search engine optimizationsubmit websiteemail extractor

Archive for the ‘ Borgonha ’ Category

A Borgonha reúne cinco regiões, dentre elas está Côte d’Or, a “encosta dourada”. Situado no extremo sul do Côtes d’Or, na denominação Maranges, com solos argilosos e calcários encontra-se o Domaine Chevrot, uma propriedade particular sob o comando de Pablo e Vincent Chevrot, a quarta geração da família. Lá a família produz a uva, elabora, amadurece e engarrafa todos seus vinhos, o que garante o controle total em todas as etapas. A adega onde ficam as barricas de carvalho localiza-se no subsolo da casa da família, construída em 1798.

A média de idade das videiras é de 35 anos, mas algumas parcelas são mais antigas, com cerca de 60 anos. O amor pela vinha e pelo vinho, a consciência da necessidade de respeitar a terra e seu terroir levaram o Domaine Chevrot adotar métodos biológicos para a produção da matéria prima, preservando a terra, a saúde da videira e garantindo assim um vinho de excelente qualidade. No ano de 2008 receberam a certificação de agricultura biológica por seu trabalho e respeito às vinhas.

Na taça o vinho se mostrou com leveza, vivacidade e potência. Um Pinot Noir encantador com muitos perfumes e sabores, com destaque pela de fruta aberta e limpa (cereja e framboesa) e uma intrigante carne crua. Paladar mostrou muito frescor, potência e elegância. Uma delícia. Importador no Brasil: www.magnumomportadora.com.br.

ST (90)

A Year in Burgundy: Trailer from InCA Productions on Vimeo.

Um novo documentário sobre Borgonha “A Year in Burgundy” (Um ano na Borgonha) teve sua estréia em Londres na noite passada (12 de Setembro). O filme conta a história de sete produtores da região durante a colheita de 2011, incluindo Lalou Bize-Leroy Maison de Leroy, proprietário da Domaine de la Romanée-Conti, Aubert de Villaine, co-proprietário, e mais seis vizinhos da reigão.

O diretor britânico David Kennard (veterano em documentários sobre vinhos) quis mostrar o coração e a alma de um viticultor. Fez questão de não seguir os passos de seu outro documentário, Mondovino. É muito mais próximo [de Sideways], diz ele.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Mais uma agradável surpresa que recebi através do Clube de Vinhos Winelands, reforçando a resenha publicada recentemente no blog, que mostra as vantagens de se associar nessa nova modalidade de compras, gerando a oportunidade de conhecer na taça, vinhos de várias uvas e países, denominações, alguns exclusivos, ampliando horizontes, melhorando assim a nossa litragem.

Dessa vez foi um vinho branco da Borgonha sem passagem por madeira, da denominação Vire-Clessé (não conhecia), uma (AOC) para vinho branco, que tem a chadonnay como a única uva permitida, localizado na parte norte da sub-região Mâconnais. Não há Premier Cru nesta AOC. Foi criada em 1999, quando esta área foi atualizado para ser uma denominação “separada – Mâconnais cru” semelhante, por exemplo a Pouilly-Fuissé. 

O vinho degustado foi o LG Vire-Clessé 2010, proveniente de vinhas possuem idade entre 25 e 90 anos, onde o produtor, Estate Laurent Gondard, faz questão de salientar que a colheita é feita no último momento possível para que as uvas estejam “super maduras” e possam passar para o vinho maior riqueza e complexidade de aromas. 

Avaliação Pessoal: ST (90) – França – Borgonha – Vire – Clessé – 100% Chadonnay – 13% – Clube de Vinhos Winelands

Visual amarelo palha de média intensidade e brilhante. Aroma com predomínio mineral, mesclando com notas de frutas brancas, frutas tropicais e de ervas. Corpo médio, ótima acidez, gerando bastante frescor. Retrogosto confirma o nariz, com final agradável e de média persistência.

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook


Todo ano o Wine Searcher, um site que pesquisa preços de vinho com um banco de dados de mais de 35 mil comerciantes de todo mundo, divulga uma lista, com as 50 garrafas de vinho mais caras do mundo de várias safras. O cálculo elimina os preços, que às vezes são exorbitantes, de algumas garrafas em leilões. Também elimina os impostos nos diferentes países. Entre os 50 vinhos mais caros do mundo 36 são da Borgonha. Segue abaixo:

1. Henri Jayer Richebourg Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

2. Domaine de la Romanée-Conti Romanée-Conti Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

3. Henri Jayer Cros Parantoux, Vosne-Romanée Premier Cru, Bourgogne

4. Domaine Leflaive Montrachet Grand Cru, Côte de Beaune, Bourgogne

5. Egon Muller-Scharzhof Scharzhofberger Riesling Trockenbeerenauslese, Mosel, Alemanha

6. Domaine de la Romanée-Conti Montrachet Grand Cru, Côte de Beaune, Bourgogne

7. Domaine Georges Roumier Musigny Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

8. Georges et Henri Jayer Echézeaux Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

9. Domaine Leroy Musigny Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

10. Pétrus, Pomerol, Bordeaux

11. Krug Clos d’AmbonnayChampagne

12. Domaine de la Romanée-Conti La Tache Grand Cru Monopole, Côte de Nuits, Bourgogne

13. Screaming Eagle Cabernet Sauvignon, Napa Valley, USA

14. Le Pin, Pomerol, Bordeaux

15. Domaine Leroy Chambertin Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

16. Domaine Faiveley Musigny Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

17. Domaine Leroy Grands-Echézeaux Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

18. J.-F Coche-Dury Corton-Charlemagne Grand Cru, Côte de Beaune, Bourgogne

19. Domaine Leroy Richebourg Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

20. Domaine Jean-Louis Chave Ermitage Cuvée Cathelin, Rhône

21. Domaine du Comte Liger-Belair La Romanée Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

22. Domaine Dugat-Py Chambertin Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

23. Domaine de la Romanée-Conti Richebourg Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

24. Domaine des Comtes Lafon Montrachet Grand Cru, Côte de Beaune, Bourgogne

25. Domaine Leroy Clos de la Roche Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

26. Domaine Georges Roumier Les Amoureuses, Chambolle-Musigny Premier Cru, Bourgogne

27. Domaine Leroy Echézeaux Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

28. Domaine Ramonet Montrachet Grand Cru, Côte de Beaune, Bourgogne

29. Domaine Leroy Romanee-Saint-Vivant Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

30. Domaines Barons de Rothschild Chateau Lafite-Rothschild, Pauillac, Bordeaux

31. J.-F Coche-Dury Les Perrières, Meursault Premier Cru, Bourgogne

32. Seppeltsfield Para Centenary 100 Year Old Vintage Tawny, Barossa Valley, Australia

33. Domaine de la Romanée-Conti Romanee-Saint-Vivant Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

34. Domaine de la Romanee-Conti Grands Echézeaux Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

35. Domaine Leroy Latricieres-Chambertin Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

36. Krug Clos du Mesnil Blanc de Blancs BrutChampagne

37. Emmanuel Rouget Cros Parantoux, Vosne-Romanée Premier Cru, Bourgogne

38. Domaine Méo-Camuzet Au Cros Parantoux, Vosne-Romanée Premier Cru, Bourgogne

39. Chateau Lafleur, Pomerol, Bordeaux

40. Domaine Leroy Clos de Vougeot Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

41. Krug Collection BrutChampagne

42. Domaine Armand Rousseau Père et Fils Chambertin Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

43. Château Ausone, Saint-Emilion Grand Cru, Bordeaux

44. Domaine Méo-Camuzet Richebourg Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

45. Schrader Cellars Old Sparky Beckstoffer To Kalon Vineyard Cabernet Sauvignon, Napa Valley, USA

46. Domaine Leroy Corton-Charlemagne Grand Cru, Côte de Beaune, Bourgogne

47. Quinta do Noval Nacional Vintage PortPortugal

48. Charles Noellat Richebourg Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

49. Domaine de la Romanée-Conti Echézeaux Grand Cru, Cote de Nuits, Bourgogne

50. Domaine Armand Rousseau Père et Fils Chambertin Clos-de-Beze Grand Cru, Côte de Nuits, Bourgogne

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook