O espumante brasileiro já está entre os melhores do mundo e vem a cada dia conquistando o paladar dos consumidores das borbulhas refrescantes. Para quem ainda não conhece a qualidade dos nossos espumantes, pode provar sem medo, existem muitas opções interessantes no mercado. Um belo exemplo degustado recentemente e que surpreendeu pela qualidade e originalidade foi o espumante da linha Lírica, da vinícola Hermann, o Lírica Crua.

As uvas utilizadas, Chardonnay, Gouveio e Pinot Noir, vem de Pinheiro Machado, na Serra do Sudeste no Rio Grande do Sul, plantado com mudas de alta qualidade. O projeto conta com a assessoria técnica de Anselmo Mendes, um dos mais brilhantes enólogos de Portugal, o “rei do Alvarinho”.

Mas o que chama atenção nesse espumante e o diferencia dos demais é a ausência do dégorgement, técnica que expulsa as leveduras e por consequência a não adição do licor de expedição (açúcar) última etapa no processo de produção dos espumantes, que determina sua classificação (Nature, Extra Brut, Brut…) e também, é claro, sua tampa de cerveja. Com isso mantém sua pureza e essência tornando ainda mais complexo pela permanência das leveduras no interior da garrafa.

Na taça apresenta um visual amarelo pálido, com certa turbidez provocado pela presença das leveduras, com bolhas médias, persistentes e aromas delicados de frutas cítricas, com destaque para o limão. No paladar é bastante fresco, com notas confirmando o nariz, textura cremosa, além de boa persistência. Uma delícia!!! ST (90) – Disponível no mercado capixaba por 70 reais.

Comments

comments