaux – * see note below Chateau Margaux – * ver nota abaixo
1990; 2003 1990; 2003
Chave Hermitage Cuvee Cathelin Chave Hermitage cuvée Cathelin
2003 2003
Chave Hermitage Chave Hermitage
1947; 2000 1947; 2000
Cheval Blanc Cheval Blanc
1996; 1998; 2001; 2002 1996; 1998; 2001; 2002
Chris Ringland (formerly Three Rivers) Shiraz Chris Ringland (ex-Três Rios) Shiraz
2001 2001
Climens Climens
1989 1989
Clinet Clinet
2004 2004
Clos Erasmus Clos Erasmus
2005 2005
Clos I Terrasses Erasmus Clos I Terrasses Erasmus
2005 2005
Clos Saint-Jean Chateauneuf du Pape Deus Ex Machina Clos Saint-Jean Chateauneuf du Pape Deus Ex Machina
2002 2002
Colgin Cabernet Sauvignon Tychson Hill Vineyard Colgin Cabernet Sauvignon Tychson Hill Vineyard
1992 1992
Dalla Valle Maya Proprietary Red Wine Dalla Valle Maya Especialidades Vinho Tinto
1993 1993
Domaine Claude et Maurice Dugat Griotte Chambertin Domaine Claude et Maurice Dugat Griotte Chambertin
2001 2001
Domaine de la Mordoree Chateauneuf du Pape Cuvee de la Reine des Bois Domaine de la Mordoree Chateauneuf du Pape cuvée de la Reine des Bois
1990 1990
Domaine de la Romanee Conti La Tache Domaine de la Romanée Conti La tache
1986 1986
Domaine de la Romanee Conti Montrachet Domaine de la Romanée Conti Montrachet
1929 1929
Domaine de la Romanee Conti Richebourg Domaine de la Romanée Conti Richebourg
1985 1985
Domaine de la Romanee Conti Romanee Conti – * see note below Domaine de la Romanée Conti Romanée Conti – * ver nota abaixo
2001; 2003 2001; 2003
Domaine de la Vieille Julienne Chateauneuf du Pape Cuvee Reservee Domaine de la Vieille Julienne Chateauneuf du Pape cuvée Reservee
2005 2005
Domaine de la Vieille Julienne Chateauneuf du Pape Reservee Domaine de la Vieille Julienne Chateauneuf du Pape Reservee
1998 1998
Domaine de Marcoux Chateauneuf du Pape Vieilles Vignes Domaine de Marcoux Chateauneuf du Pape Vieilles Vignes
2001 2001
Domaine du Clos du Caillou Chateauneuf du Pape Reserve le Clos du Caillou Domaine du Clos du Caillou Chateauneuf du Pape Reserva Le Clos du Caillou
1998; 2000 1998; 2000
Domaine du Pegau Chateauneuf du Pape Cuvee da Capo Domaine du Pegau Chateauneuf du Pape cuvée Da Capo
1991 1991
Domaine Leroy Hospices de Beaune Cuvee Madeleine Collignon Domaine Leroy Hospices de Beaune cuvée Madeleine Collignon
1991 1991
Domaine Leroy Latricieres Chambertin Domaine Leroy Latricieres Chambertin
1989; 2001 1989; 2001
Domaine Roger Sabon Chateauneuf du Pape le Secret de Sabon Domaine Roger Sabon Chateauneuf du Pape le Secret de Sabon
2001 2001
Domaine Weinbach Gewurztraminer Furstentum Quintessence de Grains Nobles Domaine Weinbach Gewürztraminer Fürstentum Quintessence de grains nobles
1990 1990
Domaine Zind Humbrecht Gewurztraminer Heimbourg Vendange Tardive Domaine Zind Humbrecht Gewürztraminer Heimbourg vendange tardive
1989; 1990 1989; 1990
Domaine Zind Humbrecht Pinot Gris Clos Windsbuhl Vendange Tardive Domaine Zind Humbrecht Pinot Gris Clos Windsbuhl vendange tardive
1990 1990
Domaine Zind Humbrecht Tokay Clos Windsbuhl Vendange Tardive Domaine Zind Humbrecht Tokay Clos Windsbuhl vendange tardive
1990 1990
Domaine Zind Humbrecht Tokay Pinot Gris Clos Jebsal Selection de Grains Noble Domaine Zind Humbrecht Tokay Pinot Gris Clos Jebsal Selecção de Grãos Nobres
1998 1998
Greenock Creek Cabernet Sauvignon Roennfeldt Road Greenock Cabernet Sauvignon Roennfeldt Creek Road
2001; 2003 2001; 2003
Greenock Creek Shiraz Creek Block Greenock Creek Shiraz Creek Block
1995; 1996; 1998 1995; 1996; 1998
Greenock Creek Shiraz Roennfeldt Road Greenock Creek Shiraz Roennfeldt Road
1985; 1988; 1990; 1998; 1999; 2003 1985; 1988; 1990; 1998; 1999; 2003
Guigal Cote Rotie la Landonne Guigal Cote Rotie la Landonne
1976; 1978; 1983; 1985; 1955; 1991; 1999; 2003 1976; 1978; 1983; 1985; 1955; 1991; 1999; 2003
Guigal Cote Rotie la Mouline Guigal Cote Rotie la Mouline
1985; 1988; 1999; 2003 1985; 1988; 1999; 2003
Guigal Cote Rotie la Turque Guigal Cote Rotie la Turque
1985; 1988; 1999; 2003 1985; 1988; 1999; 2003
Guigal Hermitage Ex Voto Guigal Hermitage Ex Voto
2003 2003
Harlan Estate Proprietary Red Wine Harlan Estate Especialidades Vinho Tinto
1945; 1961; 1989 1945; 1961; 1989
Haut Brion Haut Brion
1990 1990
Henri Bonneau Chateauneuf du Pape Reserve des Celestins Henri Bonneau Chateauneuf du Pape Reserve des Celestins
2001; 2002; 2004 2001; 2002; 2004
Hermann Donnhoff Riesling Eiswein Oberhauser Brucke Hermann Donnhoff Riesling Eiswein Oberhauser Brücke
2000 2000
La Clusiere La Clusiere
1955; 1959; 1975; 2000 1955; 1959; 1975; 2000
La Mission Haut Brion La Mission Haut Brion
1953; 1982; 1986; 1996; 2000; 2003 1953; 1982; 1986; 1996; 2000; 2003
Lafite Rothschild Lafite Rothschild
1945; 1947; 1950; 1975; 1982; 2000 1945; 1947; 1950; 1975; 1982; 2000
Lafleur Lafleur
1961; 1982; 2003 1961; 1982; 2003
Latour Latour
1947; 1961 1947; 1961
La Tour a Pomerol La Tour uma Pomerol
1921; 1947; 2005 1921; 1947; 2005
L’Eglise Clinet L’Eglise Clinet
1982 1982
Leoville-Las Cases Leoville-Las Cases
1990; 1998 1990; 1998
Les Cailloux (Lucien et Andre Brunel) Chateauneuf du Pape Cuvee Centenaire Les Cailloux (Lucien et Andre Brunel) Chateauneuf du Pape cuvée Centenaire
1985 1985
Marchesi Incisa della Rocchetta Sassicaia Vino da Tavola Marchesi incisa della Rocchetta Sassicaia Vino da Távola
1999 1999
Michel Ogier Cote Rotie Cuvee Belle Helene Michel Ogier Cote Rotie cuvée Belle Helene
1990 1990
Montrose Montrose
1945; 1959; 1982; 1986 1945; 1959; 1982; 1986
Mouton-Rothschild Mouton-Rothschild
2004 2004
Numanthia Termanthia Numanthia Termanthia
2002 2002
Paul Hobbs Cabernet Sauvignon Beckstoffer To Kalon Vineyard Paul Hobbs Cabernet Sauvignon Beckstoffer Para Kalon Vineyard
1961; 1978; 1990 1961; 1978; 1990
Paul Jaboulet Aine Hermitage la Chapelle Paul Jaboulet Aine Hermitage la Chapelle
2000 2000
Pavie Pavie
1976 1976
Penfolds Grange Hermitage Penfolds Grange Hermitage
1921; 1929; 1947; 1961; 1989; 1990; 2000 1921; 1929; 1947; 1961; 1989; 1990; 2000
Petrus Petrus
1982 1982
Pichon-Longueville Comtesse de Lalande Pichon-Longueville Comtesse de Lalande
2004 2004
Pingus Pingus
2002; 2003; 2007 2002; 2003; 2007
Quilceda Creek Cabernet Sauvignon Quilceda Creek Cabernet Sauvignon
1997 1997
Quinta do Noval Nacional Quinta do Noval Nacional
1997 1997
Quinta do Noval Vintage Port Quinta do Noval Porto Vintage
NV NV
RL Buller Calliope Rare Tokay RL BULLER Calliope Raro Tokay
1999 1999
Rene Rostaing Cote Rotie Cote Blonde Rene Rostaing Cote Rotie Cote Blonde
1997 1997
Screaming Eagle Cabernet Sauvignon Screaming Eagle Cabernet Sauvignon
2002 2002
Shafer Vineyards Cabernet Sauvignon Hillside Select Shafer Vineyards Cabernet Sauvignon Hillside Selecione
2005 2005
Sine Qua Non Mr K The Strawman Marsanne Vin de Paille Sine qua non Senhor K O Strawman Marsanne vin de paille
2000 2000
Sine Qua Non Suey TBA (100% Botrytised Roussanne) Sine qua non Suey TBA (100% Botrytised Roussanne)
2004 2004
Sine Qua Non Mr K The Strawman Vin de Paille (Semillon) Sine qua non Senhor K O Strawman vin de paille (Semillon)
2005 2005
Sine Qua Non Atlantis Fe 203 1A (Syrah) Sine qua non Atlantis Fe 203 1A (Syrah)
2004 2004
Sine Qua Non Poker Face (Syrah) Sine qua non Poker Face (Syrah)
2002 2002
Sine Qua Non Just For The Love Of It (Syrah) Sine qua non Só por amor a Ele (Syrah)
2003 2003
Sine Qua Non The Inaugural (Syrah) A condição sine qua non inaugural (Syrah)
2002 2002
Sloan Proprietary Red Sloan Proprietário Vermelha
1992 1992
Taylor Fladgate Vintage Port Taylor Fladgate Porto Vintage
NV NV
Trevor Jones Tokay Liqueur Trevor Jones Liqueur Tokay
NV NV
Trevor Jones Shiraz Liqueur Trevor Jones Shiraz Liqueur
2000 2000
Tua Rita Redigaffi Vino da Tavola Tua Rita Redigaffi Vino da Távola
1995 1995
Verget Chablis Valmur Verget Chablis Valmur
CLICANDO NOS NOMES DOS VINHOS VERA LOCALIZACAO E PRECO OK!

A NOITE COMEÇOU COM MUITA EXPECTATIVA POR JÁ TER DEGUSTADO UM VINHO DA LINHA E TER ACHADO MUITO BOM E POR SER UM GRANDE PRODUTOR FRANCÊS, CHEGANDO AS MESAS ESTAVAM COM OS NOMES DOS PARTICIPANTES E MUITO BEM ARRUMADA ESTAVAM NA MESA AUDIR MANOEL GRANDE ADVOGADO E AMIGO, GILSON MANSUR POITER IMÓVEIS QUE SE DIGA DE PASSAGEM UMA FIGURA ÍMPAR E EU . A ORGANIZAÇÃO FOI PERFEITA O TEMPO DOS PRATOS E DOS VINHOS CRONOMETRADOS.

ENTRADA CALDA DE LAGOSTA AO BISQUE COM TARTARE DE TOMATE E CROCANTE DE ARROZ SELVAGEN (PULIGNY MONTRACHET 2006 (ST 97) )

PRIMEIRO PRATO CODORNA MARINADA ESCOLTADA POR SALADA MORNA DE BROTOS E FLORES.( BOURGOGNE PINOT NOIR 2007 (ST88) )

SEGUNDO PRATO FILET DE VITELO AO PERFUME DE MOSTARDA ACOMPANHADO DE MINE LEGUMES SALTEADOS (CHAMBOLLE MUSINGNY 1ER CRU 2005(ST88) )

TERCEIRO PRATO PERNIL DE CORDEIRO ASSADO NO FORNO COM BATATAS RUSTICAS
(GEVREY CHAMBERTIN 2005 (ST 88)

SOBREMESA MIL FOLHAS CITRICO

CRIAÇAO : DUH CABRAL

EXECUÇAO : IVAN DI CESARE E CECILIA GARRO

NA MINHA OPINIÃO PESSOAL O SERVIÇO ESTAVA FANTÁSTICO, OS VINHO ACREDITO TER SIDO PREJUDICADO ACHO QUE VIAJOU NO DIA DO EVENTO ESTAVA COM APARÊNCIA TURVA E COM UM AROMA DE PROPOLIS INTENSO , NO FINAL DA DEGUSTAÇÃO FOMOS PRESENTEADOS PELO MANSUR COM UMA GARRAFA DE CABALLO LOCO QUE ESTAVA MUITO BOM.QUANDO JÁ ESTÁVAMOS ENTRANDO NO CARRO FRED GERENTE VILLE DU VIN NOS CHAMOU PARA DEGUSTAR UM CONCHA Y TORO 1990 ST(95) UM TIRO AROMAS TERCIÁRIOS E COM COLORAÇÃO INTENSA APESAR DA IDADE .

A GRANDE LIÇÃO QUE TIREI DESTA NOITE FOI QUE O QUE VALE NA VIDA SÃO OS AMIGOS PARA DARMOS BOAS RISADAS E VIVA A VIDA!!!!!!!!!!!!!
Muito tem se falado ultimamente sobre vinhos orgânicos, biodinâmicos e naturais. Alguns são devotos do assunto e dos vinhos, outros pensam em marketing, e uma grande maioria desconhece o que embasa e norteia estes conceitos. Este afável francês, com jeito hippie, 44 anos, casado e pai de quatro filhos, é o arquétipo do que se espera de um produtor de vinhos biodinâmicos na Borgonha.
Como você fundou sua vinícola?

O mais importante foi selecionar uma boa propriedade, com vinhedos antigos e boas plantas.
Esta seleção foi feita como?

Andei por muitos lugares, falei com as pessoas, experimentei os vinhos e as uvas. Foi uma busca de dez anos. Nada da maneira como as coisas são feitas nos negócios hoje, tudo muito rápido e apressado. Atualmente trabalho o vinhedo como as pessoas o faziam na Idade Média. Utilizo o estilo clássico de trabalho com coisas modernas. Assim, o terroir é essencial.
Sua formação inclui microbiologia e enologia.

Como você concilia estas ciências modernas com a prática de técnicas ancestrais?

Isto me ajudou a entender o que faço. E quanto mais você entende algo, mais você pode avançar e com mais profundidade. Eu uso o conhecimento para produzir vinhos sem SO2.
E quando você começou a produzir vinhos naturais?
Em 1990, aos 26 anos.
Você viveu sua infância na Borgonha, presenciando vinhos produzidos com técnicas ancestrais e depois foi para a faculdade onde seus professores lhe diziam para produzir vinhos de outra maneira. Você tinha um ponto de vista crítico sobre o que lhe era dito? Não. Era muito cedo. Eu apenas tentava associar minha prática ao conhecimento. Mas eu sempre fui muito orgânico por causa de meu tio.
Durante a degustação você disse: “no vinho não há nada a produzir, apenas a expressar”… Eu realmente acredito nisto. Assim como o músico toca a composição de outro, eu faço o vinho com o que a natureza proporciona.
E isto carrega muitos riscos. Não?

Há muitos riscos, sobretudo no que diz respeito ao tempo, ao clima. São muitas decisões a tomar sobre o quê e quando fazer. E você só saberá depois se fez o certo ou não.
Muitas pessoas dizem que vinhos naturais não envelhecem bem. Isto é verdade?

Algumas vezes, é. Mas tenha em mente que muitas vinícolas fazem vinhos não para serem bebidos, mas apenas para serem comprados e guardados para sempre. Meus vinhos envelhecem sem problemas.

Por quanto tempo?
Este ano degustei um vinho que fiz em 1992 e estava okay.

Como você consegue isto?

De maneira muito sutil. Meu trabalho para o envelhecimento é estabilizar o vinho. E isto é muito importante na Borgonha, pois não trabalhamos com os taninos. É a acidez que mantém nossos vinhos.
Há muita confusão nos conceitos orgânico, biodinâmico e natural. É possível sumarizar e distinguir estes conceitos?
Parece muito complicado, mas de fato é bastante simples. Eu estou interessado em vinhos naturais, então eu parto de cultivos orgânicos ou biodinâmicos. Mas quero fazer vinhos. Você pode ser muito bom no cultivo, mas fazer vinhos é diferente. Para produzir, eu cultivo as uvas com métodos orgânicos ou biodinâmicos e depois faço uma vinificação natural. Para fazer bom vinho eu preciso destes tipos de cultivo. Mas você deve ter cuidado com o marketing em volta disto.
“Você bebe vinho porque se sente bem, sociável e vive emoções” Philippe Pacalet
Você fala muito em emoções durante a degustação… Sim, acho que o vinho tem a ver com isto: emoções. Este é o ponto. Você bebe vinho porque você se sente bem, sociável e vive emoções. Vinho é como música.
Como você vê o mercado brasileiro?
Brasil é meu quinto maior mercado agora. Meus principais mercados estão na Ásia e em países latinos. Não consigo precisar o porquê. Acredito que por sermos países latinos. Já o mercado italiano, por exemplo, é muito forte.
Como se sente com isto?
É muito bom, pois é um país produtor de vinhos. Acho que a Borgonha é um local único, mas de alguma forma similar ao Piemonte, pois são muito próximos. Considero que a Borgonha tem mais a ver com o Piemonte do que com Bourdeaux.
Qual sua produção atual?
Cerca de 50 mil garrafas. Somos muito pequenos. Mas, como dizem, “small is beautifull”.

felippe pacalet estara em vitoria quarta feita dia 12/08 em jantar harmonizado, a organização esta a cargo da ville du vin, posteriormente postarei fotos do evento.

MATERIA RETIRADA DA RESITA ADEGA.

A AMIGA CRISTINA QUE ESTAVA COMEMORANDO O SEU ANIVERSÁRIO DE CASAMENTO DECIDIMOS ABRIR SÓ ESPANHA QUE E SUA PREFERIDA, FORAM UM RIOJA 1998, RIOJA 1999 E RIBEIRA DEL DUERO 2004.

Quinta da Sardonia 2004
Origem: Espanha
Estilo: Tinto encorpado
Produtor: Pingus
36% Tinto Fino, 30% Cabernet Sauvignon, 20% Merlot, 5% Syrah, 5% Cabernet Franc, 3% Malbec, 1% Petit Verdot 15o G.A.
Temperatura: 16º
Envelhecimento: 14 meses em barricas de carvalho.
Este corte nos presenteia um vinho violeta, quase roxo, com aroma de especiarias, notas defumadas, blueberries e licores. Complexo e maduro na boca, integra notas de frutas com madeira, muito bem equilibrado, boa acidez e final médio .
ST(89)

BARON DE ONA RESERVA 1999
Baron de Oña é o único rótulo da propriedade: um Reserva, composto principalmente com Tempranillo, a estrela da região. O barão, que existe de verdade, cedeu seu título nobiliar a um vinho em que fruta e madeira se fundem com bastante equilibrio e riqueza aromática.Corte: 95% Tempranillo, 5% MazueloOpinião dos Especialistas:Wine Spectator: 85 pontos (1998)Decanter: 4 estrelas (1995)Wine Enthusiast: 87 pontos (1997)Robert Parker: 85 pontos (1999).
ST(90)

RINCON DE NAVAS RESERVA 1998
PRODUTOR: Rincon de Navas
REGIÃO: Valduero
CONTEUDO: 750
TEMPERATURA DE SERVIÇO: 16oC
ENVELHECIMENTO: 15 meses em barricas de carvalho
PAIS: Espanha
SAFRA: 1998
DIRETRIZES ENOGASTRONÔMICAS: vinho de coloração rubi brilhante, aroma de especiaria e baunilha, sabor intenso, encorpado e de persistência média
UVAS: Graciano e Tempranillo
ST(92)

E VIVA A VIDA!!!!!!!!!!!!!

Sinônimo de aconchego na Praia do Canto, o restaurante Santinho, inaugurado há um mês ao lado do Morro do Cruzeiro, com menu contemporâneo assinado pelo chef Alberto Castro. o cardápio fixo conta com 11 entradas, 10 pratos principais, quatro saladas e cinco sobremesas. A casa abre à noite de quinta a sábado, a partir das 18h, com happy hour regado a espumante, vinhos e entradinhas como Borboleta de camarão ao ajilho (R$ 28). Durante o dia, almoço executivo de segunda a sexta com bufê de saladas. Rua Madeira de Freitas, 244, Via Cruzeiro Mall, Praia do Canto, Vitória. (27) 3322-0684, rolha 20,00 reais.Serviço nota 7.

NO DIA 03/07 SEGUNDA FEIRA A CASA DO PORTO PROMOVEU UM JANTAR HARMONIZADO NO RESTAURANTE ALEIXO COM A PRESENCA DO PRESIDENTE DA BARON PHILIPPE ROTHSCHILD E O ENÓLOGO DA VINÍCOLA ALMAVIVA, FOI UM JANTAR MUITO AGRADÁVEL ASSINADO PELO CHEF JUARES CAMPOS, ESTAVAM LA MUITOS AMIGOS DO MUNDO DO VINHO.

VINHOS

BARON PHILIPPE RESERVA SAUVIGNON BLANC 2008 st(90)
ESCUDO ROJO CHARDONAY 2008 st(90)
ESCUDO ROJO TINTO 2007 CORTE st(91)
ALMAVIVA JEROBAN 2004 6L st (97)
CHATEAU COUTET SOTERNES 2005 st(95)

PRATOS

TARTARE DE ATUM
BACALHAU COM BATATAS
RISOTO COM RAGU DE CORDEIRO
MAGRE DE CANAT RAVIOLINE DE BAROA A EMULSAO
CREME BRULE

OS PRATOS ESTAVAM MUITO BONS E HARMONIZARAM BEM COM OS VINHOS.

E VIVA A VIDA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

ESTA E UMA BRIGA ANTIGA QUAL A BALANÇA ENTRE O CONSUMIDOR QUE GOSTA DE LEVAR O SEU VINHO E O RESTAURANTE QUE TEM QUE OBTER LUCRO, A MAIORIA DOS RESTAURANTES EXAGERA NOS PREÇOS VINHOS ENCONTRADO NAS LOJAS POR 50 E VENDIDO POR 100 NOS RESTAURANTES POR ISSO QUE LEVAMOS NOSSAS GARRAFAS PARA NÃO PAGAR MUITO EM VINHO DE POUCA QUALIDADE , NA MINHA OPNIAO DEVE SER COBRADO PELO SERVIÇO UM VALOR JUSTO 15 REAIS MAIS ESTÃO COBRANDO 40 POR GARRAFA, ESTES RESTAURANTES ESTÃO SENDO COLOCADO DE FORA DE NOSSO ROTEIRO DE FINAL DE SEMANA, GOSTARIA DE TROCAR IDEIA SOBRE O TEMA MANDE COMENTÁRIOS.
Mais uma opção de leitura na nossa área de vinho e gastronomia estão falando muito bem desta revista que esta em sua primeira edição, vou tentar comprar uma amanham e completo o meu comentário.