search engine optimizationsubmit websiteemail extractor

A convite do meu amigo Roberto Jr., na noite desta quarta feira, 25, estive participando de uma degustação de vinhos espanhóis da Importadora B-Cubo, na Enótria, no qual ele representa aqui no Espirito Santo. Foi um giro bem interessante pela Espanha, onde pude conhecer vinhos de 7 regiões diferentes: Penedés, Navarra, Ribera del Duero, Toro, Somontano e Rioja, uma verdadeira aula sobre a personalidade de cada região. No vídeo acima a diretora comercial da importadora Valéria Carrete fala um pouco sobre a importadora e os vinhos degustados.

A Espanha é um pais montanhoso, quente e seco, com mais terras de vinhedos do qualquer outra nação do mundo. Ela está em terceiro lugar na produção em produção mundial de vinho, atrás da França e da Itália.

O vinho espanhol despertou de um longo período de dormência com desempenho abaixo da média. Atualmente, a Espanha é um país mais vibrante em termos de vinhos, com uma ótima relação qualidade x preço. Durante décadas, somente a região mais famosa da Espanha por seus vinhos tintos, Rioja, e a clássica região do vinho fortificado, Jerez, tiveram destaque internacional entre os vinhos finos.

Atualmente, muitas outras regiões viníferas, como as citadas acima na degustação, estão produzindo vinhos realmente de qualidade, alguns até surpreendentes.

Al leis sobre vinhos da Espanha, têm uma categoria QWPSR em dois níveis: Denominação de Origem (DO), uma classificação mais elevada (DOC), criada em 1991. Até agora, Rioja e Priorato são as únicas regiões com nível DOC (também conhecida como DOCa). Os vinhos que não se qualificam como DO fazem parte da categoria dos vinhos de mesa, chamado de Vino de Tierra (equivalente aos Vins de Pays da França).

Em minha opinião o destaque da noite foi o Cava Mestres 1312 (data do inicio de suas atividades) – Penedés – 12% – Xarel-lo; Parellada – R$ 129,00 – ST (91)

Cava, é o termo oficial para o vinho espumante de método tradicional, produzido predominantemente em Penedès, embora existam alguns poucos produtores no resto da Espanha.

Visual amarelo palha média intensidade, perlage fininha, persistente e numerosa, límpido e brilhante. Aromas intensos, notas lembrando um champagne, pão torrado, brioches, manteiga, frutas secas (avelãs e amêndoas), e um toque de frutas frescas e um fundo levemente mineral. Paladar se apresentou seco, bom corpo, ótima acidez e ótimo frescor. Mousse cremosa, persistente, com uma textura macia e aromas de pão tostado, frutas branca, e final muito longo.

Seguimos com mais 10 vinhos que em geral agradou muito, exceto em minha opinião o primeiro branco (SB) que estava com aroma de “xixi de gato” forte, INURRIETA ORCHIDEA “Sauvignon Blanc Navarra” (13%) ST (84) R$ 76,00 (Guia Peñin 2011: 91 e Medalha de Ouro – Concurso Mundial de Bruxelas 2008). Segundo branco: LAUS FLOR DE CHARDONNAY “Somontano” 13,5% ST (90) R$ 89,00. Primeiro rose: INURRIETA MEDIODIA Garnacha; Merlot  “Navarra” (14%) ST (88) R$ 76,00 – Segundo rose: LAUS FLOR DE MERLOT (Merlot; Cabernet Sauvignon; Syrah) “Somontano” (13,8%) R$ 89,00. Primeiro tinto: LAUS ROBLE Merlot; Cabernet Sauvignon; Tempranillo  Somontano  13,8% ST (86) R$ 89,00. Segundo tinto: IUVENE “Tempranillo” Rioja (13%) ST (86) R$ 59,00.

Terceiro tinto: DARDANELOS Tempranillo 04 meses em barricas novas de carvalho francês (13,8) ST (89) R$ 89,00 – A garrafa é muito bonita, design moderno. Quarto tinto: INURRIETA SUR “Garnacha; Syrah; Graciano” (06 meses em barricas de carvalho americano) (14,5%) ST (89) R$ 76,00. Quinto tinto: LORIÑON CRIANZA Tempranillo Rioja 14 meses em barricas de carvalho americano (13%) ST (88) R$ 76,00. O sexto e ultimo vinho: CARODORUM ISSOS “Tinta de Toro” (10 meses em barricas de carvalho francês) (15%) ST (92+) R$ 129,00, cremoso encorpado, para quem gosta do estilo, é um vinhaço!

Os vinhos estarão disponíveis futuramente na Enótria Avenida Rio Branco, 1383, Vitória – ES, 29055-643

Telefone: 27 3345-8696 / 27 3345-8696

www.enotria-es.com.br

Siga o Blog Vivendo a Vida no Twitter

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

No já tradicional encontro de sábado com amigos, pude conhecer na taça a safra 2007 do Cava Cristalino Brut Nature Vintage, um dos mais premiados do mundo.

Cava é o termo oficial para o vinho espumante de método tradicional, produzido predominantemente em Penedès, embora existam alguns poucos produtores no resto da Espanha.

Existem duas razões para a sensacional explosão do Cava: em primeiro lugar é um vinho de qualidade produzido pelo mesmo método tradicional usado para fazer o Champagne, em segundo lugar oferece uma ótima relação custo beneficio. Mas não pense que o Cava é um Champagne barato ou de segunda classe, ele tem um caráter distinto e próprio.

O vinho tradicional é uma corte de três castas de uvas nativas, a Parellada, que dá uma textura cremosa e peso, a Xare-lo, que confere complexidade e o Viura, chamada localmente de Macabeo, que dá uma acidez refrescante. Além disso, o uso da Chardonnay está ganhando popularidade por sua elegância. Porém, essa prática, está despertando polêmicas na região, com a alegação de que estaria estragando a sua identidade.

O cava normalmente é ultrasseco, com sabores de frutas suaves. O Gran Reserva, que é maturado nas caves das vinícolas por cerca de três anos, tem uma complexidade ainda maior, o caso do que degustei hoje.

Avaliação Pessoal: ST (87)

Visual amarelo dourado brilhante, com bolhas pequenas de média persistência. No nariz mostrou aromas de frutas brancas, levedura (fermento), com toques tostados. Paladar leve, acidez destacada e mousse de média qualidade. Persistência aromática média. Discreto amargor final; retro-olfato de frutas brancas, frutas secas e fermento.

Espanha – Penedés – Barcelona – 40% Chardonnay, 25% Macabeo, 20% Parellada ,15% Xarel – lo – R$ 60,00

Siga o Blog Vivendo a Vida no Twitter

Curta a pagina do Blog Vivendo a Vida no Facebook

Este mês quem escolheu o tema para #CBE (Confraria Brasileira de Enoblogs) foi Daniel Perches, um espumante “Cava” de qualquer valor.

Por coincidência na semana passada tive a oportunidade de degustar mais uma vez o Castellroig Brut, em um jantar harmonizado promovido pelo Novotel a importadora Grand Cru.

Castellroig é um produtor reconhecido pela qualidade e ótimas notas obtidas. Produz suas Cavas somente com uvas cultivadas na propriedade, um diferencial importantíssimo e raro, já que a maioria das bodegas são gigantescas e compram uva.


Avaliação Pessoal: ST (90) = Muito boa

Adorei, tem tudo que procuramos em um espumante de qualidade, perlage fina e persistente,aromático, bastante fresor, equilíbrio e um bom final de boca. Com certeza um belo coringa nas harmonizações, vai com quase tudo. Foi harmonizado com a salada acima.

Espanha – Penedes – Macabeo, Parellada, Xarel·lo – 11,5 % – Importador Grand Cru – R$ 57,00

Siga o Blog Vivendo a Vida no Twitter

Do dia 03/12 falei aqui no blog sobre o prêmio recebido pela Cava Juvé & Camps reconhecida pelos Sommeliers Nariz de Ouro da Espanha com a melhor Cava do país.

Não teve jeito tive que provar e passar para vocês a minha impressão.

A Juve & Camps é uma GRAN CAVA, com 24 meses em média na garrafa, elaborado com as tradicionais variedades de uvas, macabeo, xarello e parellada, provenientes do Alto Penedés.

Avaliação Pessoal:

De cara o visual da garrafa já mostra o carinho e cuidado que eles tiveram em colocar esta Cava no mercado, um luxo. O visual é amarelo palha, perlage fina e abundante, os aromas remetem ao floral e frutas tropicais. Seu paladar acompanha o nariz, mostrando boa fruta, com bastante frescor aliada a uma acidez equilibrada e agradável.

Harmonizei com sashimis variados, e com o de salmão ficou perfeito!!!


Espanha – Juvé y Camps – D.O. San Sadurni de Noya – 12% Alc – ST(90)Importador Península – Em Vitória na Ville du Vin em promoção de R$ 102,00 por 82,00

Siga o Blog Vivendo a Vida no Twitter

Na semana passada tive a oportunidade de provar a nova aquisição da importadora Grand Cru em sua loja de Vitória. Se trata da Vinícola Castellroig, um excepcional produtor de Cava, reconhecida pela qualidade e ótimas notas obtidas do temido Robert Parker.

A Castellroig produz suas Cavas somente com uvas cultivadas na propriedade, um diferencial importantíssmo e raro, já que a maioria das bodegas são gigantescas e compram uva.

Adorei, tem tudo que procuramos em uma Cava, perlage fina e persistente, frescor, equilíbrio e um bom final de boca. Os preços estão de acordo com sua qualidade: Brut R$ 57,00 – Rosé R$83,00 – Reserva R$ 95,00.

História do Cava

O espumante Cava começou a ser produzido por volta do ano 1870, na Cataluña, e, ainda hoje, 90% de toda a produção vem desta região. O Cava pode ser produzido em várias regiões da Espanha (são 159 municípios autorizados, sendo 63 na província de Barcelona, 52 na Tarragona, 12 em Lleida, 5 Girona, 18 na Rioja, 3 Álava, 2 Zaragoza, 2 Navarra, 1 Badajoz e 1 em Valencia).

O município de mais tradicao é Sant Sadurní d’Anoia, onde foi elaborada a primeira garrafa de Cava. Como conseqüência do sucesso obtido com a produção do Cava, atualmente, muitas pessoas vão passar o fim de semana nesta cidade para prestigiar a bebida e os petiscos locais.

O método de produção é o tradicional (Champenoise), mas, para ser considerado Cava, tem que ter no mínimo 9 meses de envelhecimento em garrafa e as uvas devem ser colhidas nos municípios autorizados. As uvas autorizadas são: Macabeo, Xarello, Parellada, Malvasia, Chardonnay, Trepat, Garnacha Tinta, Monastrell e Pinot Noir.

Embora existam varias castas tintas autorizadas, a maior parte dos Cavas são produzidos somente com as variedades brancas.

http://www.castellroig.com/

Cava Segura Viudas Extra Brut

A casa Segura Viudas foi erguida no século XI como uma torre habitada com o objetivo de manter vigilância sobre a aproximação de tropas inimigas. Já no século XIII a torre perdeu sua importância militar e se converteu em uma “Sensorial Masia”, que é como se referem às casas de campo na Catalúnia.Se dedicou a exploração agrícola e vinícola e elaborou seus primeiros vinhos espumantes ao final do século XIX, quando a região percebeu o potencial das variedades de uvas nativas e se iniciou a aplicação do método tradicional. Como marca, Segura Viudas nasceu em 1950 e começou a comercializar seus vinhos em 1969, cuja qualidade foi destacada desde o primeiro momento. Mais adiante as instalações foram equipadas com tecnologia avançada que assegura a perfeição do processo de elaboração dos seus produtos.O passar do tempo tem nos favorecido e o notável prestígio da marca vem aumentando no últimos anos, talvez por que dificilmente se encontra uma empresa produtora de vinhos que tenha acumulado tanto reconhecimento internacional em tão pouco tempo.

Notas de prova: Visual amarelo palha, perlage abundante e persistente. Aromas de pão torrado, floral, frutas e mel. Na boca mostrou uma acidez equilibrada dando uma sensação de frescor levando para um final de boca macio e estruturado.

Espanha – 35% Parellada, 50% Macabeo e 15% Xarel-lo – 11,5% – 9 g/l – 60,00 (Ville Du vin) – ST(90)

Segura Viudas antes de uma vinícola era uma torre de observação de trabalho que passou por várias ampliações, o que explicaria a presença de diversos estilos arquitetônicos: visigodo, românica e gótica. No século 13 a torre perdeu sua importância militar e foi convertido em um masia, que é o nome dado à casa de campo na Catalunha. Quando, no final do século 19, a região tornou-se consciente do potencial das diferentes variedades indígenas e os primeiros passos foram tomados na aplicação do método tradicional, a vinícola produziu seus primeiros vinhos espumantes.


Em 1969, começou a comercializar os seus vinhos, cuja qualidade se destacou desde o primeiro momento. Mais tarde, as instalações foram equipadas com tecnologia avançada que assegura a perfeição do processo. A passagem do tempo nos favoreceu e notável o prestígio da marca aumentou ainda mais nos últimos anos. É difícil encontrar uma empresa vinícola que tem acumulado um grande reconhecimento internacional em tão pouco tempo.

A família Ferrer de Barcelona, os maiores produtores mundiais de vinho espumante, mais de 100 anos, comprou a propriedade Segura Viudas no início dos anos oitenta e são responsáveis pela introdução do Aria e do sucesso nos Estados Unidos e ao redor do globo.

Notas de prova:

Visual amarelo claro, perlage persistente e fina, aromas intenso de pão torrado e frutas tropicais com boca potente, boa acidez, cremosa e com boa persistência. A melhor Cava que já provei !

Espanha – Macabeo 60% e Parellada 40%Penedes – Cava – 2003 – ST91 – Best Buy – 60,00

A família Sumarroca condensa toda a essência da atividade vitivinícola, combinando tradição e capacidade inovadora, além da paixão pela terra e a busca constante pela excelência. A vinícola está situada entre os vilarejos de Sant Sarduní d’Anoia e Monistrol d’Anoia, possui 470 hectares e é o segundo maior em extensão de vinhas de Penedés. Cultiva tanto as uvas européias quanto a Macabeo, Xare-lo e Parellada, tradicionais da região e responsáveis pelos famosos espumantes espanhóis, os Cavas. Comprometida com o projeto “Vinhas do Mundo” plantou, junto com as Universidades de Davis e de Rovira i Virgili, 400 tipos de vitis viniferas diferentes, para estudos profundos.

Notas de prova:

Visual amarelo claro, perlage fina e abundante, aromas de frutas secas com boca fresca, média acidez com leve amargor final.

Espanha – Chardonnay(7%), Macabeo(27%), Parellada(42%), Xarel.lo(24%) –Preço 60,00 – ST(86)